erp para e-commerce

ERP para e-commerce: 6 funcionalidades que ajudam a otimizar a gestão

Equipe TOTVS | VAREJO | março 29, 2019

Contar com um bom sistema ERP para e-commerce é um dos pontos centrais de uma estratégia que visa a alcançar uma gestão mais eficiente e segura de uma loja virtual. Por meio dele, aumenta-se o controle sobre os processos, o que é a base para se chegar a uma administração bem-sucedida.

Neste artigo, vamos explicar por que a integração é tão importante, os benefícios que ela proporciona e as funcionalidades que o sistema oferece. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue com a leitura e confira agora mesmo!

A importância de integrar o e-commerce ao ERP

O ERP permite que diversos processos de uma empresa sejam integrados e executados em uma única ferramenta. Isso já gera aumento da produtividade, economia de tempo e redução no índice de erros e necessidade de retrabalhos (decorrentes da diminuição da realização manual do trabalho).

Isso quer dizer que o gestor pode acompanhar, com mais precisão, questões relacionadas ao controle de estoque (o que ajuda a evitar o problema da falta de produtos), às obrigações fiscais, ao volume de vendas e ao envio dos produtos para os clientes, por exemplo.

Em suma, investir em um ERP para o e-commerce e integrar as soluções utilizadas faz com que a gestão se torne mais eficaz, as rotinas sejam otimizadas e os resultados alcançados sejam cada vez mais satisfatórios.

Benefícios do ERP para o e-commerce

Ao investir em um ERP para e-commerce, a empresa consegue alcançar uma excelente relação custo-benefício, decorrente das vantagens que o sistema proporciona para as operações. Conheça as principais delas nos próximos tópicos.

Melhora no relacionamento com os clientes

Com a automatização de diversas rotinas, os pedidos recebidos pela loja virtual passam a ser tradados com mais agilidade, o que contribui para diminuir o lead time do processo e ajuda a enviar os produtos com um prazo menor para os compradores — vale lembrar que o tempo também é um fator importante na decisão de compra.

Além disso, a integração ajuda a criar um banco de dados com o histórico do comportamento de compra deses clientes.

Com base nele, o gestor pode elaborar estratégias mais acertadas, principalmente no que diz respeito às campanhas de marketing, direcionando propagandas e ofertas de produtos que realmente sejam do interesse do consumidor.

Tudo isso ajuda a manter uma relação mais pessoal, um fator que é essencial para conquistar e fidelizar o público.

Promove mais alinhamento com fornecedores

A boa interação com os fornecedores promove operações mais eficientes e uma cadeia produtiva mais coesa, na qual todos saem ganhando. Nesse sentido, os sistemas dos parceiros podem ser integrados para compartilhar informações sobre o estoque automaticamente.

Isso é sinônimo de economia de recursos, de tempo e redução de riscos de ruptura do estoque — visto que a necessidade de reposição é identificada com mais agilidade. Como consequência, o controle das entradas e saídas é feito com mais rigor e os pedidos são confirmados no momento ideal.

Ajuda a otimizar e alinhar os processos

Como o ERP ajuda a integrar os processos, o fluxo de trabalho flui de forma automática. Na prática, assim que um pedido é recebido, já é enviado para a separação no estoque, ao mesmo tempo em que a área financeira inicia a emissão de NF-e e a cobrança do item, por exemplo.

O resultado disso é o aumento da agilidade nos processos internos e também na liberação dos produtos para o cliente, o que contribui para reduzir o tempo total até a chegada dos itens no destino final. Pensando além, essa otimização permite que a loja virtual escale as vendas e gere mais negócios.

Melhora na gestão e o processo decisório

Ao contribuir para automatizar diversas rotinas e aprimorar o controle sobre os fluxos de trabalho, a gestão também se torna mais eficaz. Entre os pontos que contribuem para que isso seja possível, podemos citar:

  • centralização das informações em uma única base de dados;
  • possibilidade de criar relatórios ligados a processos;
  • processo decisório mais acertado (feito com base em informações confiáveis);
  • acesso a dados relevantes para a elaboração de estratégias mais eficientes.

6 principais funcionalidades e integrações

Existem diversas funcionalidades dentro de um ERP, todas ligadas a rotinas e setores distintos de uma organização. Saiba mais sobre elas e a respeito das integrações que o sistema pode realizar.

1. Financeiro, contabilidade e fiscal

São funcionalidades que permitem realizar tarefas ligadas ao fluxo de caixa, às contas a pagar e a receber, à gestão contábil, aos Livros razão e às visões gerenciais, à apuração dos impostos, à geração de demonstrativos, às obrigações acessórias e ao faturamento (pedidos de vendas e NF-e de saída, por exemplo), entre outras rotinas mais ligadas à parte financeira e burocrática do negócio.

2. Estoque/Custos

Essa função auxilia rotinas como controle das movimentações, gestão de inventário, rastreabilidade e custo médio do estoque.

3. Compras

Permite executar diversos tipos de rotinas do setor de compras, como cotações, pedidos de compra, conferência física e registro de NF-e de entrada.

4. Jurídico

Ajuda na gestão de contratos, no monitoramento dos processos, na conferência física de documentos, na gestão de indicadores e no relacionamento com escritórios parceiros, por exemplo.

5. Call Center

É uma funcionalidade que permite automatizar tarefas de televendas, telecobrança e teleatendimento.

6. CRM

Trata-se da gestão do relacionamento com os clientes. Por meio dela, é possível criar e monitorar as oportunidades de vendas e a realização de campanhas, por exemplo.

Entre as integrações que um ERP para e-commerce, aliado a uma boa plataforma, pode promover, podemos citar:

  • pagamentos (para o cliente concluir a compra);
  • cálculo de frete;
  • monitoramento das transportadoras.

Conheça o ERP da TOTVS

O ERP da TOTVS atende a diferentes tipos e portes de empresas. Trata-se de uma solução flexível, que pode ser implantada tanto na nuvem quanto na própria infraestrutura do seu negócio. Além disso, permite a personalização de telas, de funcionalidades e de relatórios, buscando se adaptar às necessidades de cada contratante.

Por se tratar de uma empresa brasileira, existe um amplo conhecimento ligado à legislação fiscal em todas as esferas (municipal, estadual e federal), com uma equipe dedicada a estudar, entender e monitorar as possíveis mudanças que ocorrem ao longo do tempo — garantindo que o sistema continue atendendo às leis vigentes.

Como você pôde ver, contratar um ERP para e-commerce é sinônimo de aumento na eficiência, agilidade e confiabilidade na execução das tarefas. Para empresas que desejam ganhar espaço em um setor que vem crescendo bastante, esse é um passo que precisa ser dado.

Considerando as melhorias que seu negócio pode obter, podemos dizer que a relação custo-benefício é bem vantajosa.

Você se interessou pela solução e quer saber melhor como ela pode ser implantada na sua empresa? Entre em contato conosco, fale com um de nossos especialistas e esclareça todas as suas dúvidas sobre o assunto agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *