otimizacao-logistica

Entenda como fazer otimização logística na sua empresa

Equipe TOTVS | GESTÃO LOGÍSTICA | 07 agosto, 2020

Para que seja possível reduzir custos nas etapas do supply chain é preciso que haja uma otimização logística na empresa. Com um planejamento adequado, é possível preencher lacunas e tornar as operações muito mais produtivas. Veja a seguir como otimizar os processos logísticos da sua empresa.

O que é otimização logística?

A otimização faz uso de métodos para definir a melhor solução para um problema ou dificuldade. Sendo assim, a otimização de processos logísticos é o aprimoramento das atividades, para que estas sejam mais eficientes, evitando falhas e reduzindo custos.

Assim, é preciso que seja feita uma análise para identificar onde as melhorias podem ser realizadas, além de verificar como é possível atender melhor aos clientes. Afinal, as operações da empresa precisam ser moldadas visando oferecer o melhor serviço para eles.

Com isso, a empresa pode adequar sua logística de distribuição para desenvolver seus processos, beneficiando tanto o negócio quanto seus clientes. Essa é uma prática recomendada para se destacar em meio à concorrência, oferecendo um serviço de qualidade.

Nova call to action

Como fazer a otimização logística na sua empresa?

Um dos principais objetivos dos gestores de empresas de logística é alcançar um bom processo. Para isso, é preciso seguir um planejamento que vise a otimização das atividades. Veja a seguir algumas dicas para isso:

Mapeamento de atividades

O primeiro passo para otimizar a logística e distribuição da sua companhia é mapear e delimitar as atividades. Isso deve ser feito para que seja possível entender a cadeia de suprimentos e como os processos se interligam. Para isso, pode ser elaborado um fluxograma, que dará uma visão ampla das atividades.

Nessa etapa, também é preciso identificar quanto tempo leva para que cada atividade seja feita, quem é responsável pelo que e quais tecnologias são utilizadas. Deste modo, é possível entender a gestão da cadeia de suprimentos da sua empresa e avaliar possíveis falhas. 

Correção de falhas

Após identificar falhas por meio do mapeamento, é preciso analisar a melhor maneira de corrigi-las. Mesmo as tarefas que simplesmente estejam abaixo do ideal precisam ser analisadas e aprimoradas, como a gestão de estoque, roteirização, etc. 

É preciso entender qual o melhor cenário e, então, traçar um plano para alcançá-lo. E é justamente nessa etapa que o gestor deve se valer de um estudo cuidadoso, identificando os pontos fortes e fracos de toda a operação. 

Monitore indicadores de desempenho

Para determinar se o seu supply chain management, ou gerenciamento da cadeia de suprimentos, está operando conforme o esperado, é preciso definir indicadores de desempenho logístico. Deste modo, você poderá rastrear, identificar e otimizar todos os processos.

Cada empresa possui suas particularidades e deve definir indicadores conforme seus processos. Você pode começar monitorando, por exemplo, as entregas feitas dentro do prazo, os incidentes durante o transporte, o tempo médio de entrega, entre outros.

Quais tecnologias podem ajudar na otimização?

Existem diversas ferramentas logísticas que podem auxiliar no processo de otimização das atividades da empresa. Veja a seguir algumas delas:

Big data

Todas as companhias geram diversos dados diariamente durante suas operações, mas a grande vantagem está em saber analisar essas informações a favor do negócio. Para isso, existe o big data, uma tecnologia capaz de coletar dados para identificar erros, gargalos e pontos a serem aprimorados.

Na logística também é possível avaliar a experiência dos clientes, otimizar a etapa final das entregas, além de controlar melhor recursos, como o combustível utilizado pela frota. Deste modo, as entregas serão feitas de forma mais eficiente, economizando custos.

WMS

O Warehouse Management System (WMS) é uma ferramenta que identifica a organização, a agilidade e a produtividade dentro de um armazém. Deste modo, o sistema torna os processos mais direcionados e otimizados. 

Além disso, calcula o nível de produtividade da equipe e também o tempo de retrabalho dos processos. Com isso, é possível aprimorar a performance da empresa e ter uma visão mais estratégica com um planejamento de negócios.

ERP

Já o sistema de gestão ERP proporciona uma centralização das atividades de todas as áreas da companhia. Isso torna a comunicação mais clara entre setores como estoque, compras, vendas, entre outros. 

Com esse software, a empresa ganha mais eficiência no gerenciamento e controle de seu core business. Ademais, possibilita a otimização da cadeia de abastecimento de seus clientes, com isso, maximizando os resultados.

TMS

O Sistema de Gerenciamento de Transporte, também conhecido como TMS, é eficaz no gerenciamento e na otimização do frete. Ele possui funcionalidades que permitem tomar decisões mais assertivas em relação às melhores opções de transporte.

Com ele a empresa pode cadastrar taxas e tarifas, verificar embarques, coletas e entregas, administrar cargas e relatórios de entregas, entre outras possibilidades. Tudo isso garante mais controle para o gestor e facilita a otimização logística.

Invista em tecnologia logística

Como vimos, para otimizar a sua empresa de logística, é essencial investir em tecnologias que automatizam processos e forneçam ferramentas para uma melhor gestão das operações.

Um ERP especializado no segmento de logística, pode transformar a gestão da sua operação incorporando desde de serviços até acesso a indicadores que ajudam na tomada de decisão rápida e eficiente. Para continuar vendo conteúdo como esse que potencializam sua operação logística, continue acompanhando nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.