Orçamento de Obras: como montar com apoio da tecnologia?

Equipe TOTVS | 07 abril, 2021

O orçamento de obras conta com diversos tipos de informações sobre um projeto de construção, principalmente financeiras.

É a partir dele que é possível estimar e definir os custos exigidos para sua execução.

Muito mais do que uma burocracia, o orçamento de obras é um documento valioso para a construção civil — muito embora seja relegado por várias empresas.

Ao ponto que, em muitos casos, as obras já começam mesmo sem ter um orçamento definido.

O importante a se entender é que uma obra não ocorre de forma homogênea — mesmo em projetos semelhantes.

Os custos variam e as condições se alteram a cada dia, orientadas muitas vezes por fatores externos. Estar preparado, portanto, é o mínimo para empresas que buscam eficiência financeira e o controle de gastos.

É uma garantia para a boa gestão de obras.

No entanto, um orçamento eficiente precisa de um grande volume de dados e metodologias detalhadas. Não se trata apenas de estimativas em uma planilha.

Mas um controle assertivo e proativo dos serviços, materiais e equipe necessários para o sucesso da obra.

Se você quer conhecer mais sobre a importância dessa prática e como fazer orçamento de obra, continue com a leitura deste artigo para descobrir!

O que é orçamento de obras?

Parte essencial do planejamento de um projeto, o orçamento de obras é um documento que visa prever e controlar corretamente os custos relativos à conclusão de uma construção.

Isto é, o orçamento não apenas define uma “régua” para limitar gastos, mas serve de apoio no controle dos custos durante o andamento do projeto.

Afinal, o orçamento de obras é um documento que leva em conta vários aspectos da construção e da empresa, e por isso, é fundamental para uma gestão de obras eficiente.

Ou seja, os valores ali definidos não são retirados com base em uma apuração holística.

Pelo contrário, o orçamento de obras se baseia em uma série de fatores, como:

  • condições financeiras da empresa;
  • valores da equipe de mão de obra;
  • custos com materiais (que costumam ser voláteis);
  • e mesmo obrigações legislativas naturais ao tipo de obra.

Dessa forma, destaca-se como um verdadeiro braço direito para a boa gestão de obras.

Esse, inclusive, é um ponto que vale reforçar:

O orçamento de obras é um documento muitas vezes relegado por conta do seu nível de detalhes. No entanto, é justamente o aprofundamento analítico que o torna tão eficaz — e importante.

E talvez seja pela falta de interesse das empresas no assunto que os prejuízos sejam tão grandes.

Isso mesmo, prejuízos que atingem a todas as construtoras e incorporadoras do mundo.

Dados do FMI (Fails Management Institute, uma das consultorias em construção mais influentes do mundo) revelam que cerca de 90% dos projetos de infraestrutura do mundo são vítimas de atrasos e “over budget”.

Ou seja, quase todos os projetos de construção do mundo podem sofrer com estouros do orçamento.

Isso acontece, principalmente, porque o orçamento não é feito e nem gerenciado da melhor forma. Um erro que pode custar muito.

Como funciona um orçamento de obras?

O orçamento de obras é fruto do trabalho conjunto de alguns setores envolvidos com a obra. A seguir, falamos sobre cada um deles detalhadamente:

  • Compras: Área que avalia os fornecedores e prestadores de serviços, mantendo uma carteira ativa de parceiros comerciais. Isso evita a dependência exclusiva de apenas um fornecedor.
  • Planejamento: A equipe de planejamento serve para conciliar todas as etapas do projeto com um olhar financeiro, que leve em conta logística, técnicas de construção e cronograma. Dá um olhar mais global ao orçamento, dimensionando melhor os custos.
  • Engenheiro(s) da obra: por fim, o input dos responsáveis pelo projeto e pelo canteiro de obras é crucial para entender como será a sua tomada de decisão e seu estilo de trabalho e gestão. Sua contribuição pode favorecer o orçamento, evitando custos desnecessários e trabalhos.

Dessa forma, com trabalho detalhado e conjunto, é possível apurar corretamente os custos da obra, entendendo quais recursos serão necessários.

Assim, é possível definir uma margem de lucros viável.

O orçamento de obras é uma ferramenta que dá maior autonomia à construtora ou incorporadora, visto que há um grande poder de previsibilidade de custos.

Assim, a empresa tem maior capacidade de negociação com fornecedores, controlando de forma assertiva os investimentos.

Por que é importante realizar o orçamento de obras?

O orçamento de construção civil pode ser determinante no sucesso do projeto, pois, a partir dele, fica mais fácil cumprir prazos, gerenciar despesas e tomar as melhores decisões.

Com o orçamento de obras criado antes do início da operação, diversas variáveis colaboram para uma estimativa do custo total do projeto, o qual deve ficar o mais próximo possível do valor estipulado.

Entre algumas vantagens que essa documentação proporciona, podemos citar:

Controle dos custos

O orçamento define um limite viável para os investimentos e recursos utilizados na obra, se tornando uma ferramenta que não apenas guia os gastos, mas serve de base para seu controle futuro.

Assim, é possível analisar o documento em relação com o canteiro de obras para entender o que passou ou não do valor delimitado — bem como as razões para isso.

