Biblioteca

Leia em 10 minutos

Cinco medidas para sua empresa passar 2018 no positivo

30/01/18 - por Equipe TOTVS
Esse conteúdo ajudou 0 profissionais
compartilhe:

O equilíbrio financeiro é um fator vital para a sobrevivência de qualquer negócio. Mais ainda para micro e pequenas empresas, que normalmente possuem menos fôlego para enfrentar períodos longos com as contas no vermelho. Mas o que você deve fazer para que sua empresa consiga atravessar o ano de 2018 no positivo?

 

Para vencer esse desafio, você pode adotar desde já uma série de medidas.  Mas lembre-se: é preciso muito mais do que uma planilha de Excel para resolver esse problema.

 

1ª Medida: Planeje seu orçamento

Se você ainda não começou a projetar as expectativas de receitas, despesas e resultado para o ano todo, mês a mês, não perca mais tempo. O orçamento será o guia que permitirá que a empresa compare o que foi planejado com o que efetivamente aconteceu. Esse acompanhamento deve ser constante, para que haja tempo de corrigir o rumo assim que um desvio de rota acontecer. Não espere que o descompasso vire um rombo para começar a se mexer.

 

2ª Medida: Parte do lucro é para reinvestir

É absolutamente essencial que o empreendedor defina um plano de investimento. E use o lucro da empresa, ou pelo menos parte dele, para levar o plano adiante. Modernizar máquinas, investir em tecnologias digitais, realizar ações promocionais, realizar parcerias. Tudo isso é fundamental para que a empresa seja competitiva e sustentável. E o lucro do empreendimento é uma alternativa mais barata que um empréstimo no banco para financiar isso.

 

3ª Medida: Olho vivo nas margens e nos custos

Se você conhece bem o seu negócio, sabe qual deve ser a margem de lucro das empresas que atuam no seu segmento. Caso a sua margem esteja abaixo da meta, faça uma autocrítica. Entenda por que isso está acontecendo e busque alternativas. Podem ser promoções para aumentar vendas, esforços de marketing e outras iniciativas pelo lado da receita. Ou cortar custos e despesas (especialmente as fixas ou que tenham menor impacto operacional), pelo lado dos gastos. Se você tiver um bom sistema de gestão automatizado, fica mais fácil analisar as opções possíveis e tomar a melhor decisão.

 

4ª Medida: Não desanime

O controle das finanças é uma maratona, não uma corrida de 100 metros. Por isso, não desanime. Registre detalhadamente todos os dados financeiros, patrimoniais e econômicos, e suas variações. Com o tempo, isso ajudará sua empresa a ser vista como um empreendimento mais confiável. E vai facilitar a busca por parceiros, investidores e crédito. Mas lembre-se de que é preciso ser um maratonista eficiente. O uso de sistemas de ERP vai tornar esse controle mais transparente e melhorar a qualidade dos dados para a gestão das finanças e a tomada de decisões.

 

5ª Medida: Faça bom uso dos indicadores

Números em uma planilha não significam nada se você não souber usá-los como indicadores da saúde financeira do seu negócio. Dois deles são essenciais: o Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE) e o fluxo de caixa projetado. O DRE registra na prática se o resultado foi lucro ou prejuízo no período. Mas atenção: se você vendeu, mas não recebeu naquele mês, você pode ter lucro e o seu caixa fechar o mês no negativo. O DRE permite saber dados importantes, como a margem de contribuição, lucro operacional e rentabilidade.

 

O fluxo de caixa, por sua vez, controla entradas e saídas de uma empresa, durante um determinado período, que pode ser até mesmo diário. A projeção desse fluxo é que vai permitir saber como estará a sua situação de caixa no curto e médio prazo, e se ela será suficiente para cumprir seus compromissos ou investir no negócio. Isso exige examinar não apenas a entradas e saídas de recursos, mas também o estoque de pagamentos e recebimentos, e seus prazos.

 

Como se vê, estamos lidando com variáveis complexas. Por isso, você ganhará tempo, evitará erros e conseguirá ver os indicadores importantes com muito mais clareza, se contar com um sistema de gestão digital automatizado.

 

Com o ganho de escala na produção de ferramentas tecnológicas, essas soluções estão hoje ao alcance de empresas de todos os portes. Então, comece 2018 com o pé direito e entre com as finanças positivas em 2019. Afinal, só usa planilha ultrapassada quem quer.

Documento

Download PDF Imprimir

Esse conteúdo ajudou

Sim Não