Cadeia de suprimentos inteligente: entenda essa novidade e seus benefícios

Não há como negar que hoje a eficiência operacional de uma indústria está diretamente associada a uma cadeia de suprimentos inteligente. A partir desse moderno conceito, empresas conseguem otimizar as suas atividades, impondo um fluxo operacional mais alinhado às demandas, mais transparente e visível, o que permite a identificação de erros e inconsistências de maneira muito mais ágil.

Nesse contexto, a tecnologia é uma das maiores aliadas da indústria quando o assunto é cadeia de suprimentos inteligente. Soluções inovadoras, baseadas na inteligência dos dados, automação e integração, são atualmente o que permite a indústria operar de maneira mais econômica, evitando desperdício de materiais, insumos, tempo e dinheiro na gestão de supply chain.

Por isso, sabendo da relevância da cadeia de suprimentos inteligente para o cenário atual da indústria, preparamos este artigo para deixá-lo mais inteirado sobre esse assunto. Continue a leitura e confira o que preparamos!

Afinal, o que é uma cadeia de suprimentos inteligente?

Conceitualmente, a cadeia de suprimentos inteligente pode ser compreendida como a junção de esforços voltada para a previsão e antecipação de demandas que impactarão a cadeia de suprimentos dentro da empresa.

A ideia desse conceito é preparar a companhia para lidar de forma mais eficiente e precisa com as diferentes oscilações no nível de demanda, proporcionando uma resposta mais rápida. Por exemplo, com uma cadeia de suprimentos inteligente, a indústria pode se programar para suprir as suas necessidades e as necessidades dos demais agentes que dependem da sua produção, mantendo-a em níveis adequados.

Dessa forma, o que se evita é que haja descompasso na produção, ocasionando acúmulo de mercadorias e insumos ou, por via contrária, a insuficiência no fornecimento aos clientes e parceiros. Assim sendo, essa inteligência na gestão da supply chain é fundamental para a competitividade e os custos da empresa.

Quais são os principais elementos da cadeia de suprimentos inteligente?

Atualmente, a tecnologia é um dos grandes pilares da cadeia de suprimentos inteligente. Com a jornada digital cada vez mais presente no contexto empresarial, diferentes conceitos, metodologias e soluções passam a fazer parte desse ideal de inteligência da supply chain. Ou seja, são verdadeiros elementos dessa cadeia inteligente.

A seguir, listamos alguns deles. Veja!

Internet of Things (IoT)

A Internet das Coisas tem possibilitado às indústrias a formulação de ambientes produtivos altamente conectados e integrados. Por meio de diferentes sensores, equipamentos, máquinas e ferramentas trocando informações via internet em tempo integral, gestores e líderes têm muito mais visibilidade sobre as operações, podendo identificar erros, pontos de atenção, além de avaliar o desempenho geral da cadeia de processos.

Tudo isso, sem dúvida, traz um suporte informativo muito mais robusto e qualificado para que a empresa otimize as suas atividades, melhorando custos, produtividade e atendendo com mais eficiência às demandas do mercado.

Para se ter ideia da importância da IoT, segundo pesquisa realizada pela Forbes Insights, a qual consultou mais de 700 executivos pelo mundo, 27% das empresas estão adotando a IoT para otimizar operações industriais, 22% estão empregando o conceito para aumentar a transparência da cadeia de suprimentos e 16% estão focando no uso da IoT para aprimorar o armazenamento e logística.

RFDI

A sigla em inglês que significa “Radio Frequency Identification” — ou Identificação por Rádio Frequência — nada mais é do que um mecanismo de identificação de cada produto que entra e sai em uma fábrica, e que também registra as suas informações em um sistema para aumentar a rastreabilidade de cada item.

Na prática, essa é uma tecnologia bastante útil no cenário da cadeia de suprimentos inteligente, visto que potencializa o controle sobre insumos, matérias-primas e produtos finalizados, ajudando gestores a avaliar melhor a entrada e saída de materiais na indústria.

Os benefícios da cadeia de suprimentos inteligente

Uma das marcas mais fortes da cadeia de suprimentos inteligente é a grande quantidade de benefícios que ela traz para as organizações. Adiante, listamos algumas dessas vantagens. Confira!

Rastreamento de ponta a ponta

Reflexo de uma integração altamente eficaz promovida por modernos softwares e sistemas e, também, pela automação, a rastreabilidade dos processos passa a ter um destaque na supply chain inteligente.

Com processos informatizados, Inteligência Artificial, IoT e Machine Learning, gestores têm um controle muito mais amplo da cadeia de suprimentos. Mais do que isso, a partir de dados concretos, coletados dentro e fora da empresa, conseguem antecipar situações e contorná-las rapidamente.

Automatização de processos

A automatização de processos também desponta como um diferencial valioso da cadeia de suprimentos moderna. Por meio da redução de processos manuais, lentos e burocráticos e da adoção de soluções automatizadas, por exemplo, a comunicação se torna mais ágil, o que proporciona uma tomada de decisão mais efetiva.

No mesmo sentido, a automação também permite a implantação de rotinas mais padronizadas, as quais trabalham com processos ágeis, menos suscetíveis a erros e muito mais econômicos. Tais pontos beneficiam não só a indústria, mas todos os elos que fazem parte da longa cadeia de suprimentos moderna.

Acompanhamento da qualidade do produto

Um efeito lógico de sentido nas empresas que adotam a cadeia de suprimentos inteligente é o reforço na qualidade final das entregas. A verdade é que, devido às inúmeras melhorias nos processos e na utilização dos dados, é natural que as empresas passem a operar de forma mais qualificada.

Nesse ponto, a tecnologia ajuda a indústria a controlar melhor as suas linhas de produção e remover gargalos e riscos, podendo assim entregar produtos mais competitivos. Além disso, o valor estratégico dos dados também ajuda as empresas a entenderem a percepção do cliente sobre os produtos, avaliando o desempenho das vendas e dos feedbacks, o que também pode ser utilizado para promover melhorias nos processos e no produto final.

Previsibilidade de manutenção

A grande quantidade de sensores, equipamentos conectados e sistemas integrados é o plano de fundo para que a indústria consiga efetivamente prever a manutenção da sua cadeia de suprimentos.

Nesse ponto, não nos referimos apenas à capacidade de avaliar o desempenho do parque tecnológico da empresa, a exemplo das máquinas e ferramentas, identificando e corrigindo pequenas falhas preventivamente. Mais do que isso, a noção de previsibilidade também se associa à possibilidade de as organizações fazerem leituras das demandas do mercado, sejam elas presentes ou futuras.

Ou seja, essa previsibilidade ajuda a indústria a manter a cadeia de suprimentos sempre eficiente, alinhada às necessidades internas e externas, de forma a sempre manter o fluxo contínuo nas atividades.

O que é preciso para alcançar uma cadeia de suprimentos inteligente?

Até então, vimos que a cadeia de suprimentos inteligente é um conceito moderno, o qual está intimamente ligado à tecnologia e inovação. Por essa razão, para alcançar esse patamar operacional dentro da empresa, gestores, líderes e demais tomadores de decisão precisam ter uma visão alinhada quanto à importância dos investimentos em inovação.

Não se faz uma cadeia de suprimentos eficiente e robusta sem sistemas de gestão integrada (também conhecidos como ERPs), softwares e equipamentos modernos que componham o inventário da empresa. No modelo atual, esses ativos são indispensáveis, visto que, junto de uma cultura focada na modernização, são os responsáveis por permitir a implantação de processos mais eficientes, a redução de custos e o melhor aproveitamento do potencial produtivo da indústria e, ainda, das oportunidades do mercado.

Aplicações da cadeia de suprimentos inteligente

Caminhando para o final do nosso artigo, é oportuno citar algumas das principais aplicações da cadeia de suprimentos inteligente. Hoje, empresas já se especializam no uso desse conceito e cada dia mais comprovam que essa tendência se firmará no futuro.

Georastreabilidade

Esse conceito se associa à cadeia de suprimentos inteligente ao garantir ao fabricante a capacidade de se conectar a uma grande quantidade de fornecedores, inclusive pequenos produtores.

Dessa forma, além de ter uma base de dados dos fornecedores, a indústria ainda tem acesso aos dados de localização das matérias-primas, o que dá mais visibilidade para a cadeia de suprimentos da origem até a chegada na fábrica.

Visão e inspeção

Por intermédio de equipamentos de inspeção integrados às linhas de produção, indústrias dos mais diversos segmentos podem aumentar o rigor de todo o processo a partir de inspeções realizadas ativamente durante a fabricação, o acondicionamento e a embalagem do produto. Esse tipo de tecnologia reforça a qualidade do produto, evitando falhas, contaminação e outros erros que podem afetar o resultado final.

Por fim, como vimos, a cadeia de suprimentos inteligente representa uma das ações mais importantes no cenário empresarial. A partir dela, diferentes agentes conseguem atuar de maneira integrada e sincronizada, trocando informações em tempo real, tudo para aumentar a eficiência do processo produtivo. Além disso, o ideal por trás da supply chain moderna está fortemente ligado ao uso da tecnologia, de novas metodologias e soluções, com o objetivo de atender melhor às necessidades do mercado a custos menores.

Então, gostou deste artigo? Assine a nossa newsletter gratuitamente para receber os melhores conteúdos sobre indústria e tecnologia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *