Analista logístico: o que faz, áreas de atuação e salário

Equipe TOTVS | 20 julho, 2022

O analista logístico é um profissional fundamental para as empresas que precisam lidar com estoques ou com a movimentação de cargas.

Quer entender mais sobre essa profissão, saber qual a sua importância, a formação exigida, os salários e as áreas de atuação?

Então leia o artigo a seguir e esclareça as suas dúvidas!

O que faz um analista logístico?

O analista logístico é responsável por avaliar a compra de materiais, produtos e máquinas dentro de uma empresa.

Além disso, esse profissional também desenvolve estratégias para realizar uma boa armazenagem e distribuição de mercadorias.

O dia a dia inclui tarefas como, por exemplo, realizar negociações com fornecedores e atuar auxiliando o controle de estoque e materiais.

Do mesmo modo, o analista também precisa acompanhar os indicadores de desempenho operacional e de transporte para elaborar planilhas de controle de objetos.

A profissão também é conhecida por outros nomes, como analista de almoxarifado, analista de compras, analista de expedição e analista de operações logísticas.

Em quais áreas o analista logístico pode atuar?

O analista logístico pode se relacionar com diversas áreas da empresa, ou seja, desde a armazenagem e logística até a distribuição dos produtos.

Em outras palavras, ele pode trabalhar tanto organizando os estoques quanto programando as entregas com a equipe de roteirização da sua empresa, certificando-se de que as mercadorias certas vão para os veículos corretos.

Veja a seguir as principais áreas de atuação do analista de logística!

Armazenagem e estoque

O analista logístico pode atuar no estoque e armazenagem para garantir que o abastecimento de toda a cadeia logística se mantenha estável e que os níveis dos estoques estejam devidamente alinhados com as demandas do mercado. 

Em suma, o seu papel é evitar que a falta de gestão do estoque reflita em custos extras para a empresa ou que resultem no não atendimento de clientes.

Trata-se de se certificar de que os produtos são estocados e armazenados da maneira correta, garantindo níveis máximos de qualidade e segurança.

Nesse sentido, o analista logístico acaba exercendo um papel fundamental, determinando e controlando os níveis de estoque, garantindo a armazenagem correta das mercadorias e do material utilizado no dia a dia da operação.

Embalagens

Depois de fabricar os produtos, é preciso protegê-los de eventuais danos ou exposição ao meio ambiente.

Dessa forma, como cada produto tem uma característica específica, cabe ao analista logístico garantir que eles sejam embalados corretamente.

Fica a seu cargo toda a gestão dos processos de conservação e operação de proteção.

Transporte e distribuição

Trata-se da área que engloba dois terços dos custos logísticos, portanto, uma área essencial tanto para assegurar a distribuição e comercialização dos produtos quanto para o controle de despesas da empresa.

Nessa área, o analista de logística atua realizando atividades de transporte e distribuição com a máxima eficiência utilizando somente os recursos necessários.

Ele também deve fazer a gestão das frotas, desde os planos de manutenção, contratação de profissionais, estabelecimento de rotas e acompanhamento do desempenho até o relacionamento com os principais fornecedores da área.

Softwares como o TOTVS Planejamento de Rotas podem ajudar o analista logístico que trabalha na área de transporte e distribuição a criar rotas inteligentes, que gastam menos combustível e acompanhar a operação em tempo real.

Nova call to action

Gestão da cadeia de suprimentos

Por fim, o analista logístico também pode atuar na gestão da cadeia de suprimentos da empresa, certificando-se de que todo o planejamento estratégico da empresa esteja sendo cumprido operacionalmente.

Esse profissional deve garantir que as informações fiquem disponíveis para os gestores da empresa, disponibilizando informações adequadas e relevantes que podem ser o fator-chave para conquistar uma vantagem competitiva.

O mercado de trabalho desse profissional

Mesmo com todos os desafios e transformações dos últimos anos, o mercado de trabalho da logística segue firme e forte, afinal, é parte essencial de qualquer cadeia produtiva.

Por isso, investir na profissionalização para adentrar esse mercado de trabalho é uma boa escolha para quem está procurando estabilidade e oportunidades de crescimento.

As carreiras dentro do setor são bem estabelecidas, com uma lógica hierárquica fundamentada e capaz de revolucionar os processos das empresas.

No fim das contas, o que vai definir o sucesso de um profissional dessa área é a sua capacidade de se adaptar a mudanças e criar soluções criativas para os problemas da empresa.

Qual é o perfil de um analista de logística?

Um bom analista de logística precisa ter alguns traços de personalidade específicos para desempenhar a função da maneira mais eficiente possível.

Confira a seguir como é o perfil ideal de um analista logístico!

Ser detalhista

Independente da área da empresa em que o analista de logística atuará, para executar bem sua função, é preciso ser detalhista.

Isso porque, como diria o ditado, “tanto Deus quanto o diabo estão nos detalhes”, então é preciso estar sempre muito atento a todas as informações e processos da empresa.

Enquanto os menores erros podem comprometer a eficiência da operação, a análise minuciosa dos detalhes pode gerar insights que melhoram a produtividade.

Ter visão global dos processos

Outro aspecto muito importante do perfil de um analista logístico é a capacidade de ter uma visão global dos processos, sabendo avaliar os pontos positivos e negativos da operação em relação com os concorrentes.

Isso é fundamental para que este profissional tenha a capacidade de elaborar estratégias que fazem a diferença, otimizando processos da empresa.

Fazer análises e interpretar dados

Como o próprio nome diz, uma das principais capacidades necessárias para a prática de analista logístico é a capacidade de analisar, ou seja, interpretar os dados coletados.

Seja qual for a área de atuação, coletar dados e saber como interpretá-los é fundamental para economizar dinheiro com a operação e melhorar a sua eficiência.

Atualizar-se sobre o mercado

Também é fundamental que o analista logístico esteja sempre se atualizando sobre o mercado em que atua.

Saber quais são as principais tecnologias e tendências é imprescindível para estar em constante evolução e sempre otimizando o serviço.

Ser criativo

Logística é, dentre outras coisas, uma área de atendimento ao cliente. Isso significa que oferecer somente o básico não é o suficiente.

No contexto do atendimento ao cliente, o profissional de logística deve pensar de maneira diferente, sempre oferecendo opções e soluções que vão surpreender de forma positiva os clientes.

Ou seja, o analista logístico deve agregar valor para a empresa por meio de soluções criativas para a redução de custos, aumento de produtividade e maior qualidade e segurança para os produtos.

Ter boas habilidades de comunicação

O setor logístico envolve muitas pessoas ao mesmo tempo, então é fundamental ter boas habilidades de comunicação para evitar atritos e solucionar problemas.

É preciso saber conversar com cada setor da empresa, para que as tarefas possam ser exercidas da melhor maneira possível, sempre com respeito a todos os envolvidos.

Adaptar-se facilmente a mudanças

Quem é da área sabe que a rotina de logística muda a todo momento.

É muito comum que novas prioridades e solicitações surjam durante a jornada de trabalho, então é fundamental ser flexível e compreender novas informações para alcançar os resultados.

Saber lidar com as mudanças e propor soluções criativas é um traço fundamental de um bom profissional de logística.

O que precisa para ser analista logístico?

Para ser um analista logístico, é preciso ter um curso técnico, tecnólogo ou ensino superior nas áreas de administração ou matérias correlatas.

Também é possível começar a atuar na área mesmo não tendo um diploma em administração. Uma boa forma de fazer isso é buscando por pós-graduações, MBAs, mestrado ou doutorado.

