Sistema tributário brasileiro: por que o ERP será seu maior aliado?

Um dos maiores desafios dentro das empresas brasileiras envolve o setor fiscal e a extensa lista de obrigações que precisam ser cumpridas. Diariamente, o governo cria ou modifica as normas fiscais e tributárias, o que é uma das razões que levam o Brasil a aparecer em segundo lugar no Índice de Complexidade Financeira 2018 da TMF Group.

Se a sua empresa ainda gasta muito tempo e dinheiro por causa dessas complexidades, é importante começar a considerar a aquisição de um sistema de gestão. Essa solução, que possibilita a automação de diversos processos, está auxiliando as organizações a ganharem mais agilidade e segurança na rotina de transmissão de dados para o governo.

Para entender um pouco mais sobre o sistema tributário brasileiro e a importância do ERP como aliado para manter a conformidade fiscal, conversamos com Mauro Testoni, Gerente Executivo da plataforma Protheus, e com Luciana Freitas, Consultora Tributária da TOTVS. Continue a leitura!

New call-to-action

Complexidades do sistema tributário

Para o empreendedor no Brasil, é difícil compreender a legislação brasileira referente aos impostos, às taxas e às obrigações acessórias. Por isso é preciso contar com uma equipe preparada e com ferramentas que possam facilitar a gestão fiscal. Separamos alguns dos problemas nessas normas que prejudicam a rotina da empresa devido à complexidade.

Mudanças frequentes

A legislação nas jurisdições federais, estaduais e municipais passam por alterações diárias nas regras já existentes e ainda, contam com a adição de novas regras. E, segundo Mauro Testoni, o tempo para que as empresas consigam se adaptar às mudanças nem sempre é suficiente. “Isso torna os custos muito altos, porque você tem que manter uma equipe para acompanhar e outra para implantar as mudanças. Às vezes, quando a empresa finalmente consegue se adaptar, já está tudo diferente de novo”, completa.

Falta de padronização

Para as empresas que atuam em mais de uma cidade ou estado, a falta de padronização é uma das burocracias que causam lentidão na rotina do setor fiscal. Um exemplo são as Notas Fiscais: cada município tem o próprio serviço de emissão, com layouts diferentes, o que dificulta a transmissão de informações e a entrega da nota para o cliente.

Webinars Gratuitos TOTVS - Conferência de Obrigações Fiscais

Contradições

Junto à grande quantidade de normas sendo geradas e adaptadas diariamente, surgem também algumas contradições. Além dos impostos incidentes sobre qualquer empresa, há aqueles que são específicos por setor — e é nesse ponto que eles geralmente são conflitantes. “Uma reforma tributária é muito esperada e bem-vinda, porque eliminaria algumas normas e facilitaria o cumprimento por parte das organizações”, destaca Luciana Freitas.

Alta carga tributária

Não só o número de normas é muito grande, como a carga tributária também, o que gera dificuldades para o empreendedor. Uma pesquisa da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) identificou que o Brasil é um dos países com a maior alíquota de Imposto de Renda para Pessoas Jurídicas (IRPJ): o valor é de cerca de 34%, enquanto a média mundial é de aproximadamente 22,96%.

O IRPJ é apenas um dos impostos federais que as empresas precisam pagar. Há uma extensa lista de outros tributos, inclusive estaduais e municipais, que impactam diretamente o financeiro. Esse fator acaba não apenas inibindo o crescimento das organizações, como também reduzindo a competitividade no exterior.

O ERP pode ajudar o setor fiscal

Com uma rotina repleta de burocracias, é preciso que o setor fiscal da sua empresa ganhe mais tempo para executar todas as tarefas. O sistema de gestão pode ser um grande aliado da sua equipe, dando muito mais praticidade e segurança em cada um dos processos realizados e atendendo às especificidades do seu negócio. Conheça alguns dos benefícios!

eBook Grátis - Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Bloco K

 

Automatiza processos

Uma das grandes vantagens do sistema ERP é a possibilidade de automatizar os processos, eliminando a necessidade de utilizar inúmeras planilhas e de realizar atividades repetitivas. Isso gera um aumento da produtividade de toda a sua equipe, que poderá focar em tarefas que exigem mais atenção.

A automatização permite que o setor fiscal emita relatórios de forma mais rápida e completa. É possível prever os créditos e débitos de cada tributo, analisar o que é preciso pagar, dentre muitas outras possibilidades que agilizam até mesmo a tomada de decisão”, explica Luciana Freitas.

Integra informações

O sistema ERP apresenta diferentes módulos, que podem ser contratados de acordo com a necessidade da sua organização e que funcionam de forma integrada. Assim, é possível que o setor fiscal obtenha informações mais precisas e em tempo real de todas as áreas da empresa, otimizando atividades como o controle de notas fiscais e o envio de informações para o fisco.

Facilita a auditoria

Realizar o processo de auditoria antes de enviar os dados para o fisco é uma tarefa muito importante para que a sua empresa não cometa erros e tenha que pagar multas. “Com o sistema de gestão, é possível verificar se as informações lançadas estão de acordo com as normas vigentes, gerando muito mais segurança”, destaca a Consultora Tributária da TOTVS.

Ajuda a manter a conformidade fiscal

Quando o sistema de gestão contratado pela sua empresa é atualizado de acordo com as mudanças na legislação, aumentam as chances de conseguir manter a conformidade fiscal. Mauro Testoni explica que a TOTVS está em constante diálogo com os governos para entender o que é possível fazer para melhorar o dia a dia dos clientes. “A solução fiscal da TOTVS é uma das mais completas do mercado. Conseguimos atender à legislação federal, de todos os estados e dos municípios acima de 500 mil habitantes”, ressalta.

Reduz custos

A partir da implantação do sistema de gestão fiscal, a sua empresa consegue aumentar a produtividade, reduzir a quantidade de erros cometidos e acompanhar, com mais agilidade, todas as mudanças tributárias e os benefícios fiscais gerados pelo governo. Isso leva a uma redução de custos, permitindo que você faça investimentos nas áreas mais estratégicas para o seu negócio.

Com a alta complexidade do sistema tributário brasileiro, é importante que você considere alternativas, como o ERP, que podem ajudar o setor fiscal da sua empresa a otimizar os processos mais burocráticos. Quer entender um pouco mais sobre como esse software pode facilitar a gestão da sua empresa? Então, entre em contato com a TOTVS que explicamos tudo para você!

ERP por assinatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *