Como agilizar a gestão do fechamento mensal

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018
Para que qualquer empresa mantenha a saúde financeira, é necessário um acompanhamento minucioso do capital monetário, garantindo que a origem e destino dos recursos sejam controlados com agilidade e precisão, auxiliando no planejamento estratégico da empresa. Neste sentido, um processo fundamental no dia a dia das empresas, independente do porte, é o fechamento mensal.

Este processo consiste na apuração de todas as movimentações de entrada e saída, e é realizado no início de cada mês considerando movimentação do período anterior. Normalmente, estas ações são realizadas de forma conjunta pelos departamentos financeiro, contábil e fiscal. Assim, as informações são conciliadas e registradas no Balanço Patrimonial e na DRE (Demonstrativo de Resultados do Exercício), além de prevenir possíveis problemas com o Fisco. Realizando este procedimento mensal, é possível acompanhar a evolução do custo médio dos materiais e produtos fabricados, verificando as variações em tempo hábil para planejar ações e redirecionamentos que forem necessários ainda no começo do próximo período.

As informações são divididas em categorias, podendo ser trabalhistas, fiscais, contábeis ou do controle de estoque, conforme listadas abaixo:

Movimentações Trabalhistas – esta categoria considera documentos que tem registram relações trabalhistas. São eles:

– Recibo de pagamentos: salários, férias, pró-labore, atestados, vale-transporte etc;

– Guia de impostos ou contribuições: INSS, FGTS, contribuição sindical e outras contribuições;

– Movimentos e recibos: serviços contratados de autônomos e cooperados;

– Fiscais – esta categoria reúne os documentos relacionados à fiscalização do Governo, que são:

Notas fiscais: notas de entrada e saída de produtos, contratação de serviços, compra de bens, conhecimentos de transportes, etc;

– Comprovantes de pagamentos impostos: DARF (documento de Arrecadação de Receitas Federais), DAS (Documentação de Arrecadação do Simples Nacional), GARE (Guia de Arrecadação Estadual) e GNRE (Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais);

– Arquivos eletrônicos: Documentos emitidos em formato digital, como redução Z, notas fiscais em formato XML, arquivos do Sped Fiscal, etc.

Contábil – esta categoria contempla os documentos que não estão ligados às áreas fiscal e trabalhista.

– Extratos: Bancários, cartões de crédito, desconto de duplicatas, empréstimos, etc;

– Recibos e Contratos: Locações, honorários, despesas diversas, contratos, etc;

– Comprovantes diversos: Receitas e despesas.

– Controle de Estoque – este processo consiste em apurar e valorizar os movimentos de estoque com seus custos diretos e indiretos, mantendo assim o livro inventário atualizado, além de outras obrigações fiscais. Essas informações influenciam diretamente nos demonstrativos financeiros e são essenciais na apuração do custo de mercadoria vendida, ou seja, da despesa relacionada à venda de produtos.

Visando agilizar o processo de fechamento de estoque, a TOTVS disponibilizou aos clientes da Linha Datasul um novo processo que irá automatizar este processo, o Cockpit de Custos.

A solução tem como objetivo concentrar todas as rotinas de fechamento de estoque para otimizar a tarefa, tudo em apenas uma interface, disponibilizando rotinas que auxiliam a execução e análise das informações, reduzindo o tempo do fechamento.

Conheça esta nova funcionalidade
aqui.

Com as soluções TOTVS, você terá acesso às informações detalhadas, com demonstrativos de resultados da sua empresa por segmento ou unidades de negócio, de acordo com a estrutura da sua empresa.

Para obter mais informações sobre como otimizar o seu processo de fechamento, entre em contato com um canal de atendimento TOTVS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *