Aumento na produção de algodão no Mato Grosso

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018

O estado do Mato Grosso é o maior responsável pela produção de algodão no pais. Conforme dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o estado responderá por quase dois terços da produção total de algodão no pais para a safra 2016/17. Com esses números, as expectativas para o ano trazem novos horizontes à cotonicultura mato-grossense ante a safra passada.

Segundo dados do IMA (Instituto mato-grossense de algodão), o atual levantamento confirma as previsões para o Mato Grosso: área estimada em 615,6 mil ha e produção em 978,3 mil toneladas de algodão em pluma (11,1% superior à da safra passada, considerando-se a produtividade esperada de 1.589 kg/ha, 8,4% superior à da safra 2015/16).

Portanto, a produção nacional é estimada em 1.473,2 mil toneladas de pluma (14,3% maior que na safra passada) e a área total de cultivo de algodão no Brasil é em torno de  930,4 mil ha (2,6 inferior à da safra anterior).

Mesmo com uma menor área plantada observamos uma significativa melhora na produtividade média das lavouras, favorecidas pelo clima, com chuvas regulares e também investimentos tecnológicos no setor.

Conforme informações da Ampa, o estado do Mato Grosso exporta mais da metade do que produz, ajudando a colocar o Brasil como um dos maiores exportadores de pluma de algodão do Mundo.

A TOTVS oferece ferramentas capazes de gerenciar todo o processo do algodão, desde o cultivo, beneficiamento e comercialização da pluma do algodão, garantindo rastreabilidade desde o plantio até a saída da pluma da beneficiadora. Saiba mais o que o solução oferece:

– Planejamento Operacional: Permite elaborar um completo planejamento operacional das atividades e recursos necessários para a safra.

– Orçamento Agrícola: Permite valorizar o planejamento operacional e identificar o quanto de recurso financeiro é necessário para o período de produção do algodão.

– Plantio: Administra horas, hectares trabalhados e recursos consumidos pelas equipes de preparo de solo, tratos culturais e plantio.

– Controle Agronômico: Realiza a gestão das fitossanidades, infestação e insumos recomendados.

– Colheita: Acompanhar a produção por variedade, por equipe, além de comparar a colheita por fazenda e talhão.

– Custos: Comparar os custos finais com o planejamento orçamentário, permitindo atuar sobre os eventuais desvios e mapear a estrutura de valores do processo produtivo.

– Recepção e Beneficiamento: Registrar a entrada dos fardos na unidade beneficiadora, e o processo de extração da casca e caroço, separando a fibrila e a pluma, que geram pequenos fardos a serem classificados.

– Classificação: Permite registrar a classificação visual dos fardos, na qual são definidas suas características.

– Reservas: Registrar as reservas dos blocos (Take-Up) da pluma de algodão pelo cliente, após as análises visuais e laboratoriais (HVI).

– Comercialização: Controle das instruções de embarque dos fardos reservados, gerando o romaneio de saída dos blocos de algodão e suas respectivas notas fiscais.

Agenda uma demonstração com um espespecialista TOTVS, clique aqui e conheça a solução completa para a produção e beneficiamento de algodão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.