exportacao-de-servicos

Exportação de serviços: Por que contar com a tecnologia?

Equipe TOTVS | GESTÃO DE SERVIÇOS | 20 julho, 2020

A exportação de serviços lida com a oferta de bens imateriais. Ademais, a execução de um serviço pode sofrer distinções, de acordo com o segmento, e, por ser uma exportação, a empresa beneficiária que recebe pelo trabalho deve estar fixada em território brasileiro.

Um dos principais diferenciais em exportar serviços para organizações e pessoas de outros países se apoia nas facilidades proporcionadas pela tecnologia, que ajuda a estabelecer relações e negociações. Se você se interessa por esse tema e quer saber mais, continue com a leitura deste artigo!

Por que fazer a exportação de serviços?

Ao firmar um contrato de exportação de serviços, sua empresa tem muito a ganhar, agregando valor de mercado e fortalecendo sua imagem perante fornecedores, investidores e clientes. Estar presente em mais lugares do mundo também significa mais vendas e lucro.

Contar com clientes internacionais em seu quadro de consumidores se torna uma estratégia bastante valiosa, que é complementada pelo melhor aproveitamento de recursos e um ROI (Retorno sobre Investimento) mais alto.

Vale ressaltar que a balança comercial também tem um peso significativo. A exportação de serviços com companhias que trabalham com dólar e a valorização da moeda estrangeira pode tornar seus serviços mais acessíveis e lucrativos.

Os formatos de exportação de serviços

Os tipos de exportação de serviços podem ser divididos em quatro categorias: transfronteiriço, transferência de consumidores internacionais, estabelecimento de comércio no exterior e transferência temporária de pessoal. Vamos conferir cada um mais detalhadamente a seguir.

Serviço transfronteiriço

Na categoria de serviço transfronteiriço, os serviços são consumidos no exterior sem a necessidade de que o prestador saia do Brasil. Tudo pode ser acompanhado via e-mail e videoconferência. Entre alguns exemplos que se encaixam nessa modalidade, podemos citar:

  • Treinamentos de equipes e consultorias;
  • Projetos comerciais, de engenharia ou arquitetura;
  • Exportação de software e serviços de tecnologia da informação,
  • Serviços de call center.

Transferência de consumidores estrangeiros

Na transferência de consumidores internacionais, o serviço é adquirido dentro do país por cidadãos estrangeiros. O trabalho é fornecido para pessoas que não se encontram em sua terra natal, sendo que essa definição pode mudar de acordo com as regras de cada país. Entre os exemplos desse formato, temos:

  • Serviço de turismo, como agências de viagens;
  • Serviços de saúde, como hospitais e clínicas médicas,
  • Empresas de seguro, normalmente de veículos, de vida, roubos e furtos.

Estabelecimento de comércio no exterior

Na modalidade referente ao estabelecimento de comércio no exterior, a empresa geralmente identifica um nicho de mercado no qual ela identifica um mercado fora do país, em que seus serviços podem atuar, implementando uma sede no local.

Vale lembrar que, nesse formato, uma entidade jurídica é designada a atender às leis do país estrangeiro em que a organização se estabeleceu, para que todas as atividades sejam direcionadas e se adaptem às normas internacionais. Isso inclui os impostos sobre exportação de serviços e outros detalhes. Entre os tipos de negócios que se encaixam nesse exemplo, podemos citar:

  • Bancos e instituições financeiras;
  • Marcas do varejo, em redes de lojas,
  • Escritórios de advocacia.

Transferência temporária de pessoal

Na transferência temporária de pessoal, o prestador de serviços se desloca ao território internacional durante um período específico, em que sua presença seja absolutamente necessária, normalmente em projetos mais minuciosos, treinamentos que exigem demonstrações e adaptações físicas, palestras, entre outros.

New call-to-action

A tecnologia na exportação de serviços

A tecnologia e a automatização têm papel fundamental ao tornar realidade os processos de comércio exterior. Softwares, sistemas e outras soluções inovadoras são fortes aliados ao diminuir burocracias e melhorar a vida profissional de pessoas e entidades.

Buscar agilidade, velocidade e estar alinhado à transformação digital é um passo importante para qualquer organização, e contar com ferramentas nessa rotina é determinante para o crescimento e o sucesso no exterior.

Um dos principais fatores é a implementação da DU-E (Declaração Única de Exportação). Desde 2018, ela é responsável por reunir todas as informações referentes à exportação de produtos e serviços, centralizando tudo em um único documento e substituindo a DE, a DSE e a RE (Declaração de Exportação, Declaração Simplificada de Exportação e Registro de Exportação, respectivamente).

Sistemas de gestão alinhados ao Comércio Exterior são eficientes ao otimizar processos, possibilitando o conhecimento e o registro das obrigações pecuniárias referentes às transações internacionais, com pagamento centralizado de impostos, como taxas públicas, ISS sobre exportação e encargos privados.

Da mesma forma, é essencial contar com um software que faça o levantamento e a análise de dados. É a partir de informações estatísticas que você pode tomar decisões estratégicas, com fundamentação e segurança, sabendo ao certo a possibilidade de expansão internacional dos seus negócios.

TOTVS: sua parceira na exportação de serviços

Explorar novas possibilidades e atuar com sua organização em outros países exige metodologias novas e que estejam adequadas à legislação, estabelecendo uma relação que cumpra as regras da Receita Federal e de todas as outras obrigações fiscais. E, nesse quesito, os softwares de gestão da TOTVS são ideais para você.

Você sabia que até mesmo empresas de pequeno e médio porte podem atuar em terras estrangeiras, ao acessar o regime do Drawback e obter desoneração tributária para os insumos aplicados em seus produtos de exportação? Todas essas vantagens podem estar mais próximas, ao adotar uma tecnologia especializada.

Ao longo deste conteúdo, explicamos o que é exportação de serviços, seus formatos e características, apresentando também a importância de contar com a tecnologia. Se você se interessou pelo tema, conheça agora as funcionalidades do ERP TOTVS Protheus e saiba por que adotá-lo. Não se esqueça de continuar acompanhando nosso blog e assinar a newsletter, para ficar sempre por dentro de todas as novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.