Analista logístico: conheça os melhores cursos

Se você deseja entrar na área de logísticas, deve buscar pelos seguintes cursos:

  • Técnico em logística – o curso técnico capacita o aluno para atuar em operações logísticas, ou seja, colaborar no planejamento e execução das tarefas das empresas e indústrias. Neste curso, o estudante aprende procedimentos de transporte, armazenamento e distribuição nas cadeias de bens e serviços;
  • Tecnólogo em logística – o tecnólogo, por sua vez, explora conteúdos relacionados a gestão de negócios, que são disciplinas importantes para a gestão de pessoal, coordenação de departamentos e empresas;
  • Faculdade de administração – o curso superior de administração ensina o estudante sobre finanças, estatística, economia, matemática e psicologia. Trata-se de um curso que exige bastante leitura, estudos de caso e participação em atividades complementares. O curso de administração forma profissionais qualificados para várias áreas, como marketing, logística, produção, serviços, recursos humanos e finanças;
  • Faculdade de engenharia de produção – já a faculdade de engenharia de produção forma profissionais responsáveis por garantir a maior eficiência possível nos processos produtivos. Ou seja, profissionais capazes de aliar conhecimentos técnicos com conhecimentos sobre gestão de pessoal, administração, finanças e economia;
  • Especializações (MBA, pós-graduação, mestrado e doutorado –  por fim, quem já tem um diploma de ensino superior e quer continuar desenvolvendo a atividade academicamente ou simplesmente incorporar o currículo pode fazer especializações na área.

Qual o salário de um analista de logística?

Os analistas logísticos recebem, em média, R$3.029,00 no Brasil. Mas, dependendo do cargo e da função desempenhada, os valores podem chegar a mais de R$6.000,00.

Vagas para analista de logística

É possível encontrar vagas para analista de logística em diversos sites, como o LinkedIn, por exemplo.

Basta mandar seu currículo para as empresas e esperar para ser chamado para uma entrevista.

A importância de contar com soluções tecnológicas no setor logístico

A tecnologia do setor de logística aumentou muito nos últimos anos, e é fundamental que as lideranças das empresas adotem as soluções mais inovadoras e adequadas para a realidade material do negócio.

Por meio de softwares de gestão, por exemplo, é possível fazer o acompanhamento de estoques de maneira muito mais eficiente ao automatizar processos e centralizar a operação em um único sistema.

As soluções tecnológicas são capazes de facilitar também a integração entre diferentes setores da sua empresa, aumentando a eficiência de toda a operação e permitindo que todos os colaboradores tenham uma visão mais global do processo.

No setor de transportes, por fim, é possível reduzir os custos com combustível e manutenção de veículos e ter controle em tempo real das suas frotas por meio do rastreamento veicular.

Conheça a solução TOTVS Planejamento de Rotas

O TOTVS Planejamento de Rotas é um software completo voltado para auxiliar na gestão de frotas dentro da sua empresa.

Você terá acesso a diversas ferramentas essenciais para a gestão de frotas e um software poderoso para a criação de rotas otimizadas.

É possível criar rotas que gastem menos gasolina ou que evitem gastos com pedágios, além de concentrar a operação em regiões da cidade para economizar tempo e gasolina.

Além disso, você vai poder automatizar diversas tarefas e gerar dados e indicadores importantes para a gestão de veículos.

Conheça o TOTVS Planejamento de Rotas! Faça seu teste grátis agora!

Conclusão

Como vimos, o analista logístico é um profissional fundamental para o desenvolvimento da empresa, pois ele é o responsável por se certificar de que todos os processos estão sendo executados corretamente e que fazem sentido para a empresa.

Por meio da coleta e análise de dados do dia a dia da operação, o analista de logística pode criar soluções inteligentes para resolver problemas comuns no armazenamento de mercadorias e no transporte de cargas.

Uma das ferramentas mais úteis para auxiliar o analista logístico nos processos de gestão de frotas é o TOTVS Planejamento de Rotas.

O TOTVS Planejamento de Rotas é um software voltado para a gestão de veículos e criação de rotas otimizadas e capazes de te ajudar a economizar tempo e gastos com pedágio e combustível.

Por isso, conheça mais sobre o TOTVS Planejamento de Rotas e saiba como essa plataforma pode ajudar a sua empresa a conseguir fazer mais entregas em menos tempo, aumentando a satisfação de seus clientes e economizando no curto e longo prazo.

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.