Riscos de segurança e tecnologia: como evitar na empresa?

Equipe TOTVS | 17 maio, 2024

A transformação digital se tornou uma realidade nos últimos anos e, com ela, veio uma preocupação crescente para empresários e gestores: os riscos de segurança e tecnologia. 

A dependência de sistemas digitais para operações diárias significa que qualquer vulnerabilidade pode resultar em consequências devastadoras. 

E você sabe quais são os riscos da falta de segurança da informação? E, afinal, o que é risco em cibersegurança?

Neste artigo, vamos explorar os riscos digitais mais comuns e fornecer estratégias para mitigá-los, de modo a garantir a continuidade e a integridade dos seus negócios.

O que são riscos digitais?

Riscos digitais são todas as potenciais ameaças e vulnerabilidades existentes no ambiente tecnológico que podem comprometer a integridade, disponibilidade ou confidencialidade das informações. 

Eles emergem de várias frentes, desde ataques cibernéticos sofisticados até erros humanos simples, que podem causar danos significativos à infraestrutura tecnológica e à reputação das organizações. 

Entender os riscos de segurança e tecnologia é o primeiro passo para estabelecer uma defesa robusta contra eles. 

Portanto, é primordial que gestores e empresários estejam bem informados sobre a lista de riscos de segurança da informação e as melhores práticas para mitigá-los, assegurando assim a continuidade e o sucesso dos negócios na era digital.

Os principais riscos de segurança e tecnologia enfrentados por uma empresa

Navegar pela era da transformação digital traz desafios únicos e complexos. 

As empresas estão vulneráveis a uma série de riscos de segurança e tecnologia que podem desestabilizar operações e comprometer dados sensíveis.  Por isso, a compreensão sobre essas ameaças é fundamental. 

Vem com a gente conhecer quais são os riscos da falta de segurança da informação e como eles podem impactar sua organização!

Phishing

Phishing é uma tática maliciosa de engenharia social amplamente utilizada por cibercriminosos para extrair informações confidenciais. 

Geralmente, esses ataques envolvem o envio de comunicações fraudulentas, em geral por e-mail, que parecem provenientes de fontes confiáveis para induzir os destinatários a fornecer dados pessoais, credenciais de acesso ou informações financeiras. 

No Brasil, entre agosto de 2022 e agosto de 2023, foram registrados 134 milhões de tentativas de phishing. Comparado ao período anterior (de 2021 a 2022), houve um aumento de 436%.

Dada a natureza do ataque, o treinamento contínuo dos colaboradores é imprescindível, pois o elemento humano frequentemente representa o elo mais frágil na segurança da informação.

Malware

Malware, um termo que engloba diversos tipos de software malicioso projetado para danificar ou explorar sistemas e redes, continua sendo um dos principais riscos à segurança da informação. 

Existem várias formas de malware, incluindo vírus, worms, trojans, spyware e ransomware. Uma de suas aplicações comuns é o roubo de dados.  Mais de um terço dos ataques cibernéticos aplicados no Brasil envolvem esse uso, seja contra empresas ou usuários comuns.

O impacto de um ataque desta natureza pode ser devastador, não só pela interrupção das atividades comerciais mas também pelo custo de recuperação que, para pequenas e médias empresas, pode significar milhares de dólares.

Um exemplo real e recente é uma campanha de malware que ameaçou mais de 50 mil correntistas em 40 bancos na América do Norte, América do Sul, Europa e Japão.

Iniciada em dezembro de 2022 e com ataques a partir de março de 2023, seu funcionamento é relativamente simples: Após a infecção inicial do dispositivo da vítima, o malware injeta scripts maliciosos em sites bancários comprometidos, capturando credenciais de login e senhas OTP (senhas únicas) quando a vítima os acessa. 

Com essas informações, os invasores podem realizar transações fraudulentas, bloquear a conta da vítima e alterar suas configurações de segurança.

Roubo de dados

O roubo de dados é uma das questões mais críticas dentro dos riscos da tecnologia, pois consiste na apropriação não autorizada de informações corporativas sigilosas. 

Esses dados podem incluir detalhes financeiros, informações de clientes, propriedade intelectual e segredos comerciais. 

As violações de dados não apenas afetam o aspecto financeiro das empresas, mas também provocam danos duradouros à sua reputação e à confiança dos clientes. 

Em 2023, o custo médio de uma violação de dados no Brasil foi de R$ 6,4 milhões, segundo o  estudo global “The Cost of Data Breach”, da IBM. Os setores de Saúde, Serviços e Tecnologia apresentaram o maior custo médio, com R$ 10,58 milhões, R$ 8,07 milhões e R$ 7,86 milhões, respectivamente.

Dado seu potencial lesivo, podemos dizer que é uma das principais ameaças que constam em uma lista de riscos de segurança da informação.

Vazamento de informações

Os vazamentos de informações ocorrem quando dados protegidos são liberados para o meio externo sem autorização, seja de forma intencional ou acidental. É um dos riscos de segurança e tecnologia que não pode ser negligenciado pela gestão.

Essa exposição acarreta não apenas em significativos prejuízos financeiros mas também em danos à credibilidade das entidades afetadas. 

No início de 2024, pesquisadores de segurança descobriram a chamada “Mãe de Todos os Vazamentos” (MOAB)”, considerada o maior vazamento de dados da história.

São 26 bilhões de registros, que incluem dados de plataformas e serviços como Canva, Telegram, Adobe, X (antigo Twitter), Dropbox e LinkedIn.

Leia também: Proteção de dados: 10 dicas para aplicar na empresa

Espionagem industrial

A espionagem industrial envolve a coleta ilegal de segredos comerciais ou informações proprietárias para obtenção de vantagem competitiva. 

Este ato pode ser realizado por concorrentes diretos ou agentes externos e pode envolver qualquer coisa desde hacking avançado até a entrada física nas instalações da empresa. 

As graves consequências da espionagem podem variar, mas incluem, por exemplo, a perda de vantagens competitivas e repercussões legais. 

A proteção contra tais riscos envolve o uso de ferramentas de segurança cibernética de ponta, a consciencialização dos funcionários sobre práticas seguras e a implementação de protocolos rígidos de controle de acesso, como veremos melhor adiante.

Ransomware

Continuando com nossa lista de riscos de segurança da informação, temos o ransonware.

O ransomware é uma forma de malware que criptografa arquivos de um sistema e exige um resgate, geralmente em criptomoeda, para que o acesso seja restaurado. 

Estes ataques geralmente têm como alvo instituições e organizações de saúde, finanças, manufatura e governo. Como visto no ataque global WannaCry em 2017, pode paralisar uma organização inteira.

Quer ter uma ideia do prejuízo que esse risco da tecnologia pode causar?

No terceiro trimestre de 2023, 41% dos ataques de ransomware em organizações dos Estados Unidos resultaram em pagamento de resgate. O valor médio do resgate pago chegou a atingir US$ 850,7 mil neste período.

Diante deste cenário, é fundamental buscar formas de se proteger desses ataques. As melhores defesas contra o ransomware incluem:

  • Realização de backups regulares;
  • Atualização contínua de sistemas;
  • Uso de software antivírus de confiança;
  • Treinamento dos funcionários para identificar e evitar cliques em links ou anexos suspeitos em emails.

E qual o maior risco para a segurança nas empresas? Seus funcionários e usuários.

Funcionários mal instruídos

Funcionários mal instruídos representam um dos principais riscos de segurança da informação dentro de qualquer organização. 

Erros humanos ou falta de conhecimento sobre as melhores práticas de segurança podem abrir portas para ataques cibernéticos ou vazamentos de dados. 

De acordo com o Estudo Global de Segurança em Nuvem, da Thales, 39% das empresas entrevistadas sofreram uma violação de dados no ambiente de nuvem em 2022. 

