Você conhece os benefícios da análise preditiva para TI?

Na era da informação, os dados desempenham um papel crucial nas operações das empresas, sendo eles alguns dos principais elementos para a tomada de decisão. Hoje, recursos voltados para a coleta, segmentação e análise dos dados são comuns nas rotinas dos negócios, servindo como base para prever ações, tendências e mudanças no panorama do mercado.

Nesse contexto, a análise preditiva em TI ganha destaque ao viabilizar às empresas uma visão mais estratégica do mercado em que se inserem. A partir do uso da tecnologia, de softwares e um alto volume de informações, líderes e gestores têm a capacidade de praticamente prever o futuro com base em análises feitas no presente.

Dada a relevância desse tema, preparamos este artigo para esclarecer melhor sobre o papel da análise preditiva nos negócios e para mostrar as vantagens dessa medida para TI. Continue a leitura e confira!

O que é a análise preditiva

De maneira pontual, a análise preditiva pode ser entendida como uma categoria de análise de dados destinada à realização de previsões sobre resultados futuros, tomando como base dados históricos e técnicas de análise, a exemplo da modelagem estatística, da inteligência artificial, do machine learning.

A ciência por trás da análise preditiva é capaz de gerar insights futuros com um grau significativo de precisão, colaborando com os negócios em diferentes frentes e segmentos, tais como:

  • varejo;
  • finanças;
  • marketing;
  • vendas.

Como dito, hoje, com o apoio de sofisticados modelos e ferramentas de análise preditiva, além do seu setor de TI, qualquer organização pode utilizar dados passados ​​e atuais para antecipar tendências e comportamentos de forma confiável, preparando a empresa para atuar dias ou anos no futuro.

Para você ter ideia da expressividade da utilização de análise preditiva no mercado, a projeção global é que esse tipo de estratégia atinja aproximadamente US $ 10,95 bilhões até 2022, segundo um relatório de 2017 emitido pela Zion Market Research.

Os benefícios da análise preditiva em TI

No cenário atual, em razão dos avanços nas tecnologias utilizadas na análise preditiva, vantagens não faltam para comprovar que essa é uma ação altamente estratégica para negócios que buscam atuar com maior nível de competitividade, aproximando ainda mais das necessidades do seu público.

Confira, a seguir, alguns dos benefícios que podem ser experimentados com a análise preditiva em TI!

Detecção de fraudes

Uma das grandes vantagens da análise preditiva é possibilidade de a empresa, com base em suas experiências passadas, avaliar as suas movimentações e transações de acordo com o nível de risco.

Assim, a partir de ações preventivas de avaliação dos riscos, pode-se chegar à redução dos casos potenciais de fraude, otimizando o trabalho da equipe de segurança, além de otimizar o tempo com ocorrências verdadeiras, e não falsos positivos.

Análise de risco

A leitura de um grande volume de dados também tem a capacidade de mostrar às empresas quais são os riscos mais recorrentes em suas atividades. Nesse ponto, o setor de TI, munido dos recursos certos, pode antecipar problemas, como a redução no fluxo de vendas, o aumento do churn ou as alterações negativas em outros indicadores estratégicos para o negócio.

A grande vantagem de analisar os riscos é já poder antecipar ações corretivas, evitando — ou, pelo menos, minimizando — os danos que eles podem causar para a empresa. Não por outro motivo, a análise preditiva é cada vez mais utilizada para essa finalidade, indiferentemente do porte do negócio.

Automatização

Como se sabe, hoje as empresas e o mercado de forma geral produzem uma quantidade absurda de dados todos os dias. Reunir, segmentar e aproveitar todas essas informações não é uma tarefa simples, nem mesmo com os sistemas adequados, agora imagine sem eles.

Nesse sentido, a automatização pode ser vista como outro grande benefício da análise preditiva. Conforme esse conceito evoluiu e as tecnologias que o auxiliam também, o nível de automação avançou bastante.

Atualmente, bons sistemas e plataformas de análises operam de forma praticamente autônoma, por meio de algoritmos e comandos específicos. Isso torna o processo muito mais ágil, seguro e preciso, extraindo o máximo proveito das informações para as organizações.

Maior desempenho operacional

No contexto da TI, a análise preditiva tem um impacto direto na eficiência operacional das empresas. Afinal, as avaliações feitas permitem que profissionais de TI antecipem falhas e inconsistências nos seus sistemas e na sua infraestrutura, podendo desde logo agir para evitar indisponibilidade ou perda de eficiência.

Vale lembrar que, hoje, a TI tem um papel determinante para o sucesso das organizações, atuando de maneira estratégica, e não apenas operacional. Assim sendo, qualquer falha nesse setor pode representar grandes prejuízos para a companhia. Logo, é preciso agir com cautela, prevenindo erros, ponto em que a análise preditiva é de grande valia.

Como implantar a análise preditiva na tecnologia da informação

Gigantes do mercado, como a Amazon, já utilizam a análise preditiva para avaliar o comportamento de mais de 200 milhões de clientes que geram mais de 1 bilhão de GB de dados anualmente em seus sites. Esse é um esforço que tem rendido bons frutos para a empresa, que consegue realizar sugestões de produtos personalizadas, atender com mais precisão e aumentar o seu faturamento.

Contudo, não é preciso ser uma gigante para utilizar a análise preditiva. Na realidade, qualquer organização pode aproveitar os benefícios dessa prática. Para tanto, a implantação da análise preditiva no negócio depende de algumas medidas. Vejamos quais são a seguir!

Tenha uma boa política de governança de dados

A fonte principal da análise são os dados. Por isso, a empresa que deseja ter sucesso nessa tarefa precisa compor uma boa política de governança de dados. Ou seja, o setor de TI deve saber trabalhar com eficiência as informações, alocando, segmentando e aproveitando-as de maneira estratégica.

Nesse sentido, é preciso ter ciência do valor das informações, colocando-as como um verdadeiro ativo para a empresa. Desse modo, toda a TI deve trabalhar para que os dados e as informações estejam sempre disponíveis e acessíveis, nutrindo os sistemas de análises sempre que necessário.

Entenda quais são os dados necessários para o seu negócio

Como dito, hoje as empresas lidam com uma quantidade enorme de dados. Manusear todo esse mar de informações não é tarefa fácil, além de exigir uma grande capacidade de processamento.

É por esse motivo que as empresas precisam direcionar melhor as suas ações, definindo assim quais dados são mais importantes para a sua estratégia. É praticamente impossível gerenciar todos os dados do Big Data. Logo, é preciso ser mais pontual, trabalhando sobre aqueles que mais condizem com os objetivos e as necessidades da empresa.

Defina a infraestrutura necessária

Lidar com grandes volumes de dados pode exigir grande infraestrutura de TI para comportar as operações. Felizmente, a computação em nuvem tem otimizado essa questão, permitindo a migração dessa infraestrutura para prestadores de serviço de nuvem.

Contudo, ainda assim a empresa precisa dimensionar qual é a estrutura necessária para suportar as suas atividades de análise preditiva. Ou seja, é preciso considerar quais recursos internos a empresa deve adquirir e manter para obter bons resultados com a prática.

Esse estudo prévio é muito importante, visto que ajuda a organização a evitar o desperdício de potencial com a composição de uma estrutura além do necessário, ou mesmo o inverso, com o subdimensionamento das necessidades do negócio.

Estabeleça como acompanhar o sucesso das métricas

Por fim, não há como falar em análise preditiva sem considerar a relevância das métricas de desempenho. Isso porque, na era da informação, as decisões mais importantes precisam ser tomadas de maneira segura e precisa, o que requer avaliações quantitativas do desempenho de cada setor, a partir de boas métricas.

Nesse contexto, para aplicar bem a análise preditiva, o setor de TI precisa direcionar os seus esforços, definindo as métricas com as quais necessita trabalhar para que consiga os direcionamentos corretos para auxiliar a empresa a melhorar os seus demais setores, como o de vendas, marketing e operacional.

Portanto, a análise preditiva em TI, como foi possível perceber, tem uma grande participação no sucesso das empresas atuais. A capacidade de antecipar tendências, necessidades e riscos é uma das muitas vantagens de se operar com base nessa prática. Assim, é possível focar ainda mais no core business do negócio, sem perder tempo com eventualidades e desajustes que drenam a eficiência e competitividade da empresa.

Então, gostou deste post? Não pare por aqui. Sugerimos que confira também o nosso artigo sobre a tomada de decisão estratégica. Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *