Logística de distribuição: o que é e as principais etapas

Equipe TOTVS | 09 fevereiro, 2023 - Atualizado em 03 maio, 2023

A logística de distribuição é uma parte vital do processo da cadeia de fornecimento para empresas grandes e pequenas. Assegura que a entrega de produtos ou serviços seja a mais eficiente possível, permitindo que as empresas economizem dinheiro e prestem um melhor atendimento ao cliente.

A logística distributiva envolve várias etapas em todo o processo, desde a aquisição de matérias-primas até a entrega final do produto acabado.

Neste artigo, vamos discutir o que é exatamente a logística de distribuição e destacar alguns de seus principais componentes. Boa leitura!

O que é logística de distribuição?

A logística de distribuição pode ser compreendida como o fluxo de tarefas que viabiliza a entrega de mercadorias aos respectivos clientes dentro do prazo estabelecido.

Na logística de distribuição nem sempre o cliente é o consumidor final, mas pode assumir a figura dos intermediários, como o distribuidor, o atacadista ou o varejista.

Atualmente, no mercado, esse tipo de logística é uma das atividades que deve receber mais atenção e investimento por parte dos gestores, pois ela tem um impacto direto na rentabilidade dos negócios e no cumprimento dos prazos.

Nova call to action

Por que a logística de distribuição é importante?

A logística de distribuição tem um impacto direto no desempenho e desenvolvimento financeiro das empresas, mesmo que os gestores não percebam isso.

Ainda que fique oculta durante a operação, se ela for mal feita, pode encarecer muito os produtos, tornando-os menos atraentes, diminuindo o número de vendas.

Já se for feita da maneira correta, pode ter o efeito oposto, ou seja, tornar a mercadoria mais barata e mais competitiva e interessante para os consumidores.

Confira a seguir as principais vantagens da logística de distribuição:

Reduz custos

Os custos de logística são, normalmente, um dos maiores para as empresas, especialmente porque são um custo indireto sobre o faturamento do negócio. Por isso, é muito normal que as empresas repassem esses custos (ou parte deles) para o consumidor final.

Apesar de ser necessário, muitas vezes isso pode ter um efeito negativo, pois o preço dos produtos é um dos principais fatores envolvidos na decisão de compra.

Ao estabelecer um sistema de logística e distribuição eficiente, é possível diminuir esses custos indiretos, que não precisarão mais ser repassados para o consumidor final.

Quando isso acontece, a sua empresa vende mais e consegue atingir mais pessoas.

Aumenta a produtividade

Quando uma empresa é capaz de diminuir os seus custos com logística, ela entra em um dilema positivo, ou seja, em que qualquer resposta gera um aumento de produtividade.

Isto é, de um lado, a empresa pode continuar cobrando o valor normal pelos produtos e ficar com uma margem de lucro ainda maior.

Na prática, isso resulta em mais dinheiro para investir nas operações de modo a torná-las mais eficientes.

Por outro lado, a empresa pode repassar essa economia de custos para os consumidores, o que torna seus produtos mais atraentes, aumentando a participação no mercado.

Garante maior eficiência nas entregas

A logística de distribuição é uma das principais responsáveis por garantir a rapidez e a qualidade das entregas de uma mercadoria para os clientes, sejam eles consumidores finais ou outras empresas que irão revender o produto.

Uma boa logística distributiva, que se utiliza de softwares modernos e todas as tecnologias de última geração, é capaz de fazer entregas mais ágeis para os clientes.

Na prática, o produto chega mais rápido nas mãos do cliente, o que faz toda a diferença na hora de fechar um negócio.

É claro que, em muitos casos, pode ser impossível cumprir certos prazos, mas uma boa logística é capaz de entregar o produto mais rápido possível, o que é uma vantagem relevante em relação aos concorrentes.

Melhora a experiência do cliente

Por fim, a logística de distribuição eficiente, que é capaz de entregar os produtos de maneira ágil e com custos reduzidos, proporciona uma experiência mais positiva para todos os clientes.

Isto é, como os produtos vão chegar mais rapidamente e com um preço menor, os graus de satisfação serão muito maiores para a sua empresa.

Por isso, é seguro afirmar que uma boa logística distributiva melhora a experiência do cliente, que se traduz, posteriormente, em maiores graus de fidelização.

Quais são as principais etapas da logística de distribuição?

A logística de distribuição é composta por cinco etapas fundamentais para a eficiência das entregas: gestão dos transportes, conferência de cargas, administração de fretes, análise de indicadores de desempenho e roteirização

Confira mais sobre a importância de cada uma para os resultados da empresa:

Gestão de transportes

Nessa etapa da logística de distribuição, o setor precisa avaliar todos os custos e decidir qual o modal mais adequado para o modelo de negócio.

Também entra nessa etapa a decisão de investir em uma frota própria ou terceirizar o serviço com alguma transportadora.

É bastante comum que as empresas escolham por transportadoras, mas, nesse caso, é necessário ter bastante cuidado na negociação e escolher uma empresa com credibilidade e qualidade de entrega.

Com essas decisões, é possível avançar para o controle de frete e outras tarifas considerando o fluxo de vendas, regiões de entrega e outros fatores.

Controle de fretes

Nessa etapa, deve-se verificar a eficiência da gestão de frota. Além de fazer o cálculo dos valores de frete praticados, a empresa deve considerar o dimensionamento da carga conforme o veículo e entender se o modal definido está correspondendo ao que a empresa precisa.

O controle de fretes também inclui a cotação de tabelas de preço e orçamento pelos serviços. Considerando essa e outras etapas, é possível entender o quanto o setor logístico precisa estar integrado com o setor financeiro.

Conferência de cargas

A conferência de cargas é a última etapa que acontece no centro de distribuição. Nesse momento, o gestor deve conferir a quantidade de itens, embalagens, códigos de barra e documentos importantes para o despacho.

É fundamental ter bastante atenção na conferência, para evitar erros de devolução e até mesmo desistência do pedido.

Análise de indicadores de desempenho

Outra etapa muito importante da logística distributiva é o monitoramento e a análise dos indicadores de desempenho da empresa.

Esses indicadores são dados que servem para medir o nível de produtividade da empresa e podem ser utilizados para identificar e corrigir gargalos e problemas na empresa.

Ou seja, trata-se de uma das etapas mais importantes da logística distributiva, pois ajuda a prevenir erros e minimizar os prejuízos da operação.

Alguns dados bastante comuns são o tempo de trânsito, índice de devoluções, exatidão das notas de transporte e pontualidade das entregas, por exemplo.

Ao analisar todos esses dados, os gestores podem oferecer um suporte mais eficiente e terão mais informações importantes para a tomada de decisão, permitindo contornar falhas antes que elas cresçam em proporção causando danos mais sérios.

Roteirização

A roteirização é uma das etapas mais importantes na cadeia de distribuição logística, pois consiste no planejamento de rotas.

É a partir dessa gestão que as empresas conseguem equilibrar os custos, gerando economia de combustível, pedágios e melhor controle de fretes.

Além do impacto financeiro, a roteirização também traz mais qualidade, segurança e agilidade nas entregas. Isso porque a gestão de rotas leva em conta vários fatores além da distância, como também a qualidade do trajeto que trará maior durabilidade para o modal.

Para fazer essa roteirização de entregas, o ideal é contar com soluções tecnológicas que traçam rotas ponto a ponto de forma otimizada.

Exemplos de logística de distribuição

Veja agora alguns exemplos de logística de distribuição:

Logística de distribuição da Coca-Cola

A Coca-Cola utiliza o Protocolo de Linha de Base em parceria com empresas de DLT (“Distributed Ledger Technology”, ou “tecnologia de registro distribuído”, em português) para aumentar a transparência das suas operações e reduzir o atrito nas transações da cadeia de suprimentos entre organizações.

A ideia era criar um ambiente de transações otimizadas entre fornecedores e engarrafadores por meio de um “porto de engarrafamento da Coca-Cola”.

As DLTs são uma tecnologia que ajuda a aumentar significativamente a eficiência dos processos de negócios e dão suporte a diversos setores na sua transformação digital, pois modificam completamente a maneira com que os dados são armazenados, gerenciados e compartilhados.

Com isso, as 12 maiores engarrafadoras de Coca-Cola nos EUA já começaram a utilizar a tecnologia na sua cadeia de suprimentos desde 2019, o que levou a empresa a expandir o uso de DLTs além da sua rede interna para fornecedores externos, como fornecedores de matéria prima que distribuem latas e garrafas.

Logística de distribuição da Natura

A Natura é a maior empresa brasileira de cosméticos e distribui seus produtos com sucesso em todo território nacional, bem como na América Latina, por meio de etapas de produção e distribuição padronizadas, alinhadas e apoiadas nas melhores práticas do mercado.

Ela aposta em tecnologia para aprimorar as suas entregas tanto para varejistas, quanto para clientes finais em vendas diretas feitas pela sua loja virtual.

Nos seus centros de distribuição, o que mais chama a atenção é o conceito de armazém vertical, um sistema de gestão de estoques que ajuda a conservar os produtos de acordo com a sua data de validade, frequência de vendas e disponibilidade.

Ele é totalmente automático e integrado ao software que administra os demais setores da empresa, sendo um verdadeiro modelo de inovação na gestão de estoques.

No entanto, o que realmente estabeleceu a Natura como um grande exemplo de logística é a sua responsabilidade social e ambiental – algo que passou a fazer parte até mesmo da sua identidade visual.

Dessa forma, a empresa é uma das pioneiras no Brasil a investir em embalagens únicas, feitas com material reciclado e com o modelo refil, que contribui para reduzir a produção de lixo excessiva.

Logística de distribuição da Unilever

Outro grande exemplo do uso da tecnologia para manter a logística distributiva em alta performance é a Unilever, uma gigante multinacional do setor de higiene pessoal, limpeza e alimentação presente em diversas redes de varejo no Brasil e no mundo.

A grande inovação da Unilever foi a criação de centros de excelência para alimentar os seus canais de vendas de maneira eficaz. Nesses centros, todos os processos de distribuição, transporte e armazenagem de produtos são coordenados de maneira simultânea.

O grande diferencial foi identificar que cada região do mundo possui particularidades e exigências distintas, ou seja, cada centro de distribuição precisa operar de maneira adaptada à realidade local para oferecer um serviço mais efetivo para o consumidor final.

Logística de distribuição da Netshoes

A Netshoes, empresa do ramo de artigos esportivos, também é um exemplo famoso de sucesso na logística distributiva. Um dos pontos de destaque é sua otimização das despesas com frete e o valor agregado à entrega.

Para receber o produto no mesmo dia da compra, na categoria de entrega expressa, é como se o cliente estivesse pagando pelo mesmo custo de ir até a loja e, possivelmente, pagar pelo estacionamento.

Nesse ponto, para atender essa demanda de entregas rápidas, a empresa precisou ampliar a estrutura de entrega, priorizando locais de fácil acesso por rodovias. 

Logística de distribuição da Amazon

Por fim, nosso último exemplo de logística distributiva de sucesso não poderia ser outro senão um dos e-commerces mais bem-sucedidos do mundo: a Amazon.

Fundada por Jeff Bezos em 1994 nos Estados Unidos, a Amazon oferece uma imensa gama de produtos no seu site, que coleciona milhões de acessos diariamente.

Para dar conta da enorme quantidade de produtos e clientes, a empresa começou a investir alto no setor de logística, inovando e transformando o mercado no mundo.

A Amazon foi pioneira em diversas modalidades de remessas, como entregas expressas no mesmo dia, a adoção de métodos alternativos como drones, bicicletas e táxis e a criação de uma frota própria.

Com o foco na redução dos prazos de entrega e no uso da análise de dados para compreender e antecipar demandas, a Amazon se tornou uma gigante no mercado logístico mundial e segue criando tendências para o mercado a cada ano que segue.

Como otimizar esse processo em sua empresa?

Para otimizar as etapas de distribuição na sua empresa, é essencial começar analisando o cenário logístico atual a partir das métricas de desempenho e identificar o potencial de melhoria. 

A partir disso, as empresas podem buscar otimizar a gestão com o uso de alternativas de automação, como softwares de roteirização, tecnologias impulsionadas por Inteligência Artificial e outras ferramentas para gestão de pessoas e do transporte. 

Fora o investimento em tecnologia, é importante se dedicar ao desenvolvimento dos funcionários e, se for necessário, avaliar a contratação de prestadores de serviços para ajudar a reduzir os custos da cadeia de suprimentos e os prazos de entrega. 

A comunicação com transportadoras, fornecedores e clientes também é importante na redução de erros e problemas de logística.

Ou seja, escolher a tecnologia e os parceiros certos, combinados com comunicação consistente e monitoramento de métricas são fatores chave para otimizar o processo de entrega do seu negócio.

Otimize suas operações com o TOTVS Roteirização e Entregas

Para que uma operação logística seja bem sucedida, é preciso contar com um bom planejamento de rotas como base para todas as etapas.

Esse planejamento vai ajudar a identificar os melhores meios de transporte para cada rota.

Neste contexto, a tecnologia entra como uma grande aliada. 

E, quando o assunto é transporte rodoviário, você pode contar com o TOTVS Roteirização e Entregas!

Trata-se de um sistema que ajuda o seu negócio a encontrar o trajeto mais vantajoso para cada entrega.

A ferramenta faz uma análise completa dos pontos de entrega, da distância entre os pontos e das restrições logísticas com base nos dados de cada pedido.

Dessa forma, você consegue otimizar os processos e reduzir os custos da operação em até 30%. 

Tudo isso com possibilidade de integração com ERPs para simplificar ainda mais a gestão logística do seu negócio.

Use a tecnologia do TOTVS Roteirização e Entregas para aumentar a eficiência das suas entregas!

Conclusão

A logística de distribuição é o processo de entrega de seu produto ao cliente. Ela envolve uma série de etapas, da produção à entrega, que precisam ser coordenadas a fim de garantir um fluxo suave de mercadorias.

Usando o software TOTVS Roteirização e Entregas, você pode otimizar sua operação de distribuição e melhorar a eficiência em toda a sua cadeia de abastecimento.

Com esta poderosa ferramenta à sua disposição, é possível agilizar o fluxo de trabalho e garantir que seus produtos sejam entregues a tempo, todas as vezes.

Pronto para começar? Entre em contato para mais informações sobre como o TOTVS Roteirização e Entregas pode ajudar você a alcançar o sucesso!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.