Os impactos do Bloco K no estoque da indústria

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018

Estamos entrando no segundo semestre de 2017 e o tempo para implantação do bloco K para as empresas que faturam a partir de 78 milhões ao ano fica cada vez mais apertado.

O bloco K da obrigação fiscal SPED refere-se ao registro e controle da produção e estoque produzidos na empresa ou por terceiros.

O processo de apuração dos estoques de matérias primas, produtos em processo e acabados ganham uma maior responsabilidade pois mensalmente suas movimentações e saldos serão enviados ao governo onde possíveis comparações de consumo e produtividade poderão ser realizados e a empresa cobrada destas informações. Por este motivo a agilidade e acuracidade do inventário é fundamental para não expor a empresa a uma possível auditoria em seus estoques.

Os segmentos de mercado: Indústria, equiparados à Indústria e Atacadistas vão ganhar muito em termos de agilidade e exatidão ao passo que realizem seus projetos de adequação para atendimento do Bloco K. Em fevereiro de 2018 haverá a primeira entrega oficial do SPED Fiscal com os blocos K e H, este último referindo-se ao inventário anual do ano anterior, isto é 2017.

Como o ponto referencial será o inventário final de 2017, as empresas devem já se preocuparem em manter processos de controle dos estoques para que os dados entregues reflitam com toda a exatidão os movimentos de materiais ocorridos na empresa, caso não o façam, grandes divergências poderão ser identificadas pelo fisco que poderá pedir explicações ou aplicar sanções contra as mesmas.

Vamos ao ponto: Os ajustes de inventário de 2017 devem começar a partir de já, visto que ele será o “saldo inicial” a ser confrontado com as movimentações do “K” de janeiro de 2018, no mesmo arquivo. A conta será feita assim em Fevereiro de 2018:

=> Tomar como estoque inicial o Bloco H, ref. ao final do ano de 2017;

Somar as entradas, produção e movimentação interna do Bloco K, ref. a Janeiro/2018;

Subtrair o consumo, baixas, movimentação interna do Bloco K (Jan/2018);

= Estoque final 31/janeiro/2018 => Validação do Fisco.

Além da conotação fiscal, a certeza da disponibilidade é um fator crucial de decisão. Desde o consumo automático de insumos e componentes dentro de um processo fabril, passando pelo cálculo do MRP e sua explosão de necessidades para a geração de solicitações de compras, até o atendimento do e-commerce.

Algumas empresas enxergam o bloco K como mais uma obrigação imposta pelo governo, outras empresas e em específico alguns setores da indústria veem com bons olhos as obrigações passando a manterem fichas técnicas e controles de consumo mais gerenciados, os departamentos de engenharia e custos ganharam um grande aliado para poder colocar a casa em ordem e poder com isso dar respostas mais rápidas e assertivas aos gestores da organização. Em alguns setores em que a concorrência não é tão leal as empresas olham o bloco K como uma possível solução para tornar estes mercados mais competitivos e leais.

Um outro ganho em manter estas informações mais controladas é poder usar isso a favor dos consumidores e da empresa, pois conhecendo e controlando melhor a movimentação de materiais e produção pode-se ter um melhor planejamento, redução de custos e datas de promessas muito mais assertivas.

Os métodos, tecnologia, sistemas e exigências fiscais, como a NF-e e o bloco K, têm promovido a busca da exatidão destes números tão importantes para os negócios em Supply Chain.

A TOTVS dispõe de soluções como Automação com Coletores de Dados para Códigos de Barra e QR-Code, WMS, Endereçamento, e soluções personalizadas com RFID, que suportam e resolvem estes processos para que as transações de venda de seus clientes possam ser concluídas e os pedidos atendidos na quantidade e prazos acordados,  fazendo girar as entradas de fluxo de caixa. Assim como para que os desembolsos por aquisições ocorram idealmente nas datas de sua real necessidade e nos níveis e volumes para o período planejado.

Obtenha o melhor em gestão de estoques, custos e disponibilidades transformando a pressão fiscal em uma alavanca de desempenho e performance para sua empresa com as soluções TOTVS em Supply Chain, voltadas para a confiabilidade de estoques, que na prática passam a ter validação mensal com o advento do bloco K.

Para mais informações, entre contato clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *