Como tornar mais eficiente o acompanhamento dos pacientes?

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018
Quando os prestadores de serviço à saúde têm acesso a informações completas e precisas, os pacientes recebem melhores cuidados médicos. O uso do
Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) aumenta a habilidade em diagnosticar doenças e ajuda a reduzir e prevenir erros médicos, melhorando os resultados para os pacientes.

É o que mostra pesquisa realizada pela organização americana HealthIT. Segundo o estudo, 88% dos médicos dos Estados Unidos consideram que o uso do PEP traz benefícios clínicos para a prática médica, e 75% relatam que o PEP os ajuda a oferecer um melhor atendimento a seus pacientes. “Outra vantagem ao adotar um prontuário eletrônico é fazer a gestão do fluxo do paciente por meio de workflows. Isso garante o controle da gestão de forma mais assertiva para o paciente e para o hospital”, diz Luciano Oliveira, gestor Executivo de Saúde da TOTVS.

Em parceria com médicos, grandes instituições de cuidado à saúde e profissionais do mercado, a TOTVS desenvolveu uma segunda geração de Prontuário Eletrônico: o PEP 2.0. De fácil usabilidade, as telas foram desenvolvidas de forma a integrar o modelo mental dos profissionais de saúde à operação do sistema. “Toda a ferramenta atende a três pilares: performance clínica, resultado operacional e compliance com a legislação brasileira”, explica Oliveira.

O médico passa, assim, a ter uma visão longitudinal do histórico da vida do paciente dentro da instituição, seja em um simples atendimento, ou em uma cirurgia. “Isso agiliza o diagnóstico, reduz o tempo do paciente dentro do hospital, dá garantias ao processo clínico, controle para o planejamento terapêutico e segurança para o paciente”, diz Oliveira.

O modelo de Prontuário Eletrônico tem sido utilizado em sistemas de saúde de diversos países, como Estados Unidos, Canadá, Chile e Europa. Com o advento da computação em nuvem, o uso desse tipo de sistema se torna ainda mais promissor. “Com o cloud computing o prontuário eletrônico tem um potencial muito grande de fazer a consolidação desses dados de forma mais global e permitir uma visão única da história clínica do paciente. Estamos trabalhando nesse sentido,” explica Oliveira.

Ainda segundo a pesquisa da HealthIt, 92% dos pacientes relatam maior satisfação e fidelidade com o hospital que usa PEP. Desse público, 76% afirma que, após o uso do sistema, o processo hospitalar ficou mais fácil, enquanto 63% dos hospitais reportam que reduziram erros médicos. Benefícios para ambas as pontas do sistema de saúde, que só tendem a aumentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.