Agregamento de caminhão: o que é, dicas e valores

Equipe TOTVS | 20 julho, 2022

Caminhoneiros costumam trabalhar com receio de não ter serviço garantido com frequência ou em relação aos preços do frete. Mas você sabia que o agregamento de caminhão é uma forma de driblar essas dificuldades?

Esse agregamento é um contrato que você, motorista, firma com uma empresa, para fazer entregas de produtos por um valor previamente combinado entre vocês.

Quer conhecer as vantagens e desvantagens desse negócio e descobrir se esse modelo é o ideal para você? 

Então vem com a gente saber tudo sobre agregamento de caminhão neste artigo!

O que é agregamento de caminhão?

Agregamento de caminhão é quando um motorista autônomo ou pequeno empreendedor é dono de um ou mais veículos e os utiliza para trabalhar fixo para uma empresa.

Para que isso funcione, a empresa e o motorista fazem um contrato para especificar quais serão as atividades do condutor e as obrigações do empregador em relação aos fretes, entregas e demandas.

É importante destacar que o agregamento de caminhão não caracteriza vínculo empregatício do motorista com a empresa.

Como funciona o agregamento de caminhão?

Na prática, o agregamento de caminhão funciona com motoristas usando seus próprios veículos para fazer as entregas em nome das transportadoras.

Esse tipo de atividade é uma boa saída para driblar as incertezas do dia a dia de trabalhadores autônomos. 

Afinal, há momentos em que o caminhão fica parado na garagem, sem gerar lucro.

O trabalho como agregado permite que você ganhe um dinheiro a mais, mantenha o seu próprio caminhão e evite prejuízos.

Nova call to action

Conheça os principais veículos que podem ser agregados pelas empresas

As transportadoras precisam de veículos grandes, como caminhões e carretas, mas também de veículos pequenos, como vans.

Abaixo, confira os principais veículos que podem ser agregados pelas empresas.

Veículos grandes:

  • caminhão 3/4 baú;
  • caminhão truck;
  • cavalo mecânico 6×2.

Veículos pequenos:

  • fiorino;
  • HR;
  • van;
  • kombi.

Agregamento de caminhão vale a pena? Conheça as vantagens

O agregamento de caminhão tem algumas vantagens que fazem valer a pena escolher essa modalidade de trabalho. Na sequência, confira quais são elas.

Maior previsibilidade de ganhos

Motoristas autônomos sofrem com a irregularidade dos serviços e geralmente dependem de agenciadores de cargas ou aplicativos para garantir fretes com frequência.

Quando você é um motorista autônomo agregado, é comum ter fretes fechados previamente, com rotas otimizadas, assim como uma previsão para receber sua renda.

Além disso, você ainda evita que o seu caminhão fique parado na garagem.

Aumento da renda

Ao agregar o seu caminhão a uma empresa transportadora, você vê a sua renda crescer.

Afinal de contas, você ficará menos tempo parado e terá mais serviços, logo, o dinheiro entrará com mais frequência para preencher a sua renda.

Motoristas com mais autonomia

Embora você se comprometa com uma empresa para fazer os fretes solicitados por ela, há também a liberdade de fechar outros serviços como autônomo, o que flexibiliza a sua rotina de trabalho.

Contudo, para essa vantagem ser uma realidade, é preciso levar em conta as especificações de trabalho da transportadora para a qual você presta serviço.

Algumas, por exemplo, podem determinar um horário fixo de trabalho, o que faz com que a sua autonomia seja um pouco menor.

Empresas experts em logística

Empresas transportadoras geralmente são experts em logística, pois contam com diversos serviços tecnológicos, como o gerenciador de rotas, que tornam as entregas mais ágeis e eficazes.

Com isso, o seu trabalho fica mais fácil e prático, pois o conhecimento em logística das empresas permite que os riscos e os custos dos trajetos sejam reduzidos.

E quais são as desvantagens do agregamento de caminhão?

O agregamento de caminhão tem seus pontos positivos, mas também tem alguns aspectos negativos que você deve considerar, começando pelo fato de que todas as despesas de manutenção do veículo ficam por sua conta.

O segundo ponto diz respeito a algo que citamos anteriormente: o motorista não tem vínculo empregatício nessa modalidade.

Isso, infelizmente, implica em você não ter garantia de direitos trabalhistas, como:

  • não receber salário fixo;
  • não receber quando faz hora extra;
  • não ter 13º salário;
  • não ter seguro-desemprego.

Sendo assim, como agregado, você deve administrar as suas finanças, criar uma poupança para aposentadoria e manter uma reserva de emergência para imprevistos.

Agregamento de caminhão: o que é exigido pelas empresas e transportadoras?

Abaixo, listamos exigências comuns entre empresas que trabalham com motoristas agregados. Confira!

Documentos em ordem

Se você é dono do veículo, alguns documentos que precisam estar atualizados são:

  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) da ANTT;
  • Registro Geral (RG);
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone em seu nome);
  • Conta bancária para o depósito dos fretes.

Ter um veículo com menos de 10 anos

Essa exigência existe porque caminhões mais antigos pedem por mais manutenções. 

Por outro lado, veículos mais recentes tendem a apresentar menos problemas que possam atrapalhar as entregas.

Destes problemas, podemos citar as falhas mecânicas e até mesmo defeitos que levam a acidentes, colocando em risco a sua vida e a de outros motoristas.

Motoristas que tenham entre 25 e 45 anos de idade

A idade dos motoristas é uma exigência delicada e polêmica. Aos menores de 25 anos, pode existir um julgamento prévio de não terem experiência o suficiente para assumir a função.

Já com os que têm mais de 45 anos, o pré-julgamento é em relação ao fato de que pode haver dificuldade com as novas tecnologias, como rastreadores e tacógrafos.

Aqui, seja você um motorista mais jovem ou mais experiente, a nossa dica é: mantenha-se atualizado e amplie o seu conhecimento para oferecer um serviço de qualidade.

Ter um veículo com rastreador

O rastreador é um requisito que as empresas pedem, pois ele é obrigatório para o seguro da carga.

Porém, normalmente as organizações que trabalham com agregadores disponibilizam o equipamento, tanto pelo seguro, quanto para monitorar os serviços.

Seguro do veículo

O seguro do veículo ajuda as empresas e o condutor a resolverem problemas que podem ocorrer na estrada de maneira mais rápida.

Quanto a esse ponto, também é comum que as empresas forneçam o seguro para os agregados, porém, algumas descontam do pagamento.

Certificações

Algumas certificações são obrigatórias por lei para que você atue como motorista de caminhão.

E, sem dúvidas, as empresas irão pedir a apresentação delas a você. Confira quais são:

  • Transporte de produtos perigosos (MOPP);
  • Transporte de cargas indivisíveis;
  • Transporte de emergência;
  • Transporte coletivo de passageiros.

Funcionário x motorista agregado: quais as diferenças?

Existem inúmeras diferenças entre um motorista que é funcionário de uma empresa e o agregado.

A primeira delas é referente ao registro na carteira de trabalho, algo garantido ao funcionário, mas não ao agregado.

O funcionário também tem direito a um salário fixo de acordo com o mercado, e recebe benefícios por direito, como vale-transporte, vale-refeição e convênio médico.

Já o pagamento do agregado é feito de acordo com a política da empresa e é estabelecido por um contrato. 

Ele não recebe benefícios ligados à organização, não tem direitos trabalhistas e precisa fazer por conta o recolhimento da guia da Previdência Social para ter a sua aposentadoria.

No que diz respeito ao veículo, o motorista agregado é dono do seu caminhão, enquanto o funcionário dirige os veículos da empresa.

Isso faz com que o agregado tenha 100% da responsabilidade sobre o veículo, enquanto o funcionário não precisa se preocupar com isso.

Por fim, o agregado não tem um chefe oficial. Ele segue regras da empresa, mas tem mais liberdade durante o trabalho.

Enquanto isso, o funcionário tem um chefe e deve seguir todas as regras, assim como a jornada de trabalho estabelecida pela empresa.

Qual é o perfil ideal para atuar com agregamento de caminhão?

Algumas características de um motorista se encaixam perfeitamente com o perfil ideal para trabalhar com agregamento de caminhões.

Os que mais se dão bem com esse modelo de trabalho, por exemplo, são aqueles que não querem arriscar voltar para a cidade sem um frete de retorno ou que não estão dispostos a ficar uma semana com o caminhão parado, porque nada surgiu.

Agora, se você tem um perfil mais ousado, deseja crescer e ter milhares de veículos em um pátio, o agregamento de caminhão talvez não seja um bom negócio, pois há a chance de você ficar restrito trabalhando apenas para uma empresa.

O mesmo vale para quem busca mais estabilidade e não quer arriscar. 

Neste caso, é mais interessante tentar entrar em uma empresa que dê a garantia de carteira assinada e ofereça benefícios. 

Está pensando em agregar seu caminhão? Confira algumas dicas

Para que você tenha sucesso ao se tornar um caminhoneiro agregado, nós separamos algumas dicas que vão tornar esse processo mais fácil . Acompanhe!

Aprenda a precificar o frete

O mais importante de tudo ao se tornar um caminhoneiro agregado é saber como cobrar o seu serviço.

Quando o motorista não sabe como deve precificar o frete, ele corre o risco de pedir um valor muito baixo e acabar no prejuízo.

Por outro lado, ainda pode cometer o erro de cobrar um valor muito alto e não ter a sua oferta aceita.

Portanto, ao estabelecer o seu preço, leve em conta:

  • custos;
  • manutenção do veículo (percentual de 5% sobre o frete);
  • custo por hora (como 35 reais a hora, logo, 24h de viagem ficam R$ 840,00);
  • custos com alimentação, pedágio, óleo (percentual de cerca de 150%).

Para saber como fazer um cálculo completo de sua viagem, leia o nosso artigo completo sobre o tema.

Tenha contatos

Para que você não fique refém de apenas uma transportadora, é fundamental ter contatos em portos e cidades de cargas e descargas.

Assim, quando for viajar com uma carga,  tem a chance de levar outra na volta e conseguir um dinheiro a mais.

Mantenha a manutenção em dia

Para que a sua viagem não seja prejudicada por imprevistos e, principalmente, para que você não coloque em risco a sua vida e a de outros motoristas, faça a manutenção do seu veículo com frequência.

A manutenção preventiva, além de salvar a sua vida e a de quem está ao seu redor na estrada, é mais econômica do que os reparos do veículo quando ele já está com danos graves.

Economize nas viagens

Se você não souber economizar em alguns pontos de sua viagem, no final das contas, o trabalho como motorista agregado pode gerar um prejuízo.

Portanto, busque os lugares mais baratos para comer, trocar o óleo e para dormir.

Uma dica é se tornar cliente fixo de um estabelecimento, pois assim há a chance de conseguir alguns descontos.

Descanse o seu corpo e mente

Para que as suas viagens sejam seguras e agradáveis, você precisa, antes de tudo, estar descansado.

Então, repouse, deixe seu corpo e sua mente sossegados e, quando se sentir relaxado, pegue o volante.

Faça um seguro para seu caminhão

Nós sabemos que os seguros para caminhões não são os mais baratos, principalmente pelo alto risco de furtos e roubos de cargas.

Mas não leve em conta apenas o valor, pense na segurança que esse serviço dá a você enquanto está na estrada.

Qual o valor para agregar um caminhão?

No final das contas, o valor para agregar um caminhão depende de fatores como:

  • valores de uma remuneração fixa, caso haja;
  • valor pago por viagem;
  • se o pagamento é feito por quilômetro rodado ou um percentual da nota fiscal;
  • se a remuneração é por viagem ou por período;
  • se é o caminhoneiro ou a empresa que faz o pagamento de pedágios;
  • quem arca com os custos da quebra do caminhão;
  • se você irá cumprir horário na empresa enquanto espera a carga;
  • se o frete de retorno fica por sua conta ou da empresa.

Como você viu, são muitas variáveis, logo, os valores para agregar um caminhão costumam ser diferentes de uma empresa para a outra.

Ao começar esse serviço, esclareça dúvidas sobre pagamentos e coloque tudo na ponta do lápis, para ver se vale a pena prestar o serviço.

A importância da tecnologia no setor logístico

A tecnologia permitiu que processos e entregas do setor logístico fossem mais ágeis, pois garantiu a geração de informações de forma mais confiável e otimizada, evitando erros humanos.

Logo, vimos o resultado em operações logísticas e entregas mais eficientes, viabilizando que as rotas, por exemplo, sejam escolhidas de acordo com qual é mais vantajosa em questão de velocidade e gasto.

Todo esse planejamento em relação às melhores rotas é feito antes mesmo do caminhão sair para distribuição, garantindo economia financeira, de tempo e de trabalho.

TOTVS Planejamento de Rotas

Já imaginou agilizar as suas entregas a tal ponto que os seus custos com entregas sejam reduzidos em até 30%?

Com o sistema TOTVS para planejamento de rotas isso pode ser real nas empresas e no dia a dia dos motoristas. 

A ferramenta disponibiliza mapas completos de todo o trajeto que eles irão percorrer, com opções alternativas para escolher o percurso mais vantajoso.

Além do mais, o sistema permite que você selecione os pedidos e a ferramenta escolhe por conta quais são os melhores pontos de entrega, informa os veículos disponíveis, a distância entre os pontos, a capacidade de carga, janelas de entrega e restrições logísticas.

Ficou interessado em nosso sistema? Então conheça todos os detalhes do TOTVS Planejamento de Rotas.

Conclusão

Com esse artigo, a nossa missão era explicar a você sobre o agregamento de caminhão, que nada mais é do que um contrato firmado entre um motorista e uma empresa para realização de entregas, com um valor combinado previamente.

Como você viu, nesse tipo de serviço, o caminhoneiro usa o próprio caminhão para fazer as entregas, o que permite driblar as incertezas do dia a dia de trabalhadores autônomos de transporte.

No mais, independentemente de você ser motorista ou a empresa que busca por agregados, é fundamental contar com a ajuda da tecnologia para que as rotas escolhidas para o transporte de mercadorias sejam as mais rápidas e adequadas.

Para isso, você pode contar com a nossa ferramenta TOTVS Planejamento de Rotas, que permite a redução dos custos com entregas em até 30%! 

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.