ERP para Indústria: O que é, funcionalidades, vantagens e como escolher

Equipe TOTVS | ERP | 07 julho, 2021

Um ERP para indústria é importante para as uma boa gestão e produtividade, já que apresentam um alto fluxo de informações e processos diários.

Indicado para negócios de qualquer porte, essa solução serve de apoio às tomadas de decisão e controle das atividades, atendendo às necessidades específicas do segmento. 

A indústria é um setor do mercado altamente competitivo e dinâmico por natureza. As empresas respiram inovação.

Por isso, é mandatório que as indústrias integrem seus processos, de forma que otimizem a eficiência das operações, diminuam custos, aumentem o número de vendas e sua margem de lucros.

Porém, é claro, o mais importante para se destacar e crescer nesse mercado é a capacidade da empresa de tomar decisões precisas, bem informadas e estratégicas.

Por isso, ter um ERP industrial na empresa é essencial.

Aqui, vamos te explicar as características e mostrar a importância de um ERP nas empresas industriais para o sucesso da gestão. Acompanhe o texto que preparamos e saiba mais!

O que é um ERP para indústria?

ERP significa Enterprise Resource Planning. Esse sistema integra todos os principais processos de um negócio em um banco de dados, conectando a empresa.

Na prática, o ERP funciona como um suíte integrada de aplicações para o seu negócio. Seus recursos compartilham os mesmos modelos de dados, cobrindo de ponta a ponta os processos operacionais e administrativos.

Desse modo, o sistema unifica seus processos corporativos (contabilidade, gestão de pedidos, finanças, vendas, recursos humanos, entre outros), torna mais transparente, simples e fácil o controle da empresa e melhora a tomada de decisão.

No entanto, no contexto deste setor, o ERP para indústria pode ser encarado de maneira distinta.

O ERP industrial é um sistema de gestão que capacita a gestão do chão de fábrica, ao mesmo tempo que transforma o processo de manufatura.

Não à toa, de acordo com estudo da consultoria Panorama Group, o setor que mais utiliza ERPs é a manufatura, com 33% das empresas.

Entre suas principais características, um ERP para indústria deve oferecer:

Controle de Produção

A indústria precisa de uma solução que ofereça recursos além da “gestão de ponta a ponta”.

É necessário ter o poder de controlar e visualizar, em tempo real, o chão de fábrica e suas entregas.

Desse modo, é possível controlar o cronograma de entregas com maior precisão e avaliar os investimentos em equipe, maquinário e insumos.

Alinhamento entre as áreas

O ERP industrial deve ser um dos pilares por trás dos esforços em evitar retrabalhos no chão de fábrica.

Sem a integração de setores e de dados, essa é uma realidade: muitas vezes, seus funcionários tiram informações do sistema, apenas para inseri-las de volta em uma etapa posterior do processo.

Com um ERP para indústria eficiente, você não precisa fazer isso.

Pelo contrário, ele deve fornecer as amarras para que você unifique a gestão da empresa, dos processos e setores, conectando informações.

Flexibilidade

O ERP industrial deve fornecer recursos que potencializem sua flexibilidade operacional.

Ou seja: que permitam que você mude as estratégias — e seus indicadores de desempenho — conforme necessário.

Assim, sua operação e seu processo de análise não fica preso aos mesmos KPIs, vez após outra.

Ao contrário, o ERP para indústria deve empoderar você, o gestor, a decidir o que é importante para a empresa, ao mesmo tempo em que fornece as informações e insights para contribuir na leitura de tendências.

É uma característica única, que dá mais poder de ação para as grandes empresas, mas também reforça as pequenas e médias corporações, orientando-os para o caminho do lucro.

Específico para a indústria

Um ERP é um ERP, mas não necessariamente é uma solução para a indústria. Por isso, investir em um ERP para indústria é tão necessário.

A solução deve ser desenvolvida para atender às necessidades específicas da indústria, capaz de entender os processos e contribuir para mensurar corretamente os indicadores definidos.

Quando surgiu a ferramenta ERP? 

Para compreender todos os benefícios de um ERP para indústria, antes é necessário dar um passo atrás e avaliar sua história.

Afinal, você sabe como surgiu a ferramenta? Já falamos sobre isso aqui no blog, mas vale a pena relembrar:

A origem do ERP é bastante antiga, especialmente para uma ferramenta tão moderna: há cerca de 100 anos, com o modelo EOQ (Economic Order Quantity).

Sua próxima evolução aconteceu em meados da década de 1980, com a MRP II (Manufacturing Resource Planning).

Aqui, falamos de ERP em geral, mas perceba que sua origem está completamente ligada à indústria e à manufatura.

É por isso que a utilização desse sistema em uma estrutura industrial moderna é tão necessária.

Afinal, não há como dissociar uma indústria bem-sucedida de sua ferramenta de gestão e integração de dados.

Foi nos anos 90 que a ferramenta ganhou alguns diferenciais, incorporando recursos de finanças, vendas e RH.

Ali, nascia o ERP, Enterprise Resources Planning.

Hoje, com a Indústria 4.0, o ERP industrial protagoniza o papel de base para a evolução de processos no chão de fábrica.

É o vetor de todos os processos e dados, de forma a capacitar a empresa a dar o próximo passo em direção à transformação digital.

Qual  o objetivo do ERP?

Desde os anos 90, o setor industrial vem passando por uma enorme reformulação.

O avanço tecnológico, as mudanças no comportamento dos consumidores e a consolidação de movimentos como a Indústria 4.0 mostram isso.

Por isso, cada vez mais as práticas de produção aplicadas no chão de fábrica estimulam a mobilidade da informação e buscam aumentar a produtividade.

O grande problema é centralizar as informações, para que esses objetivos sejam alcançados. Esse é o papel do ERP para indústria.

Com a solução, os funcionários conseguem trabalhar de maneira colaborativa, guiados por dados assertivos sobre cada projeto e suas mínimas execuções.

Em suma, o objetivo do ERP industrial é capacitar a gestão de processos, possibilitando uma visão 360 graus de toda organização.

Com isso, é possível buscar uma operação cada vez mais bem-sucedida.

Não à toa, de acordo com o Selecthub, 88% das empresas consideram que a implementação de um ERP as ajudou a atingir suas metas.

Qual é a importância do ERP para a rotina de uma indústria?

Um sistema ERP para indústria pode gerenciar todos os aspectos de seu fluxo de trabalho.

Assim, tarefas antes complexas, como o controle de estoque, podem ser feitas com apenas alguns cliques, considerando sua fábrica, armazém e mesmo o supply chain.

E não falamos apenas do chão de fábrica, cujas tarefas são completamente integradas no sistema — possibilitando a análise de entregas, performance, erros e oportunidades de melhoria.

O ERP industrial também incorpora funcionalidades administrativas importantes, como a contabilidade.

Esse setor figura no centro do sistema, de modo que todas as ações tenham reflexos diretos nas posteriores análises e projeções a serem feitas.

O design modular dos ERPs para indústria permite que diferentes departamentos gerenciem seus módulos, dando mais autonomia aos setores.

Porém, o sistema também unifica a gestão. Isso quer dizer que a diretoria ainda tem total visibilidade do fluxo de trabalho nas fábricas.

E graças à automação, os setores podem definir a realização de tarefas em segundo plano.

Para 95% das empresas que implementaram a solução, de acordo com a Hubspot, isso significou uma melhoria significativa em seus processos corporativos.

Desse modo, os times podem focar nas questões estritamente estratégicas da indústria, enquanto as incontáveis tarefas repetitivas e de pouco valor ficam à cargo da tecnologia.

Nova call to action

Principais funcionalidades do ERP para a indústria

As otimizações e melhorias que o sistema de ERP pode oferecer são inúmeras. 

Através das rotinas de MRP, o software integra as áreas de produção, estoque, comercial e requisições internas.

Mas quais são os módulos essenciais do sistema integrado de gestão empresarial voltado às indústrias? Confira a seguir.

Administrativo

No módulo administrativo de um ERP para indústria, você pode gerar propostas comerciais, solicitações e cotações de compra ou venda.

Também controla o seu estoque de forma integrada com as linhas de produção, contabilidade e financeiro.

Financeiro

Neste módulo, você controla as contas a pagar e a receber, realiza conciliações bancárias, gera boletos para os clientes e faz o gerenciamento do seu fluxo de caixa. 

Tudo isso, monitorando sempre os resultados e integrando os processos do financeiro com a contabilidade.

Fiscal & Contábil

Se sua indústria já sofreu com multas devido a erros na entrega das obrigações fiscais, um sistema integrado de gestão empresarial voltado para finanças pode te ajudar com isso. 

Graças à otimização das análises e um maior controle das informações, o sistema emite os documentos contábeis e fiscais exigidos para a entrega do SPED Contábil, Fiscal, REINF e Contribuições.

Vale lembrar que o sistema também realiza de forma automática a emissão das notas fiscais eletrônicas (NF-e).

Manufatura

O ERP para indústria conta com um módulo completo de controle da produção.

Esse módulo ajuda com previsões de venda, define o planejamento e as diretrizes de chão de fábrica com maior eficiência.

Além disso, o ERP capacita sua empresa para implementação de metodologias de gestão de processos, como o Just in Time.

O sistema organiza a produção para terceiros e executa os sistemas:

  • MRP: Material Requirement Planning ou Planejamento das Necessidades de Materiais
  • APS: Advanced Planning and Scheduling ou Planejamento e Programação Avançados
  • MES: Manufacturing Execution System ou Sistema de Execução da Manufatura.

Qualidade

O ERP para indústria conta com um módulo de gestão de qualidade, em que é possível verificar as matérias-primas utilizadas no negócio, desde o recebimento até a estocagem e a produção. 

É possível acompanhar os produtos fabricados a partir do controle de lotes, da rastreabilidade e de análises e relatórios automatizados.

Além disso, você pode controlar as rotinas de manutenção, predefinindo ações de manutenção preditiva, corretiva e preventiva.

Principais vantagens de um ERP industrial

Um ERP para indústria é desenvolvido com foco nos processos do setor de manufatura. 

O software está preparado para te ajudar a agilizar e automatizar as tarefas de cada área da sua indústria, com informações constantemente atualizadas e confiáveis.

O software age, por exemplo, na gestão de todo o processo de compras, desde solicitações automáticas até o recebimento dos materiais.

A mesma pesquisa do Hubspot já mencionada perguntou para as empresas as áreas que mais apresentaram ROI após a implementação do ERP.

As três principais respostas foram:

  • TI (40%, redução de custos);
  • Estoque (38%; níveis de estoque reduzidos);
  • Ciclo de produção (35%; redução do tempo de produção).

Outros pontos que podemos citar são:

  • Controle de liberação de compra, com limite orçamentário por centro de custos;
  • Autorização eletrônica de compra por alçadas de valor, trazendo segurança e agilidade ao setor;
  • Redução de custos de estoque por meio de rotinas automatizadas, que identificam as especificações do que deve ser comprado ou produzido;
  • Gerenciamento de pedidos de vendas pendentes, com a geração de ordens de produção por demanda e com liberação automática dos pedidos;
  • Acompanhamento da produção com integração das áreas de estoque, compras, pedidos de vendas e custos;
  • Modelos de relatórios para gerenciamento de necessidades, acompanhamentos e demandas da produção;
  • Portal Web exclusivo para fornecedores e representantes, gerando agilidade e segurança na entrada de informações.

A solução também é responsável pela rastreabilidade de materiais dos fornecedores e clientes, possibilitando identificar a origem e o destino de uma mercadoria ou insumo.

O controle sistemático de estoques igualmente tem a ganhar por meio de logísticas de estocagem, reposição de cálculos de custos automáticos.

Tudo isso, atendendo às legislações fiscais federais, estaduais e trabalhistas em todos os processos necessários.

Quando um ERP industrial é indicado?

Hoje, as indústrias estão cada vez mais focadas em otimizar suas operações para gerar maiores margens de lucros, tornar suas entregas mais rentáveis e com maior qualidade.

Tudo em menos tempo, utilizando menos recursos e, por isso, reduzindo custos.

Porém, alcançar tudo isso é um desafio.

Como reduzir sistematicamente os custos e se manter competitivo?

A resposta você já sabe: com um ERP para indústria.

Mas como? Bom, o ERP é um sistema amplo, que ajuda a empresa a conquistar os seguintes objetivos:

  • O ERP industrial melhora a experiência do cliente;
  • O ERP para indústria integra sua cadeia de suprimentos;
  • O ERP industrial melhora a programação da produção;
  • O ERP para indústria remove silos em suas operações financeiras;
  • O ERP industrial ajuda você a gerenciar funcionários e outros recursos.

Hoje, as soluções de ERP estão ajudando empresas em vários setores, melhorar sua eficiência e ajudar os gerentes a cumprir as metas organizacionais.

Como escolher o ERP ideal para sua indústria?

Agora, sua indústria realmente precisa de um ERP? Bom, a resposta mais direta é: sim, pois toda fábrica necessita desse sistema.

Porém, há diferentes sinais que podem ser avaliados em sua fábrica e no processo produtivo que apontam para o uso da solução.

Conheça as demandas da indústria

É natural que o nível de exigência cresça com o tempo, o que obriga empresas de todos os setores a se modernizarem. Sem isso, sua organização pode cair no esquecimento.

Por isso, entender as demandas da indústria — os movimentos de seus competidores e as necessidades de seus clientes — é essencial nessa etapa.

Olhe para dentro do chão de fábrica e pergunte-se: “Meu negócio consegue lidar com as expectativas dos clientes de maneira completa?”

Se a resposta for negativa ou você não tiver certeza do que responder, possivelmente precisará incorporar o ERP para a indústria em sua gestão.

Avalie a qualidade do sistema 

No ponto de escolha do ERP para indústria, provavelmente você terá algumas opções em mãos. É hora de analisar alguns fatores, como a qualidade do sistema.

O software preferido deve ser aquele com maior qualidade de desenvolvimento: ou seja, que seja realmente competente em suas atribuições e consiga cumprir com o prometido.

Uma forma de conferir isso é avaliando cases e clientes atuais do fornecedor em potencial.

Saiba quais são as funcionalidades

A solução de ERP escolhida se encaixa no perfil da empresa? Uma forma de responder isso é avaliando suas funcionalidades.

Lembre-se do que falamos: um ERP industrial deve ser feito sob medida para as necessidades específicas do chão de fábrica.

Por isso, ele deve capacitar toda sua operação, não apenas o backoffice administrativo ou o setor de PCP, por exemplo.

Pesquisa sobre o suporte

O próximo passo é entender como o fornecedor se posiciona em relação à parceria que firma com sua empresa. É importante buscar uma empresa que ofereça uma consultoria de qualidade

Um ERP para indústria completo, hoje, é uma solução nativa da nuvem, que possui atualizações constantes que visam melhorar sua performance.

Além disso, a assinatura de um ERP industrial deve ser baseada na confiança que sua empresa tem no suporte técnico oferecido.

  • Qual o nível de serviço ofertado?
  • O tempo e a qualidade de resposta é a esperada?
  • Há SLAs justos conduzindo a relação entre sua empresa e o fornecedor?
  • Os canais de comunicação entre seu time e o suporte são os mais adequados para sua empresa?

Todas essas são questões que você deve responder antes de definir qual ERP para indústria escolher.

Avalie o custo x benefício

Por fim, todos esses fatores devem ser suficientes para você avaliar o custo x benefício do ERP em pauta.

Lembre-se que uma solução completa, validada pelo mercado em que você atua e com um forte time de desenvolvimento por trás é a mais indicada para suprir as necessidades da sua empresa!

Como preparar a sua empresa para a implementação do ERP? 

Agora que você já sabe como avaliar a melhor ferramenta ERP para seu negócio, é hora de entender como preparar a empresa para receber a tecnologia.

Você sabe os passos? Te explicamos, confira:

Faça as mudanças em etapas

A implementação de um ERP para indústria pode ser rápida, mas possui certas complexidades. Por exemplo, você deverá integrar todos os setores da empresa, adequando as funcionalidades para cada equipe.

Isso pode ser complicado se feito de qualquer forma, de uma só vez.

Nossa dica é dividir esse processo em etapas.

Assim, você implementa a solução, integra o banco de dados e executa a solução de modo mais organizado.

Primeiro, o planejamento de etapas. Então, a migração de dados (levando em conta sua prioridade, importância, etc).

Aqui, vale também destacar a necessidade de realizar um double-check em sua infraestrutura de tecnologia.

Assim, você garante que a empresa consiga implantar o ERP de maneira ampla e que, após seu funcionamento, ele seja escalável de acordo com o crescimento da organização.

Treine os profissionais 

O ERP para indústria é uma tecnologia repleta de camadas. Por isso o treinamento dos profissionais é essencial.

Toda transferência de conhecimento deve ser realizada, de modo que seus colaboradores possam dominar a ferramenta de maneira aprofundada — e também que consigam acionar o suporte de maneira assertiva e precisa.

Esteja preparado para imprevistos

Por fim, lembre-se que imprevistos acontecem e é preciso estar preparado para essas ocasiões.

Adaptar-se a uma nova tecnologia requer certa curva de aprendizado.

Por isso, contar com um suporte técnico ágil e eficiente é fundamental para o sucesso da implementação e execução do ERP industrial em sua operação.

ERP industrial é com a TOTVS

Neste conteúdo, te apresentamos todas as características de um ERP para indústria. Eficiência, amplitude de recursos e robustez para lidar com uma operação tão complexa como a de uma indústria.

Todos esses são detalhes do TOTVS Manufatura, sistema robusto e flexível para indústria do mercado Brasileiro.

O sistema de gestão para indústrias da TOTVS é projetado para ajudar sua indústria a se consolidar no mercado, crescendo junto com ele.

Uma prova disso é a presença do TOTVS Manufatura no segmento: são mais de 6 mil clientes da indústria aproveitando os diferenciais da solução.

Na prática, o TOTVS Manufatura integra todos os setores da empresa.

Assim, é possível automatizar as linhas de produção (de ponta a ponta), analisar os resultados e a performance produtiva, com uso de ferramentas avançadas, como dashboard inteligentes e personalizados.

Tudo isso contribui para a otimização de processos, o que amplia a eficiência operacional do negócio, aumenta sua competitividade e melhora os resultados.

Convencido? Então confira todas as possibilidades do TOTVS Manufatura!

Nova call to action

Conclusão

Manter uma rotina de gestão eficiente e precisa tornou-se uma exigência para empresas de qualquer segmento e porte.

O mercado já se adapta às mudanças da transformação digital, o que aumenta a necessidade de negócios inovadores.

A TOTVS, como maior empresa de tecnologia do país e 100% brasileira, oferece sistemas para aumentar a eficiência, confiabilidade e satisfação da sua manufatura.

Continue acompanhando nosso blog ou fale com nossos especialistas para saber mais sobre o ERP para indústria.

Comentarios

  1. Bianka

    Olá boa tarde podem entrar em contato pelo WhatsApp

    1. Alan Amorim

      Olá, Bianka.
      Se possível preencha o form no https://www.totvs.com/contato/
      Mas entraremos em contato através do número que nos forneceu, sim 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.