Biblioteca

Leia em 10 minutos

A longevidade das MPEs x A utilização da tecnologia

13/07/17 - por Equipe TOTVS
Esse conteúdo ajudou 0 profissionais
compartilhe:

Uma pesquisa realizada no ano passado pelo Sebrae com 2.000 empresas, criadas nos anos de 2011 e 2012, identificou quatro fatores contribuintes para a sobrevivência/mortalidade das empresas. Foram eles:

Condição do empreendedor antes da abertura (tipo de ocupação anterior, experiência no ramo e motivação para abrir o negócio)

  1. Planejamento do negócio
  2. Gestão do negócio
  3. Capacitação dos donos em gestão empresarial

Analisando estes aspectos fica claro que a adoção de ferramentas de gestão, por promover um gerenciamento preciso e transparente, exerce papel fundamental para a longevidade desde porte de empresa.

Os dados do Sebrae mostram que, entre os pequenos negócios criados em 2012, as microempresas são as que mais fecham. Enquanto as empresas de pequeno porte (EPPs) com dois anos de atividade possuem taxa de sobrevivência de 98%, para as microempresas (MEs) o índice foi muito menor, de apenas 55%. A taxa de sobrevivência das EPPs é similar a das empresas de portes médio (98%) e grande (97%). Uma das razões é o fato de possuírem uma estrutura mais organizada. Com mais musculatura, elas apresentam maior chance de sobrevivência.

Portanto, a importância do uso de ferramentas de gestão fica clara neste estudo. O relatório final apontou ainda que empresas que procuram estar atualizadas diante de novas tecnologias do setor que atuam e que realizam um acompanhamento rigoroso da evolução das receitas e das despesas ao longo do tempo são aquelas que têm maior probabilidade de sobreviver. Mas sabemos que é difícil, principalmente para quem está começando, dar conta de gerenciar não apenas a parte financeira, de compras e estoque, como também as questões tributárias.

E um passo importante já foi dado no sentido de mudar esse cenário. Na TOTVS, estamos trabalhando fortemente para ajudar os empreendedores a administrarem com mais facilidade os seus negócios e se adequarem à legislação fiscal. São ferramentas de gestão sob medida para as necessidades das MPEs. Entendemos que as soluções devem ser completas, fáceis de usar, acessíveis financeiramente e possibilitar o acesso por meio de dispositivos móveis, permitindo aos empreendedores visualizar todos os detalhes do seu negócio de forma simples, a qualquer hora e lugar. Aliás, a mobilidade tem feito a diferença na vida de muitos empresários. Leia aqui meu artigo anterior no qual conto casos de usos de tecnologia por donos de food trucktruck de beleza e quiosques.

Precisamos desmistificar que a informatização é apenas para empresas maiores. As ferramentas de gestão são aliadas da longevidade dos pequenos e fazem o papel de somar (+) e não de se opor (x). Voltando ao título deste artigo, a equação correta aqui é: MPEs + tecnologia = longevidade.

Documento

Download PDF Imprimir

Esse conteúdo ajudou

Sim Não

7 passos essenciais para o fazer o seu planejamento de marketing e potencializar suas vendas

O que há de novo na nuvem?