SCM

SCM: Chegou a era de criar valor com a distribuição

Equipe TOTVS | DISTRIBUIÇÃO | outubro 14, 2019

O conceito de supply chain management não é novo dentro do setor de distribuição. No entanto, é fato que, cada vez mais, o SCM tem sido usado como fator de competitividade no mercado. Muitos negócios têm transformado as lojas físicas em centros de distribuição.

Na prática, isso quer dizer que, em vez de investir em equipes de atendimento e vendas em unidades físicas, tem se fortalecido setores de distribuição e logística a partir da compreensão de o que é SCM.

A ideia é oferecer produtos mais baratos, entregas mais rápidas e, assim, garantir maior competitividade no mercado.

Segundo pesquisa realizada pelo Portal da Indústria, em 2018, 73% das grandes empresas brasileiras investem em pelo menos uma tecnologia digital, destacando o ERP. Entre o principal destaque, está a automação digital com sensores para controle de processo.

Se, antes, a aposta tecnológica era exclusivamente característica do processo de produção, hoje, setores como desenvolvimento de produto e modelos de negócio usam a tecnologia para obter precisão de dados e apostam em sistema de gestão para isso.

Processo do SCM: Claro, intuitivo e ágil

Se você ainda não segue os princípios básicos de uma distribuição eficiente, saiba que a integração com o controle de armazém e a logística deve ser primordial. Assim, como pilares, vale mencionar:

  • Exatidão do estoque;
  • Menor deslocamento de produtos;
  • Uso racional de unidades físicas,
  • Acompanhamento dos processos.

Tipos de distribuição

É importante compreender em qual dos tipos de distribuição o seu negócio se encaixa e qual a tendência de inovação em cada frente.

Distribuição seletiva

A distribuição seletiva foca em apenas alguns intermediários na comercialização dos produtos. A ideia é fortalecer o relacionamento entre o agente e o revendedor. Como objetivo, estão a padronização dos preços em produtos com alto valor agregado ou importados.

Distribuição exclusiva

Já do outro lado, temos a distribuição exclusiva, em que o fabricante determina um representante comercial ou vendedor exclusivos para oferecerem o seu produto.

Esse tipo de acordo é comum no setor de varejo. Outro ponto em que este modelo é usado é para a importação. Um negócio traz para o país produtos feitos externamente, se tornando exclusivo sobre a marca dentro do país.

Distribuição intensiva

Se determinados modelos de distribuição focam em pontos de venda estratégicos, outros objetivam o maior número de distribuidores possíveis. Aqui, o foco é distribuir o produto em variados pontos de venda.

Esse sistema SCM é adotado com mercadorias de menor valor ou que são fabricados em grande volume, como alimentos, bebidas e itens de consumo diário, como higiene pessoal.

Novas infraestruturas com SCM

Uma tendência cada vez mais marcante é a integração da distribuição com os demais segmentos dentro de moldes de sistema ERP. Assim, pensar em uma dinâmica que esteja associada aos negócios de manufatura, agronegócio, transporte, armazenagem e logística é uma forma de se destacar e obter canais para compra e venda.

Além disso, o transporte compartilhado, adotado por muitos moradores de metrópoles, passa a fazer sentido no meio logístico. Suponhamos uma situação em

que caminhões, após entregarem cargas no destino programado, retornem vazios para o local de origem.

A proposta é que seja possível retornar com uma carga diferente e otimizar os recursos, diminuir custos, tornar entregas mais ágeis e eficientes. Assim, é possível associar negócios que possuem, por exemplo, um armazém deficitário, com uma boa frota de veículos, com outra empresa que se destaca como polo distribuidor, mas não possui infraestrutura logística.

Pacote de incentivos para o SCM

De olho nesse mercado, governos estaduais e federais têm investido em espaços focados na indústria 4.0, favorecendo investimentos nessa área. Para saber das novidades, vale acompanhar o Fórum Econômico Mundial.

A previsão é de que, em 2020, São Paulo receba um centro de inovação que conecte diferentes colaboradores: órgãos públicos, entidades, empresas, startups, organizações internacionais e sociedade civil.

Solução TOTVS focada em Distribuição!

Já imaginou gerenciar um ambiente organizacional em que as informações transitam desde a cadeia de suprimentos até o distribuidor final? Isso é possível com a solução TOTVS.

Assim, a tomada de decisão por gestores é feita de forma estratégica, já que o destaque da ferramenta, além de tornar a operação mais clara, é oferecer dados sobre o processo em tempo real.

Alguns dos módulos que esta solução oferece são:

  • Planejamento;
  • Gestão econômica;
  • Gestão financeira;
  • Gestão de compras centralizado;
  • Gestão de preços;
  • Gestão de estoque e ordem de produção;
  • Vendas;
  • Logística,
  • Gestão de entregas.

Consulte um especialista e entenda mais como a TOTVS pode ajudar o seu negócio.

Nova call to action

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *