ciclo-financeiro

Entenda por que o ciclo financeiro merece sua atenção

Equipe TOTVS | GESTÃO DE NEGÓCIOS | 13 abril, 2020

A gestão do ciclo financeiro permite obter um registro confiável da situação da empresa e possibilita a tomada de decisões assertivas. É importante ter um controle das entradas e saídas, acompanhando a produção do negócio e suas receitas.

Contar com um conhecimento claro dos indicadores de processos operacionais contribui para melhores projeções de fluxo de caixa e a exigência de capital de giro. Você quer saber o que é ciclo financeiro e por que é importante para sua empresa? Continue a leitura deste artigo e descubra!

O que é ciclo financeiro?

O ciclo financeiro também é comumente chamado de ciclo de caixa. Ele traduz o tempo de pagamento aos fornecedores e o recebimento do valor equivalente às vendas do produto final.

Dessa forma, se o prazo dos fornecedores for estendido, a empresa terá mais capital em caixa e o ciclo financeiro será menor. Com isso, o negócio se expõe menos ao pagamento de juros bancários.

Na gestão financeira, a meta sempre deve ser a redução do ciclo financeiro, o que acarreta em maior retorno sobre investimento (ROI), já que, além do pagamento aos fornecedores, a empresa precisa financiar suas próprias operações com o capital de giro.

Ciclo financeiro e ciclo operacional: qual a diferença?

Fazer o monitoramento do ciclo operacional e financeiro é fundamental para o desenvolvimento do negócio. Entender o funcionamento e o impacto que cada um desses pontos exerce reflete diretamente no bom andamento dos processos.

Para simplificar, o ciclo operacional foca em operações executadas dentro da empresa, ao passo que o ciclo financeiro cuida do tempo despendido a partir do gasto com a produção até o recebimento do valor total das vendas.

Enquanto o ciclo financeiro está mais ligado ao caixa e valores monetários, o ciclo operacional compreende etapas que conectam mais de um setor da organização, passando por aquisição de insumos, produção, estocagem, venda e entrega.

eBook Grátis - Guia Prático Para Uma Gestão Financeira Que Garanta o Lucro da Empresa

Por que diminuir o ciclo financeiro da empresa?

Ao dar início às suas atividades, o negócio precisa de investidores para bancar a compra e produção dos produtos. Os investidores, por sua vez, exigem um prazo para o retorno do capital.

É impossível, no entanto, fazer pagamentos antes de receber a receita das vendas. Por essa razão, o tempo entre um e outro deve ser o mais curto possível, para que a empresa não se enrole na busca por novos investimentos para pagar os anteriores. Isso pode criar uma bola de neve, capaz de trazer muito prejuízo para a organização.

Deve-se ter em mente que, depois da produção, há um período de estocagem. Nessa etapa, é necessário cuidar para que o tempo não seja muito longo, já que as vendas precisam acontecer o quanto antes. Sem contar que estoque abastecido em excesso pode prejudicar produtos perecíveis.

A menos que o prazo para pagamento dos fornecedores seja longo, reduzir preços de mercadorias pode ser uma boa opção. Nesse caso, seria necessário um estudo da margem de lucro para saber se a redução no preço ainda traria saldo positivo para o caixa.

Como gerenciar o ciclo financeiro?

Como você pôde perceber até aqui, procurar recursos alternativos para fazer todos os pagamentos não é uma situação confortável. Para evitar o ciclo financeiro negativo, algumas dicas podem ser levadas em consideração:

  • Reduzir prazo de financiamento dos clientes;
  • Aumentar o prazo de pagamento aos fornecedores;
  • Reduzir prazos de pagamentos dos produtos comercializadas,
  • Reduzir o prazo de estoque.

Trazer essa flexibilidade aos prazos de recebimento e pagamento com sucesso depende da preparação para lidar com entraves em negociações. Da mesma maneira, antes de qualquer decisão, a empresa precisa analisar o mercado e fazer um levantamento sobre o gerenciamento financeiro.

Vale lembrar que não existe um tempo pré-estabelecido para a duração do ciclo financeiro, uma vez que o índice depende do segmento em que a empresa está inserida. Uma regra que vale para todos, porém, é de que posições de negociação fortes costumam ter sucesso na redução do ciclo.

Mas é importante não se apressar nesse processo e iniciá-lo com passos pequenos, fazendo um esboço inicial do projeto. A fórmula do ciclo financeiro é o que pauta uma análise completa feita do caminho que o dinheiro percorre na sua empresa, sendo que o cálculo pode ser montado na equação:

Ciclo Financeiro (CF) = Ciclo Operacional (CO) – Prazo Médio de Pagamento a Fornecedores (PMPF)

Faça a gestão do ciclo financeiro com sucesso!

Ao longo deste conteúdo, explicamos o que é ciclo financeiro e por que ele é importante, além de mostrarmos algumas dicas que podem ajudar a melhorar esse tópico.

Alcançar espaço no mercado e se destacar da concorrência é um desafio, por isso, é ideal contar com a tecnologia para chegar lá, facilitando a vida de gestores, colaboradores e buscando a satisfação dos clientes.

Se você gostou desse conteúdo e quer ter acesso a assuntos semelhantes, confira nosso outro post sobre o tema. Também continue acompanhando nosso blog e não esqueça de assinar a newsletter, para receber novidades diretamente em seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.