Quais são as principais tendências de tecnologia para o varejo?

Com a crescente demanda por novas experiências de compra pelos consumidores, o mercado varejista está passando por uma série de mudanças. Uma delas é a adoção de novas tecnologias, que estão trazendo melhorias não apenas para os processos internos de gestão das empresas, como também para o relacionamento direto com o cliente.

São muitas as novidades disponíveis e que podem ser utilizadas no seu negócio. E, para que você conheça algumas delas, conversamos com o Diretor Executivo de Ofertas e Produtos de Varejo da TOTVS, Eloi Assis, que explicou um pouco mais sobre o contexto atual do varejo e as tendências de tecnologia para esse setor. Confira!

As novas expectativas dos clientes

Para o cliente, já não basta a relação de compra e venda tradicional, seja offline ou online: agora, ele também deseja viver experiências diferenciadas nas lojas. E atender a essas novas expectativas está trazendo bons resultados para as empresas: uma pesquisa da Avaya, em parceria com a International Data Corporation (IDC), identificou que 36% das organizações que deram prioridade à experiência dos seus clientes alcançaram crescimento de mais de 50%.

Os consumidores estão em busca de um atendimento que ofereça novas possibilidades dentro da loja, seja com compra omnichannel, por meio de novas tecnologias ou com uma experiência humanizada, que não precisa estar diretamente vinculada à compra”, explica Eloi Assis.

Desafios para o uso de tecnologias

O mercado brasileiro ainda enfrenta alguns desafios para a implantação de tecnologias em vários setores, inclusive no varejo. As dificuldades estão relacionadas às burocracias, como os inúmeros impostos e a rigorosa legislação. Há, ainda, o medo de investir em algo que, aparentemente, está longe da realidade do empresário — e que, na verdade, pode ser uma incrível oportunidade de se destacar.

Para o Diretor de Varejo da TOTVS, é preciso que os gestores façam essa aposta e sejam ousados ao querer inovar. “É necessário que as empresas utilizem as tecnologias no dia a dia para saber o que vai se adaptar melhor ao tipo de negócio, já que cada loja tem as suas especificidades. Não existe uma fórmula mágica, mas já sabemos que não dá mais para adiar a implantação dessas novidades”, completa.

Outra dificuldade encontrada está dentro das organizações: é preciso criar uma cultura de inovação com todos os funcionários para que a chegada dessas novidades deem certo. Os gestores devem ser os primeiros a aderir e incentivar o uso de tecnologias na rotina, para que a liderança pelo exemplo conduza toda a empresa com uma mentalidade voltada para a importância da transformação digital.

Conheça as principais tendências

No Brasil, os varejistas ainda estão começando a utilizar as novas tecnologias e em softwares de gestão para que facilitar o dia a dia na loja. Se você quer sair na frente da concorrência, vale a pena ficar de olho em mercados que já fazem essa aplicação há algum tempo, como nos Estados Unidos e na Ásia.

“Para quem tem dificuldades de concorrer em relação a preço, oferecer uma experiência diferenciada pode ser uma maneira de atrair novos clientes”, destaca Eloi Assis. Quer ganhar novas vantagens competitivas para o seu negócio? Então, confira as tendências de tecnologia para o varejo!

Realidade Aumentada

Por meio de uma câmera, um objeto real e um software, essa inovação permite que o seu cliente interaja com produtos que estão apenas no mundo virtual. Um exemplo da aplicação da realidade aumentada são os provadores inteligentes, em que o consumidor pode simular peças de roupas, sapatos e acessórios com cores, tamanhos e modelos diferentes ou até montar looks completos.

Também é possível aplicar a realidade aumentada na criação de vitrines mais criativas e ir além no seu visual merchandising: ao apontar o celular para os produtos em exposição, o seu cliente pode ver mais informações, como detalhes técnicos, usabilidade, quantidades disponíveis em estoque e outros dados que podem ser essenciais para tomada de decisão antes da compra.

Internet das Coisas

Já pensou em oferecer uma promoção exclusiva para um cliente que acabou de entrar na loja e que já tinha o seu aplicativo instalado no smartphone? Com a Internet das Coisas (IoT), os sensores e as ferramentas de geolocalização fazem esse trabalho e auxiliam na atração de clientes, cada vez mais, para as lojas físicas.

Você também pode fazer a instalação de sensores RFID para detectar a movimentação dos produtos desde a saída do seu estoque até a entrega, ou até mesmo para detectar se alguma prateleira da sua loja está precisando de reposição. Essa tecnologia colabora para a identificação de problemas logísticos e evita que os seus clientes tenham que ir para a concorrência por falta de mercadorias na sua empresa.

Inteligência Artificial

Ao entrar em contato com alguma empresa via Internet, você já foi atendido por um chatbot? Essa é uma das tecnologias que envolvem a Inteligência Artificial (IA) e que você pode implantar para facilitar o relacionamento com o cliente, deixando para a sua mão de obra humanizada entrar em contato apenas quando o consumidor fizer alguma pergunta específica, que o sistema ainda não tenha aprendido.

E ainda há muitas outras possibilidades de uso da IA no dia a dia da sua empresa, como a análise de dados dos clientes para traçar um perfil do seu público e elaborar algumas sugestões de ações tanto para o cliente quanto para o gestor — o que agiliza a tomada de decisão.

Business Intelligence e Business Analytics

Coletar as informações sobre os consumidores, desde o primeiro contato com a sua empresa, é uma tarefa importante para que você e a sua equipe consigam traçar os rumos da organização. No varejo, as ferramentas de Business Intelligence e Business Analytics fornecem aos gestores uma variedade de combinações de dados que auxiliam a fazer previsões mais inteligentes na gestão, tanto dos setores administrativos quanto das áreas que cuidam da operação.

Automação

Dentro das lojas, existe uma infinidade de processos que já podem ser automatizados, otimizando as tarefas dos seus funcionários e permitindo que os seus clientes façam compras com mais agilidade. Além dos sistemas de gestão, que podem ajudar no controle de estoque e no PDV, por exemplo, também existem as ferramentas de autoatendimento, como os totens de consulta de preço.

Quer conhecer um pouco mais sobre todas essas tendências e entender o que precisa fazer para utilizá-las no seu negócio? Entre em contato conosco, que estamos à disposição para tirar as suas dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *