Qualidade e Segurança assistencial

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018
Promover esta prática, requer tê-las como premissa na instituição, muitos hospitais por exemplo, utilizam comitês de qualidade que atuam em prol de melhorias, tendo como objetivo ampliar o desempenho de indicadores de satisfação dos clientes e gerenciamento de riscos, além disso os comitês também ajudam a disseminar as ações entre os colaboradores do hospital. Algumas certificações como a ONA (nível 3), que premia as instituições que buscam a qualidade nas assistências aos pacientes.

A assistência ao paciente é prestada em uma escala de cuidado da qual participam todos os colaboradores. Seria errôneo pensar na assistência lembrando apenas daqueles que estão à beira do leito. Deve-se ter sempre em mente que todos, sem exceção, estão trabalhando para o mesmo fim: promover uma assistência segura e eficaz. Mas quando nos referimos em especial a médicos e enfermeiros, ambas suas ações geram grandes impactos no tratamento de pacientes, por isso a importância em haver ferramentas que auxiliem na produtividade e segurança dos pacientes.

O PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente), possui um papel muito importante neste quesito, pois é através dele que dados clínicos e informações do paciente, são inseridas e consultadas para auxiliar na tomada de decisão. Em parceria com renomadas instituições de saúde, o Prontuário Eletrônico da TOTVS traz as vantagens da tecnologia com a experiência da prescrição em papel para aumentar a produtividade e a segurança aos pacientes via centralização de informações. A adoção da ferramenta propicia diversos ganhos para maximizar a qualidade dos serviços assistenciais prestados:

1. Baseado na time line (linha do tempo) o acesso ao histórico clinico do paciente de forma rápida, ajuda os médicos e outros profissionais na tomada de decisão.

2. Uma vez que não haverá mais papeis relacionado ao prontuário, o armazenamento proporciona uma redução custos e principalmente acesso rápido as informações do paciente, dando mais agilidade ao atendimento do paciente.

3. Erros pela ministração de medicações erradas seriam reduzidos, visto que um dos principais fatores que leva ao erro é a letra ilegível do médico, além disso o PEP auxilia técnicos e enfermeiros, a certificar que tudo que foi prescrito por médicos e enfermeiros tenham sido executados/aplicados.

4. Possibilita o mapeamento para onde foi e quem consumiu a medicação ou material.

Com estes benefícios, a ferramenta proporciona uma boa experiência aos usuários em atender suas expectativas, fornecendo informações centralizadas que criem agilidade no atendimento e tomada de decisão. Além disso possibilita aos médicos focarem no atendimento assistencial com qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.