gestao-de-empresa-familiar

Gestão de empresa familiar: Como superar os desafios?

Equipe TOTVS | GESTÃO DE NEGÓCIOS | 23 junho, 2020

A gestão de empresa familiar possui desafios diferentes do que as demais, pois existem outros fatores que devem ser levados em conta. Quando os sócios de um negócio compartilham laços de sangue, as preocupações e objetivos podem ser um pouco diferentes.

Para saber como lidar com os conflitos , é importante tomar algumas medidas. Neste artigo, falaremos mais sobre os desafios dessa gestão e como superá-los.

Como se define uma gestão familiar?

Antes de mais nada, é preciso entender o que define uma gestão de empresa familiar. Esse modelo de gestão é caracterizado por um ou mais membros de uma família que fundaram a empresa e a administram. Segundo dados do Sebrae, a empresa de perfil familiar representa mais de 90% dos negócios no Brasil.

Portanto, a gestão familiar é muito comum nas empresas brasileiras. Porém trata-se de um modelo que pode ter alguns desafios nas tomadas de decisão e em outros aspectos administrativos do negócio. Para evitar um cenário complexo de gestão, é preciso ter atenção a alguns pontos.

Nova call to action

Como superar os desafios da administração familiar?

Para que o negócio prospere e haja harmonia em sua administração, é preciso enfrentar alguns desafios com um planejamento estratégico. Veja a seguir algumas dicas para ter uma boa gestão de empresas familiares:

Sócios e gestores

Geralmente, nos primeiros anos da empresa, é comum que os parentes sejam ao mesmo tempo sócios, gestores e colaboradores. Mas é preciso ter cuidado para que a administração familiar não afete o negócio a longo prazo.

Mesmo que exista uma hierarquia e responsabilidades bem definidas, é provável que esses líderes entrem em conflito. Portanto, o ideal é estabelecer uma governança corporativa bastante minuciosa.

É essencial esclarecer bem a diferença entre aqueles que são efetivamente gestores e os que ocupam apenas o papel de sócios e proprietários da empresa. Assim, os diretores e gestores, que podem ou não ser parte da família, prestam contas para os acionistas, mas com autonomia em seu trabalho.

Contratações

Outro dos desafios da gestão em uma empresa familiar é a contratação de profissionais, que precisa ser cuidadosa olhando também para as competências da pessoa para o cargo. Na maior parte dos casos, não é feito um processo seletivo onde o profissional é alocado segundo suas habilidades.

A falta de estratégia na contratação de colaboradores pode afetar o desempenho organizacional da companhia. Portanto, para evitar essa situação, é preciso avaliar o familiar que fará parte da equipe como se ele fosse um candidato comum.

Para isso, é possível utilizar um software de gestão de pessoas em empresas familiares, que auxiliará na contratação de talentos. Além disso, essa tecnologia também poderá ajudar no gerenciamento do capital humano para que o negócio se desenvolva cada vez mais.

Sucessão

A sucessão do comando da empresa geralmente acontece após o fundador “passar o bastão” para a segunda geração. Precisa ser mais cuidadosa quando chega a vez da terceira, que já é mais numerosa e não compartilha laços tão próximos.

O grande ponto de atenção está na intenção dos sucessores em gerir o negócio. No caso de o fundador insistir para que seus filhos assumam a gestão da companhia, mesmo com a falta de interesse deles, isso pode prejudicar o negócio.

O mais recomendado é criar um plano de sucessão para os interessados, preparando-os para a tarefa desde cedo. Um conselho também pode ser criado junto com outros sócios para auxiliar o sucessor nas tomadas de decisões estratégicas.

Capacitação de herdeiros

Como sugerido no tópico anterior, é preciso que haja uma preparação para que os herdeiros possam assumir a gestão da empresa. Habilidade gerencial é algo que se aprende estudando administração e, por mais que o talento natural tenha o seu valor, o fator genético não é o mais importante aqui.

Para chegar à liderança, é importante que o herdeiro demonstre a sua capacidade técnica em todos os níveis operacionais e construa sua carreira na empresa. Assim, as chances de que ele desempenhe um papel promissor como líder serão muito maiores.

Uso de um sistema de gestão

O sistema de gestão empresarial, também conhecido como ERP (Enterprise Resource Planning), pode facilitar muito a gestão de empresa familiar. Com essa tecnologia, muitos processos são automatizados, além de haver uma centralização de informações.

Trata-se de uma solução flexível, que se adequa às necessidades do negócio e otimiza o trabalho de uma forma geral. Portanto, investir em um software como esse pode facilitar a gestão, minimizando os desafios de uma gestão familiar.

Entenda mais sobre as funcionalidades do sistema de gestão empresarial e descubra todos os benefícios que essa tecnologia pode proporcionar para o crescimento do seu negócio.

Nova call to action

Comentarios

  1. fatima catunda

    Gostei

    1. Alan Amorim - Relacionamento TOTVS

      Olá Fatima, tudo bem?
      Que bom que gostou! Continue acompanhando nosso blog para receber as principais notícias sobre negócios. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.