Garanta maior assertividade com o Prontuário Eletrônico

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018
Um dos principais objetivos das instituições de saúde, é permitir ao corpo clínico a segurança da informação e ao paciente a qualidade no atendimento. Porém, o volume de atendimentos tanto no setor público como privado, vem aumentando significativamente, e manter a qualidade dos serviços atrelados a esta crescente demanda é um dos grandes desafios em saúde, principalmente no Brasil, que sofre um grande déficit nas políticas apropriadas e maior investimento na infraestrutura, possibilitando aos pacientes um atendimento adequado.

Tecnologia associada a processos assistências

É impressionante o quanto o ramo tecnológico ganhou espaço nas instituições, e especificamente na área da saúde, que associada a processos bem definidos e estruturados, possibilita uma visão ampla do negócio, priorizando o que realmente importa… a eficiência no atendimento ao paciente.

Para atender aos critérios de segurança dos pacientes, as instituições passam por um processo de acreditação, onde se qualificam com o selo de certificação
ONA
, incluindo todas as áreas de atividade, tanto em aspectos estruturais como assistenciais.

A instituição que pretende adquirir uma certificação, deve seguir os processos determinados pela entidade.  O uso da
tecnologia se faz muito importante para conseguir a acreditação e também mantê-la.

Importância do uso do Prontuário Eletrônico do Paciente

Quando se fala em prontuário, a primeira coisa que nos vem a cabeça é um médico com uma prancheta na mão, prescrevendo medicamentos e procedimentos ao paciente. Porém, o Prontuário é uma ferramenta multidisciplinar, onde diversos profissionais como: enfermeiros, nutricionistas, psicólogos entre outros, fazem uso dessa prescrição.

O
Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) possui um papel muito importante neste quesito, pois é através dele que os dados clínicos e as informações do paciente são inseridas e consultadas, auxiliando na tomada de decisão e contribuindo na redução de riscos causados por uma prescrição não legível por exemplo, que pode acarretar em erros de interpretação.

A importância de ser uma ferramenta multidisciplinar, é porque ela apoia no controle e checagem de medicamentos e outros itens prescritos pelo médico. Com esta conferência (checagem) há uma redução significativa em possíveis erros de administração de medicamentos, que pode até levar ao
óbito do paciente e assim refletir diretamente na imagem da instituição.

Garantir a assertividade com o prontuário eletrônico, traz benefícios não só para o paciente como também para a instituição. A adoção do PEP propicia diversos ganhos que maximizam a qualidade dos serviços assistenciais prestados:

• O acesso ao histórico clínico do paciente, auxilia na tomada de decisão  dos profissionais de saúde.

• Não existindo mais papéis relacionados ao prontuário, o armazenamento proporciona uma redução de custos e principalmente o acesso rápido as informações, dando maior agilidade ao atendimento do paciente.

• Reduz falhas na ministração de medicações equivocadas, visto que um dos principais fatores que leva ao erro é a letra ilegível, além disso, o PEP auxilia técnicos e enfermeiros a certificar que tudo que foi prescrito por médicos tenham sido executados e aplicados.

• Permite que seja feito um mapeamento para identificar para onde foi e quem consumiu a medicação ou material.

Com tantos benefícios, fica então evidenciada, a importância do Prontuário Eletrônico. A sua instituição possui uma
solução que possibilita todo o suporte necessário para evoluir seu negócio e garantir as melhores práticas em saúde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.