Para elas, a principal causa de violações foi exatamente o erro humano, responsável por 55% dos problemas. Em segundo lugar, e bem atrás com 21%, aparece a exploração de vulnerabilidades.

Diante disso, uma cultura de segurança da informação robusta e constante treinamento de funcionários são essenciais para construir uma linha de defesa eficaz contra ameaças internas e externas.

Agora que você já sabe quais são os riscos da falta de segurança da informação, é hora de aprender a combatê-los.

Como evitar os riscos de segurança da informação em seu negócio?

Em um ambiente de negócios, onde os riscos de segurança e tecnologia são constantes, fortalecer as práticas de cibersegurança é essencial para a sobrevivência e prosperidade empresarial. 

Evitar esses riscos não somente protege os valiosos ativos de dados, mas também reforça a confiança dos stakeholders em sua marca. 

Comece com uma avaliação abrangente de riscos para identificar e classificar potenciais vulnerabilidades dentro do seu sistema de TI.

Na sequência, é hora de implementar políticas de segurança da informação para guiar funcionários sobre como manusear dados sensíveis e utilizar a tecnologia de forma segura.

Confira algumas ações para lidar com os riscos da tecnologia em sua empresa:

  • Criptografia de dados: utilize uma criptografia robusta para proteger dados sensíveis armazenados e em trânsito;
  • Atualizações de segurança: mantenha seus sistemas atualizados com as últimas correções de segurança para se proteger contra vulnerabilidades descobertas recentemente;
  • Backups regulares: assegure-se de que todos os dados críticos sejam respaldados com frequência, o que minimiza as perdas em caso de ataque de malware ou falha no sistema;
  • Controle de acesso: implemente sistemas de controle de acesso para restringir quem pode acessar informações importantes, de modo a reduzir a exposição a riscos internos e externos;
  • Treinamento de funcionários: treine sua equipe regularmente em práticas seguras de TI, incluindo o reconhecimento de tentativas de phishing e o manuseio seguro de informações confidenciais;
  • Uso de boas ferramentas tecnológicas: escolha ferramentas adequadas para seus processos internos que protegem os dados, como antivírus e firewall, e que prezam pela segurança das informações e pela conformidade com legislações existentes, como os sistemas de assinatura eletrônica.

Adotando essas táticas, sua empresa pode reduzir significativamente os principais riscos de segurança da informação, mantendo suas operações seguras e sua informação protegida dos olhos de malfeitores.

TOTVS Assinatura Eletrônica

No ecossistema corporativo, a segurança digital e a eficiência operacional caminham lado a lado. 

O TOTVS Assinatura Eletrônica surge como uma solução tecnológica avançada que oferece a empresários e gestores a possibilidade de otimizar processos de assinatura eletrônica com total segurança. 

Com a ferramenta, é possível assinar documentos digitalmente com a mesma validade jurídica da assinatura manuscrita e em poucos minutos, o que reduz os riscos de segurança associados ao manejo de documentos sensíveis. 

Além disso, a plataforma da TOTVS utiliza a criptografia SHA256 e está preparada para integrar-se aos seus sistemas de gestão, assegurando uma experiência de usuário fluida e segura. 

Adote o TOTVS Assinatura Eletrônica e transforme a maneira como sua empresa opera, mantendo a conformidade e a proteção necessárias.

Nova call to action

Conclusão

Gerir uma empresa na era digital é navegar em um mar de oportunidades, mas também é enfrentar um oceano de riscos de segurança e tecnologia. 

A chave para prosperar neste cenário desafiador é adotar estratégias de segurança da informação que sejam tão inovadoras quanto a variação dos atuais riscos. 

Isso inclui compreender e implementar práticas que acompanham a evolução tecnológica, a fim de proteger os ativos mais preciosos da sua empresa: os dados. 

Lembre-se sempre de manter sistemas atualizados, realizar treinamentos periódicos e aplicar políticas rigorosas de acesso à informação. 

Para continuar sua jornada no fortalecimento da cibersegurança da sua empresa, saiba tudo sobre segurança digital: o que é e como garantir na empresa!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.