tms

Por que a sua empresa de transportes precisa do TMS?

Equipe TOTVS | GESTÃO PARA O ATACADISTA DISTRIBUIDOR | 23 dezembro, 2019

O TMS (Transportation Management System ou Sistema de Gerenciamento de Transporte) é uma das principais soluções utilizadas na gestão logística. Responsável por promover a integração de toda a gestão, o software ajuda a tornar a empresa mais competitiva e garantir a satisfação dos clientes.

Realizar o gerenciamento do transporte de cargas de forma eficiente é um desafio e tanto para os operadores logísticos, transportadoras, empresas que contam com frota própria e para as que terceirizam esse tipo de serviço.

Então, se você quer conhecer mais sobre essa ferramenta e sobre suas funcionalidades, continue a leitura do texto que preparamos para você.

Quais as funcionalidades do TMS?

Um dos grandes diferenciais do sistema TMS é a possibilidade de controlar, do início ao fim, as etapas da operação de transporte. Dessa forma, o controle de gastos é mais preciso, direcionando investimentos e corrigindo problemas nos setores que precisam de aperfeiçoamento, seja com manutenção ou estratégia.

Todo esse processo exige um controle rigoroso, para evitar atrasos de entrega e extravios de carga, por exemplo. Um sistema de gerenciamento de transporte bem estruturado deve contar com algumas funcionalidades importantes. Veja a seguir!

Controle de frotas

O software TMS pode ser aplicado na identificação de pneus, monitorando sua posição e quantos quilômetros já foram rodados. Também age na administração do consumo de combustível, para que possíveis roubos desses itens sejam identificados rapidamente.

Há também a emissão de relatórios gerenciais, fundamentais na tomada de decisão assertiva.

Controle operacional

O monitoramento é um dos principais objetivos da ferramenta TMS. Com ela, são realizados registros de dados, como:

  • Planejamento e controle de manutenção, levando em conta aspectos preventivos, corretivos e garantias;
  • Planejamento de rotas, fazendo integração de roteirizadores, essencial para as cargas fracionadas;
  • Controle de estoque de peças, incluindo o registro de componentes e sua localização;
  • Identificação de comportamento do motorista durante viagens;
  • Diagnóstico de pneus por número gravado em etiquetas;
  • Avaliação de engates e desengates de carretas;
  • Gestão de documentos, como licenciamento, pagamentos e impostos;
  • Análise de fretes,
  • Rastreamento de cargas.

Gestão de fretes

Na gestão de fretes, o TMS transportes tem diversas responsabilidades, entre elas:

  • Cadastro de empresas transportadoras, taxas e rotas;
  • Controle de tabelas de fretes;
  • Direção do fluxo de informações;
  • Liberação de recebimentos e pagamentos;
  • Realização de simulações de frete, visando alternativas de prazo de entrega, custos e trechos percorridos,
  • Conferência de documentação.

Indicação de rotas

Você sabia que o sistema TMS e WMS (Warehouse Management System ou Sistema de Gestão de Armazenamento) podem trabalhar em conjunto? Isso acontece pela integração da sequência de entregas, direcionando a separação de pedidos a partir da programação de carregamento.

O sistema também tem a capacidade de: 

  • Avaliar a distribuição, a partir de mais de um centro, determinando  o melhor cenário;
  • Fazer a gestão do tempo de entrega por cliente,
  • Reprogramar encaminhamentos, por conta de quebras, congestionamentos e acidentes.

Outra grande vantagem é integração com o ERP. Uma vez que o TMS aumenta o controle sobre os processos e garante a veracidade e segurança das informações, a gestão logística é diretamente impactada, operando com maior eficiência e resultados satisfatórios.

Quando a sua empresa precisa do TMS?

Nos negócios, investir em tecnologia não é apenas um diferencial competitivo, mas praticamente uma exigência, para que a sua empresa se destaque no mercado logístico.

Por isso, é necessário analisar quais são as reais necessidades da organização. Se você está em dúvida sobre quando é o momento certo para adotar o software, possíveis situações podem ser o indicativo que você precisa. 

Se houve crescimento considerável da empresa

Ao expandir suas operações, a transportadora fecha novos contratos e aumenta a quantidade de fretes, tornando o trabalho mais complexo de ser organizado. O crescimento pode acontecer de forma não planejada, e a empresa deve ser capaz de se adaptar com agilidade para manter o mesmo nível de eficiência.

Ou seja, se antes era possível gerenciar o negócio com arquivos físicos e planilhas eletrônicas, agora as rotinas exigem ferramentas mais robustas.

Com esse novo cenário, o tráfego de mercadorias pelo armazém é maior, o que naturalmente exige uma infraestrutura e sistemas capazes de gerenciar a entrada e saída de produtos. Erros de lançamento, por exemplo, podem resultar em inconsistências nos pedidos transportados.

Se é preciso compartilhar informações

As operações logísticas de sucesso, conseguem coordenar a execução das tarefas de cada setor envolvido. Um dos obstáculos que pode surgir nessa fase é a falta de informações disponíveis sobre o andamento de cada etapa.

Se os produtos não podem ser embarcados antes da consolidação da carga e emissão dos documentos fiscais, por exemplo, os times de armazém, fiscal e logístico precisam atuar juntos na liberação do veículo. Essa situação pede um sistema de gestão integrada, capaz de oferecer visibilidade sobre o processo como um todo.

Se é necessário aprimorar o controle contábil

Custos logísticos consomem uma boa parcela dos lucros de uma transportadora. Um sistema de gerenciamento de transporte atua mapeando as despesas que podem estar encarecendo a tabela de preços, além de apresentar dados sobre possíveis fontes de economia.

A contenção de gastos deve ser planejada de maneira a não trazer impactos negativos no desempenho da empresa. Soluções como a roteirização de trajeto de entrega, são boas opções, pois otimizam a distribuição de mercadorias.

Conheça o Sistema TOTVS TMS

Ao contrário do que possa parecer, a tecnologia desse software é simples de usar e intuitiva. Seguindo essa mesma lógica, a solução também é voltada para empresas de diversos portes.

O TMS é uma ferramenta essencial para as empresas de distribuição e tem um papel de protagonismo na logística. Neste conteúdo, apresentamos as principais funcionalidades, os benefícios que o sistema traz e dicas para entender quando é o momento de adotar.

Você sabia que a nós contamos com um sistema próprio? Trata-se do TOTVS TMS. Se você se interessou por este conteúdo e quer conhecer a solução mais a fundo, não deixe de conferir nosso outro artigo sobre o tema. Não se esqueça de continuar acompanhando o nosso blog e assinar a newlçetter, para não perder nenhuma novidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *