5 motivos para adotar a gestão por indicadores agora no distribuidor

Equipe TOTVS | Biblioteca | 22 outubro, 2015

Como você já leu aqui no blog, a gestão por indicadores de performance, principalmente quando embasada por uma solução de BI (Business Intelligence), traz um novo tempo para a gestão do atacadista distribuidor.

Conheça 5 fatos que demonstram que você deve começar a gestão por indicadores na sua empresa, já:

  1. TER UM “RAIO X” DO NEGÓCIO

As atribuições dos gestores de um atacado distribuidor são muitas e sobra pouco tempo para que se dediquem a estudar os números da empresa, criar cenários e antecipar os desafios. No entanto, essa “correria” acaba retardando o processo evolutivo do negócio.

Adotar a gestão por indicadores desfaz esse nó, porque permite que os gestores, assim como todos os funcionários, tenham o acesso facilitado aos sinais vitais de seus departamentos. Visualizar um painel de controle com indicadores de performance é como ver um “raio x” ou uma foto atualizada da empresa, e isso faz toda a diferença para a tomada de decisão.

Veja um exemplo prático da gestão por indicadores, sendo visualizada por um dashboard, em uma solução de BI:

  1. ATUAR NA CAUSA DO PROBLEMA

É muito importante conseguir agir rapidamente para a correção de um problema, mas é mandatório entender suas causas para que a falha não volte a acontecer. A gestão por indicadores, quando suportada pela tecnologia adequada, possibilita cruzar informações das mais diversas fontes (sejam o ERP da empresa, os e-mails trocados ou uma planilha do seu computador) para que se chegue à causa do problema e à sua solução definitiva. Uma solução de Business Intelligence (BI), por exemplo, é uma grande aliada para o manuseio prático dos dados e de sua consequente análise.

Veja na prática como ela funciona: se o indicador “percentual de pedidos perfeitos” baixar de 80%, o gestor de logística pode configurar a solução de BI para receber um alerta. Assim, ele consegue tomar ações preventivas. Estas ações podem impedir de chegar a um ponto em que voltar à meta seja mais difícil – e que os prejuízos sejam maiores. Uma vez alertada sobre o problema com os pedidos, a equipe pode fazer uma análise mais profunda para identificar as possíveis causas do desvio em relação à meta.

A gestão por indicadores, quando suportada pela solução certa de BI, permite avaliar em quais situações acontecem avarias, trocas e devoluções, cruzando com as condições de armazenagem dos produtos e com as rotas mais críticas para a realização das entregas. Além disso, também é possível identificar se o volume comprado da indústria está abaixo da demanda, podendo causar ruptura (falta de produto).

  1. TRABALHAR COM INFORMAÇÕES PRECISAS

Você sabe qual é o seu supervisor mais lucrativo e por quê? Sabe dizer quais produtos estão estocados em excesso, acima do giro médio? E o número de clientes inativos hoje?

Se essas perguntas deixaram uma grande interrogação na sua cabeça, é porque sua empresa já está maior do que você imagina! Esse é um “problema” bom, não é? No entanto, quanto mais o seu negócio prospera, mais afiada a gestão deve ser para não perder o ritmo.

Ter informações precisas e confiáveis sobre o negócio permitirá melhores negociações com seus fornecedores e clientes, garantindo maior rentabilidade, e também reduzindo custos com ações emergenciais, evitando, por exemplo, viagens de última hora para contornar um problema com um cliente insatisfeito com a entrega.

Para conseguir essa precisão, é necessário conectar diversas fontes de informações, de forma prática, e ter produtividade na geração de indicadores e painéis de controle. Mais um ponto que reforça a importância da implementação da gestão por indicadores com o apoio de uma solução de BI!

  1. ELEVAR A MATURIDADE DA GESTÃO

Quando todos os funcionários, de todos os níveis hierárquicos, têm acesso aos indicadores de performance e podem visualizar seu desempenho, cria-se a cultura desse modelo de gestão em toda a empresa.

Assim, os níveis de maturidade e responsabilidade aumentam, pois todos podem tomar ações individuais para um melhor resultado coletivo, sem a necessidade de serem cobrados por seus superiores a todo momento.

Esse entendimento do que será cobrado e o comprometimento com ações preventivas e proativas para que os indicadores fiquem dentro (ou acima) da meta, fazem com que a empresa cresça de forma sustentável e segura para todos.

  1. GARANTIR TRANSPARÊNCIA NOS RESULTADOS

Estabelecer indicadores de performance e divulgá-los claramente para toda a equipe é fundamental para que todos saibam por quais resultados serão cobrados. O alinhamento transparente das obrigações e expectativas torna a busca por resultados mais efetiva e ainda evita mal entendidos entre chefes e subordinados.

Os painéis para acompanhamento dos indicadores podem ser divulgados em TVs dentro dos departamentos, por e-mail ou aplicativos móveis, de acordo com o perfil do seu distribuidor. O importante é garantir que todos busquem os mesmos objetivos, fortalecendo o negócio.

Para sua empresa crescer de forma sustentável e atingir a excelência operacional, olhar com atenção para os processos internos é fundamental. Por meio da gestão por indicadores e com a “casa em ordem”, o atacado distribuidor conseguirá a força necessária para manter-se competitivo e rentável.

Continue acompanhando nosso blog para ler mais sobre os assuntos que interessam ao seu negócio!

Brunno Barbosa
Gestor de Oferta – Inteligência de Negócio
brunno.barbosa@pcinformatica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *