Como tomar decisões certeiras no atacadista distribuidor

Equipe TOTVS | Biblioteca | 16 outubro, 2015

Se você fosse perguntado sobre como estão as vendas em cada região atendida pela sua empresa, saberia dizer com precisão? Essa é uma dificuldade comum depois que sua empresa cresceu, não é? Cada vez que você precisa de uma informação específica o esforço para chegar ao número é grande e quando chega, você não tem certeza se ele está correto.

Antigamente, era só ligar para o seu gerente comercial e ele saberia dizer de “bate-pronto” o status das vendas em cada região, mas hoje o cenário é bem mais complexo e profissionalizar o seu negócio é decisivo para continuar no mercado. Se esse é o momento da sua empresa, você precisa conhecer melhor a gestão por indicadores de performance.

Ela tem o objetivo de mensurar o desempenho da empresa e funciona muito bem quando você se encontra nesse limite do crescimento. Os indicadores permitem que você acompanhe o atingimento das metas e eventuais desvios do resultado planejado com menor esforço e com o nível de detalhamento que desejar. Dessa forma, você tem em mãos todas as informações dos “sinais vitais” da empresa e pode monitorar a saúde do negócio bem de perto, como um check-up constantemente atualizado.

A gestão por indicadores é o melhor caminho para que os gestores tomem decisões com base em informações precisas, somado a sua valiosa experiência. Esse modelo de gestão, quando associado à tecnologia de Business Intelligence (BI ou, em português, Inteligência de Negócios) ganha ainda mais força.

Uma solução de BI permite criar dashboards que trazem a visão geral do negócio e também a visão detalhada dos processos internos, por meio dos indicadores de performance. Nesses painéis de controle, os gestores visualizam facilmente a distância que cada indicador está da meta estabelecida, podendo cruzar informações e analisar os dados no detalhe para identificar a causa de um possível desvio. Com isso, é possível adotar ações preventivas em tempo hábil e tomar as melhores decisões.

Então, resumidamente, o BI facilita todo o ciclo de coleta das informações, análise, decisão e ação, tornando a gestão por indicadores extremamente ágil e produtiva.

Outra grande vantagem da inclusão dessa tecnologia no distribuidor é a flexibilidade de criar novos indicadores para acompanhar o dinamismo do mercado. Por exemplo: hoje, nos grandes centros urbanos, há muitos desafios para a circulação das mercadorias. São restrições das áreas de acesso dos caminhões, horários reduzidos para entregas e até rodízio de placas. Para lidar com esse novo desafio, é preciso pensar em roteirização, avaliar a aquisição de veículos de menor porte, otimizar a mão de obra envolvida (motoristas), entre outros fatores. O BI permite que, em pouco cliques, um novo indicador seja criado para analisar essa nova situação de mercado.

Assim como um check-up de saúde tem uma periodicidade ideal para que seja efetivo e traga benefícios esperados, os sinais vitais da sua empresa também precisam ser acompanhados com frequência para identificar rapidamente qualquer desvio em relação às metas estabelecidas. Com esse olhar atento aos indicadores de performance, facilitado pela tecnologia do BI, certamente seu negócio terá resultados mais vigorosos e sustentáveis ao longo do tempo.

O fato de sua empresa ter crescido muito reforça ainda mais a necessidade de acompanhar de perto a performance dos negócios. Adotar a gestão por indicadores, associada à tecnologia de Business Intelligence, eleva a maturidade de gestão e permite que você acompanhe a saúde do seu negócio para poder dar os próximos passos rumo à excelência operacional.

Brunno Barbosa
Gestor de Oferta – Inteligência de Negócio
brunno.barbosa@pcinformatica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *