Como evitar interações medicamentosas

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018
Imaginem em um hospital a quantidade de pacientes requerem tratamentos com várias drogas, e geralmente sob a supervisão de vários médicos, isto aumenta o risco de interações medicamentosas adversas importantes, o que ressalta a importância do conhecimento das interações e da identificação precoce dos pacientes em risco. Por isso, é importante o uso de tecnologias que auxiliem a identificação desses eventos, de modo a evitar estes casos.

O uso de uma ferramenta de
Prontuário Eletrônico, que possibilite ao médico no momento da prescrição, informar e indicar a interação medicamentosa (sua gravidade), e a partir desta informação tomar uma decisão quanto ao uso do tratamento no paciente, sempre com o apoio da farmácia clínica, é uma ótima forma de reduzir a incidência com problemas causados por interações medicamentosas.

Este processo é contínuo dentro do hospital, por isso é muito importante que haja na instituição a
Farmácia Clínica, onde farmacêuticos possam incluir novas interações e fazer manutenções nas já existentes. Esse trabalho garante a segurança do paciente, permitindo que toda vez que ocorra um caso, ele seja identificado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.