Entenda como funciona e o panorama da agroindústria

Equipe TOTVS | 06 maio, 2024

Você sabe o que é agroindústria? Podemos defini-la como um apanhado de atividades que têm como objetivo transformar matérias-primas advindas da agricultura, silvicultura e pecuária. 

O tamanho dessa transformação depende do objetivo de cada empresa. 

Para cada matéria-prima remodelada, ela se trata de uma etapa da cadeia produtiva, que vai desde o fornecimento de insumos até a chegada de produtos ao consumidor final.

Se você quer conhecer mais sobre a agroindústria, continue a leitura do artigo que preparamos!

O que é agroindústria?

A agroindústria pode ser denominada como uma fase onde produtos primários são transformados em subprodutos, que são voltados em sua grande maioria à produção de alimentos ao consumidor final. 

Isso se aplica a carnes, cereais e enlatados, laticínios, roupas, combustíveis e energias, etc.

Em relação a outros setores da indústria, seu diferencial se dá por três características essenciais das matérias-primas tratadas em seus processos: sazonalidade, perecibilidade e heterogeneidade.

Eixos: categoria alimentar e não-alimentar

A agroindústria pode se dividir em dois eixos: alimentar e não-alimentar.  O eixo alimentar se resume a um processo onde a matéria-prima é obtida, manuseada, armazenada, processada, comercializada e distribuída para a alimentação das pessoas.

A categoria chamada de não-alimentar diz respeito à transformação ou à reutilização de produtos em áreas que não servem para o consumo alimentício da população, mas, sim, para outras funções, como roupas, couro, sapatos e produção de energia — como o biodiesel e o etanol.

É interessante observar que ela pode reunir mais de um segmento em diferentes processos. E isso é notado em setores rurais e industriais.

A lavoura, na produção de cana-de-açúcar, por exemplo, e o frigorífico responsável por carne fazem parte do mesmo aglomerado.

Como funciona a produção agroindustrial?

Como toda empresa industrial, o setor de agro precisa de um local de instalação e demanda alguns pontos de atenção básicos, que devem ser seguidos e incorporados em sua rotina, para que seu sucesso seja atingido. São eles:

  • Definição do tipo de tecnologia a ser usada;
  • Determinação dos equipamentos que serão adquiridos, bem como a compra de máquinas e outros acessórios;
  • Escolha da sede onde operações serão realizadas;
  • Planejamento e distribuição de equipamentos pelo espaço;
  • Definição de procedimentos adotados e métodos técnicos aplicados na produção;
  • Determinação de regras e políticas internas;
  • Contratação de colaboradores;
  • Garantia de recebimento ou produção de matéria-prima,
  • Abastecimento de insumos secundários.

Também é importante ressaltar a importância dos processos de manutenção para que ela funcione perfeitamente. 

Equipamentos, implementos agrícolas e instalações em geral demandam bastante atenção, uma vez que paralisações devido a falhas podem custar muito dinheiro.

Qual é a importância da agroindústria?

A importância dessa indústria vai além da produção agrícola.

Na verdade, ela engloba a transformação, a conservação e o empacotamento de produtos agrícolas, fornecendo alimentos, matérias-primas e empregos para milhões de pessoas. 

Aqui vão alguns pontos que destacam a importância dela:

  1. Contribuição para o PIB: em muitos países, ela é um dos principais contribuintes para o Produto Interno Bruto (PIB). O Brasil é um bom exemplo disso. Segundo a Embrapa, ela tem participação de aproximadamente 5,9% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, no beneficiamento, na transformação dos produtos e no processamento de matérias-primas provenientes da agropecuária, promovendo dessa forma maior integração do meio rural com a economia de mercado;
  2. Emprego: a agroindústria é um grande empregador. No Brasil, o agronegócio, especificamente,  emprega cerca de 19 milhões de pessoas no Brasil, correspondente a quase 10% da população brasileira, estima um estudo do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Globalmente, estima-se que a agricultura e as indústrias relacionadas empregam cerca de 1 bilhão de pessoas, conforme dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o que demonstra sua importância na sustentação de meios de subsistência;
  3. Exportações: para muitos países, ela é também uma fonte vital de receitas de exportação. O País é o maior exportador mundial de soja, e seus produtos agrícolas, como café, açúcar e carne bovina, são importantes para o equilíbrio comercial do país. Em 2020, as exportações do agronegócio brasileiro ultrapassaram 100 bilhões de dólares, evidenciando a importância do setor para a economia nacional;
  4. Desenvolvimento tecnológico e inovação: ela também é um campo fértil para inovações tecnológicas, incluindo biotecnologia, robótica, e técnicas de cultivo sustentável. Essas inovações não só aumentam a produtividade e a eficiência como também ajudam a mitigar os impactos ambientais da agricultura, promovendo práticas mais sustentáveis.

Quais são os tipos de agroindústria?

Quando pensamos no setor agro, é comum visualizarmos grandes campos com plantações e máquinas fazendo colheitas de grãos e outros produtos rurais. 

Os tipos de agroindústria e suas frentes de atuação, porém, vão muito além disso, e estão presentes em processos que, aparentemente, são isolados, mas estão ligados ao processo agro, como:

  • Itens frigoríficos, ou seja, carne vinda de aves e peixes, ou a mais tradicional carne bovina;
  • Leite e derivados, como diversos tipos de queijos e iogurtes;
  • Indústria têxtil, com roupas feitas a partir de lã, couro e algodão, por exemplo;
  • A própria indústria de máquinas e equipamentos para a agricultura;
  • Ração animal, voltada tanto para os animais presentes no ambiente rural quanto para os animais de estimação.

Todos esses segmentos ainda podem ser somados ao setor de bioenergia e de beneficiamento. Dessa maneira, é possível observar que a agroindústria está presente na vida das pessoas a todo momento, e é responsável por grande parte dos produtos usados no dia a dia da população.

Um panorama sobre a agroindústria no Brasil

A participação da agroindústria no PIB — 5,9%, como falamos — é primordialmente derivada do beneficiamento e transformação de matérias-primas agrícolas, conectando a produção rural ao mercado econômico mais amplo.

Mais recente, o ano de 2023 foi marcado por uma série de flutuações significativas. 

Iniciou com uma colheita excepcional que estabeleceu novos recordes de produção, desempenhando um papel crucial em manter a economia brasileira em curso positivo e contribuindo para um crescimento do PIB nacional.

De fato, o Produto Interno Bruto do agronegócio apresentou um impressionante crescimento de 18,1% ao longo de 2023. 

No entanto, apesar desses avanços, os produtores rurais do Brasil enfrentaram numerosos desafios. 

A queda nos preços dos produtos agrícolas para níveis similares aos de antes da pandemia, o aumento nos custos dos insumos, e diversos problemas logísticos, incluindo dificuldades de estocagem, marcaram o ano. 

Junto a isso, condições de seca em várias regiões exacerbaram ainda mais a situação, desafiando a resiliência dos agricultores brasileiros em diversos aspectos.

E o cenário é esse em 2024: em fevereiro a produção agroindustrial registrou um crescimento significativo de 5,7% em comparação com o mesmo mês de 2023. 

Esse resultado representa a maior expansão para o mês desde 2008 e é a sétima alta consecutiva nessa base de comparação.

 Vale destacar que esse expressivo crescimento foi generalizado entre os principais segmentos dela. 

Expectativas para a agroindústria brasileira

A agroindústria desempenha um papel crucial na economia e na integração do meio rural com o mercado. 

Mas o que podemos esperar?

O setor brasileiro deve enfrentar desafios e oportunidades nos próximos anos, mas as perspectivas positivas apontam para um crescimento sustentável e uma contribuição significativa para a economia.

Com a população mundial projetada para alcançar quase 10 bilhões até 2050, aumentar a eficiência e a produtividade é crucial para garantir que alimentos suficientes sejam produzidos para atender à crescente demanda.

E a inovação tecnológica no setor agrícola tem permitido aumentos significativos na produção de alimentos.

A tecnologia aplicada ao setor agroindustrial

A tecnologia aplicada ao setor agroindustrial, frequentemente referida como AgTech ou agricultura de precisão, tem revolucionado a maneira como os alimentos são cultivados, processados e distribuídos. 

Por exemplo, softwares especializados são utilizados para integrar e gerenciar todos os dados coletados através de diferentes tecnologias.

 Essas plataformas ajudam na tomada de decisões informadas, no rastreamento de desempenho ao longo do tempo e, ainda, na otimização contínua das operações agrícolas.

A incorporação dessas tecnologias no setor não só transforma a produção agrícola, como também ajuda a enfrentar alguns dos maiores desafios globais, como segurança alimentar, mudanças climáticas e sustentabilidade ambiental.

Sistemas TOTVS para o agronegócio

A TOTVS é uma empresa que acredita no Brasil, que faz e que reconhece o poder da agroindústria. 

Pensando em inovação, apresentamos os sistemas TOTVS para o agronegócio. Entre eles, está o nosso módulo que atende ao setor de bioenergia. 

Desde a produção da matéria-prima até a sua transformação industrial, ele permite que você conheça os custos da operação com precisão aumentando a rentabilidade. 

Além das necessidades relacionadas ao cultivo em si,  nosso sistema agrícola para bioenergia atende às rotinas de negócios voltadas para logística de transporte da matéria prima, manutenção automotiva, manutenção industrial e gestão do processo de produção.

Conheça os sistemas TOTVS para o agronegócio!

Conclusão

A agroindústria representa todas as atividades econômicas relacionadas à produção, processamento e distribuição de produtos agrícolas. 

Ela engloba todos os processos envolvidos na transformação de matérias-primas provenientes da agricultura, pecuária, aquicultura e outras práticas agrárias em produtos finais prontos para o consumo ou para uso industrial. 

Sua participação  no PIB, com boa expressividade, vem do beneficiamento e transformação de matérias-primas agrícolas, o que conecta o rural com um mercado econômico mais amplo.

Por isso, ela é também uma parte vital da economia que liga a agricultura tradicional ao setor industrial por meio de uma integração que aumenta o valor dos produtos agrícolas.

Gostou do nosso post? 

Continue acompanhando o blog da TOTVS e não se esqueça de assinar a newsletter, para receber artigos diretamente em seu e-mail!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Comentários deste post

  1. Anderson Candido Moraes diz:

    Muito bom.

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.