Como garantir um frete retorno eficiente?

Equipe TOTVS | 30 outubro, 2020

O chamado frete retorno é uma solução que muitas empresas encontram para minimizar os custos com o transporte de cargas. Essa prática ajuda a evitar prejuízos nas viagens em que o veículo retornará vazio. Entenda mais sobre como esse processo funciona e quais são suas vantagens.

O que é frete retorno e como essa prática funciona?

Apesar de o Brasil ter um grande território, constituído por diversas estradas que possibilitam a circulação de caminhões, nem sempre uma entrega será feita em uma região que tenha possibilidade de fazer um frete na volta da viagem. Isso é um problema, já que o caminhão voltará vazio e utilizará recursos para percorrer esse caminho.

Além disso, os custos gerados pelo transporte rodoviário brasileiro tendem a ser elevados. Sendo assim, uma opção válida para solucionar esses problemas é o frete de retorno, que consiste em organizar as rotas de entrega de forma que o veículo faça as viagens de ida e de volta carregando carga. 

Para isso, é preciso planejar a viagem, agendando a entrega que será feita primeiramente na ida e uma entrega que será feita no retorno. Essa estratégia de gestão de fretes evita que o caminhão circule vazio e acarrete prejuízos financeiros para a empresa.

Nova call to action

Tipos de frete retorno

Existem quatro tipos diferentes de frete retorno que podem ser implementados pela empresa, veja a seguir mais detalhes sobre cada um:

Carga fracionada

O modelo de carga fracionada se trata de carregar em um mesmo caminhão cargas de diferentes destinatários até encher todo o espaço do veículo. É preciso planejar uma rota que englobe todos os clientes da melhor forma possível. Para isso, é preciso agrupar destinatários que estejam próximos, além de coordenar os documentos fiscais de cada um.

Essa pode ser uma tarefa difícil e que exige um planejamento cuidadoso de rotas, entretanto, a carga fracionada pode ser muito lucrativa para a companhia, já que evita o desperdício de espaço dentro do veículo. 

Carga fechada

Já a carga fechada acontece quando apenas um cliente utiliza o espaço de um caminhão, de modo que a rota da viagem possui apenas um destino. Nesse caso, é preciso acordar um valor maior para que o transporte gere lucro para a companhia.

Também é viável firmar um acordo com o embarcador, para que seja possível transportar outras cargas, como, por exemplo, um trabalho de logística reversa ou até mesmo um pedido de um fornecedor.

Carga delicada

Nos casos de carga delicada, a transportadora precisa se certificar de que apenas a carga do cliente esteja sendo levada no veículo, para evitar danos. Nesse modelo, não necessariamente o caminhão ficará cheio, e haverá apenas a parada final.

Para que a empresa não tenha prejuízos na volta, ao transportar esse tipo de carga, é preciso fazer um planejamento para garantir que o caminhão retorne transportando outro carregamento.

Carga urgente

A carga urgente é uma das que mais exigem cuidado, já que precisa chegar o mais rápido possível até seu destino e com total segurança. Nesses casos, o frete cobrado costuma ser maior, principalmente se o caminhão precisar voltar vazio.

Muitas companhias se especializam nesse tipo de transportação e dispõem de veículos de tamanhos variados, para que seja possível atender a todas as entregas. Para conseguir frete retorno, uma dica importante é manter um bom relacionamento com empresas que contratam cargas urgentes.

Como maximizar o frete retorno?

Para evitar prejuízos na gestão de transporte e ainda conseguir garantir bons fretes de retorno, é preciso que a transportadora siga algumas estratégias. Veja a seguir dicas que podem ajudar a maximizar o frete retorno:

Planeje a roteirização

Na logística, ter um bom planejamento de roteirização pode fazer toda a diferença para tirar o máximo de proveito das viagens. É preciso que o roteiro atenda a todos os clientes de forma rápida e eficiente. Isso pode ser feito por meio da tecnologia, com o auxílio de um sistema de gestão logística.

Cobre o frete de ida e volta

Como visto anteriormente, em alguns casos, será necessário levar em conta o valor que será gasto tanto na ida quanto na volta da entrega. Esse valor precisa entrar no custo do frete para que a companhia não tenha prejuízo.

Tenha contatos

Se a sua companhia costuma fazer entregas recorrentes em determinadas cidades, uma boa dica é manter relacionamentos com clientes nessas cidades. Dessa forma, será possível conseguir mais fretes que façam a mesma rota.

Invista em tecnologia

O investimento em tecnologia pode facilitar muitos processos, como roteirização de entregas, manutenção preventiva das frotas, cálculos mais precisos de frete, entre outros. Por isso, é preciso implementar um sistema de gestão que tenha funcionalidades que atendam às necessidades da sua empresa.

A tecnologia na gestão de fretes

Após entender mais sobre o que é frete retorno, é chegada a hora de conhecer o que um sistema de gestão pode fazer para aprimorar a sua gestão de frete. Essa tecnologia minimiza os erros causados pelo gerenciamento manual, além de automatizar processos e proporcionar mais produtividade. 
Para entender mais detalhes sobre como esse software funciona e seus benefícios, leia nosso outro artigo sobre sistema de gestão de frete. E, para se manter atualizado sobre assuntos como este, assine nossa newsletter!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.