Boas práticas para uma gestão rural mais eficiente

Equipe TOTVS | GESTÃO AGRÍCOLA | 06 novembro, 2020

A gestão rural apresenta diversos desafios que incluem, além de uma boa administração dos negócios, a produtividade das safras e o gerenciamento de recursos. Seja em pequenas ou grandes plantações, é preciso ter um bom conhecimento sobre a terra e como administrá-la.

Para que uma empresa do segmento possa se desenvolver, é necessário que o produtor também tenha uma visão estratégica de negócios. Sendo assim, neste artigo, falaremos mais sobre o que é gestão rural e quais as melhores práticas para obter sucesso.

O que é gestão rural?

Podemos definir gestão rural como as diversas medidas tomadas com a finalidade de administrar um negócio no campo, como fazenda e plantações. Essas medidas envolvem tanto os processos de produção quanto estratégias de negócios, visando seu desenvolvimento.

Uma boa administração rural é fundamental para que a empresa obtenha sucesso e se desenvolva no competitivo mercado do agronegócio. Para isso, o gestor poderá enfrentar desafios como controle da produção, gestão dos trabalhadores, otimização dos processos, impactos ambientais, qualidade da safra, entre outros.

A administração das finanças também é outro aspecto que envolve a gestão rural e merece atenção. Para que o negócio seja lucrativo, é preciso entender quais as melhores formas de aplicar os recursos, além de evitar ao máximo gastos desnecessários. A função exige não somente que o gestor tenha conhecimento, mas que também conte com uma equipe qualificada e com ferramentas eficientes.

Nova call to action

Quais práticas podem otimizar a gestão rural?

Como vimos, uma boa gestão rural depende de questões vitais para que seja bem-sucedida. Sendo assim, relacionamos a seguir algumas boas práticas que podem ajudar nesse processo:

Trabalhe com dados

Tomar decisões com base em uma análise de dados tende a ser mais eficaz do que seguir pela intuição. Por isso, é preciso estabelecer e monitorar indicadores conforme as particularidades e os objetivos da empresa. Para isso, é importante manter um registro sobre todas as atividades do negócio.

Informações como as pragas que surgiram na plantação, os métodos de combate, os gastos fixos e variáveis: tudo deve ser registrado. Manter esses dados pode ser muito útil para a tomada de decisões futuras eficientes.

Defina objetivos

Outra dica importante para ter uma boa gestão é desenvolver um planejamento rural baseado nos objetivos da empresa. É possível definir tanto metas de longo prazo, para serem alcançadas de forma conjunta, quanto metas individuais diárias, para serem atingidas pela equipe.

Quando temos em mente onde queremos chegar, fica mais simples traçar caminhos para atingir esses objetivos. A análise de indicadores do agronegócio também ajudam nesse processo, fornecendo insights sobre as táticas que estão gerando mais resultados e os aspetos do negócio que precisam ser aprimorados.

Invista no controle de estoque

Ter um bom controle de estoque também pode ser essencial para o sucesso do gerenciamento. Desde o estoque de fertilizantes e defensivos agrícolas até o do que foi colhido nas plantações, é preciso se certificar de que haja um registro sobre cada item armazenado, além de um acompanhamento de entrada e saída de produtos.

Esse controle evita desperdícios, além de impactar também no custo da operação, proporcionando uma vantagem competitiva para a organização. Portanto, evitar a falta de insumos, que pode atrasar a produção, ou o excesso, que pode gerar desperdícios, é fundamental.

Atente-se ao custo de produção

Manter uma boa organização financeira pode ajudar a entender melhor seu custo de produção agrícola. Esse cálculo exige informações como saber os custos variáveis e fixos que as operações geram, para depois calcular se estão sendo altos demais.

É importante entender o custo de produção para descobrir se a empresa está, de fato, obtendo lucro sobre suas atividades. Após essa análise, vem a tarefa de ajustar a distribuição de recursos, se necessário.

Invista em tecnologia

A agricultura 4.0 já é uma realidade, portanto, investir em tecnologia é uma questão de sobrevivência no segmento do agronegócio. Automatizar processos pode garantir mais produtividade, além de auxiliar também na gestão financeira e de estoque. 

O sistema de gestão agrícola, por exemplo, possui funcionalidades que garantem mais controle sobre as operações de ponta a ponta da cadeia de produção. Essa tecnologia abrange desde o preparo do solo para o plantio até a colheita. Por esse motivo, pode ser de grande ajuda para a gestão.

Por que implementar um sistema de gestão rural? 

Neste artigo, foi possível entender os desafios que envolvem a gestão rural e como superá-los. Também foi possível compreender o papel da tecnologia no segmento, que vem sendo cada vez maior. Por isso, para que a sua empresa tenha vantagem competitiva e seja capaz de tomar decisões eficientes, é preciso contar com essas inovações.

Entenda mais sobre o que é e como funciona um software de gestão agrícola e saiba mais sobre todas as vantagens que essa tecnologia pode oferecer para sua empresa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.