Controle no gerenciamento e planejamento de obras

O orçamento de obras é um dos pilares da boa gestão da construção.

Trata-se da base do planejamento, e permite aos gestores acompanhar de forma analítica como cada etapa de construção acontece na prática.

Assim, é possível comparar o cronograma de tarefas do canteiro de obras com o plano de ações prévio e com o orçamento, possibilitando entendimento sobre o andamento e possíveis falhas.

Flexibilidade em negociação com fornecedores

Sem um orçamento, é possível que sua equipe de Compras precise correr para garantir materiais e mão de obra para algumas partes (ou mesmo toda) da obra.

Isso influencia nos seus custos e coloca sua empresa “na mão” dos fornecedores.

Já com orçamento, a realidade é diferente.

Com entendimento antecipado sobre suas necessidades e prazos, é possível negociar condições melhores e mesmo expandir o leque de fornecedores.

Quais são as etapas para a elaboração de um orçamento de obras?

Como você pôde aprender, o orçamento de obras não é um documento padronizado. Ou seja, ele não é o mesmo para todas as obras. Aqui, o auxílio dos dados é essencial para entender o tipo de construção à vista.

Diferentes materiais, equipes e técnicas construtivas podem causar impactos que variam no resultado final do orçamento.

Experimente ver o orçamento de um concorrente e um da sua empresa para a mesma obra. Com certeza, o valor final vai sofrer alterações.

O ideal é construir um documento assertivo ao máximo, reforçando não somente seu poder de gestão, mas seu potencial de concorrência perante o mercado.

Estudo das variáveis

O que, na sua obra, pode gerar custos? Pensou bem? Bom, é hora de catalogar tudo isso, para realizar o que se chama de “estudo das variáveis”.

Trata-se de um levantamento proativo de todos os custos possíveis envolvidos no projeto.

No entanto, não pense que o trabalho para por aí:

É necessário organizar essas informações, entendendo quantos e quais recursos serão necessários para cada uma dessas etapas.

Essa organização pode se dar de várias formas, como por pavimentos da edificação ou mesmo por partes estruturais (estrutura principal, elétrica, hidráulica, acabamento, etc).

Avaliar os custos

É necessário realizar uma avaliação assertiva dos custos relacionados à construção. 

No entanto, é preciso entender que há uma divisão entre esses valores, condizente à gestão de  custos diretos e indiretos.

Custos diretos

Os custos diretos são aqueles relacionados ao canteiro de obras, como gastos com equipes e materiais necessários.

No caso da mão de obra, a medição varia de acordo com expertise e quantidade de trabalhadores. Por isso, é “medido” em forma de verba.

Já os materiais e equipamentos possuem custos unitários, como por pacote, saca, quilo, metro quadrado ou metro cúbico.

Custos indiretos

Os custos indiretos, portanto, estão fora do canteiro de obras. Na verdade, são os gastos necessários para que a obra ocorra, muito embora não sejam investimentos diretos em insumos para a construção.

Entre os exemplos de custos indiretos, temos seguros, gastos com escritório, salários dos funcionários, entre outros.

Estipular o prazo

É necessário que seu time se ocupe também da tarefa de estipular prazos para a obra. Falamos no plural pois há diferentes etapas que devem ser cumpridas, não apenas a entrega final da obra.

Um edifício residencial, por exemplo, precisa ter 50% do projeto pronto para que possa ser avaliado por instituições financeiras, em caso de busca por afiliação a programas de crédito.

Nessa parte, é importante pensar de forma otimizada: 

Prazos muito apertados podem influenciar negativamente na qualidade da obra — assim como prazos muito longos, que afetam especialmente o bolso da construtora.

Avaliar o lucro

Para avaliar o lucro, você precisa calcular o fator BDI (Benefícios e Despesas Indiretas).

É calculado sobre o custo direto, relacionando os custos indiretos, lucro e impostos em cima do valor.

Assim, você chega ao preço final de venda.

Nova call to action

O que é necessário para um bom orçamento de obras?

Vale ressaltar que, mesmo que o orçamento não seja 100% preciso, deve contar com um nível de exatidão apurado, que se relaciona diretamente com as informações e ações adotadas durante a execução.

Mas como fazer um orçamento de obra com segurança e eficiência?

Apuração e análise

Na gestão de obras, e principalmente na questão orçamentária, é fundamental considerar sua viabilidade.

Isso acontece no sentido de definir o que e como será construído, em nome de quem, por qual motivo e se o retorno sobre investimento (ROI) será satisfatório.

Da mesma maneira, também é de extrema importância obter o conhecimento do alinhamento do projeto com a legislação local.

Ou seja, saber se ele obedece todas as regras legais, para evitar multas e penalidades que podem acarretar em mais custos e tempo.

Estudo de documentação

O orçamento de obras conta com uma fase dedicada ao estudo da documentação exigida para o início de uma construção, bem como dos custos que serão necessários.

Nessa etapa, é interessante contar com uma base de dados e contatos que seja capaz de fazer o direcionamento de determinado documento ao responsável mais adequado, com tudo o que é necessário para evitar atrasos no cronograma físico financeiro.

Decisões assertivas e seguras

Já parou para pensar que o mercado imobiliário pode mudar em um tempo relativamente curto?

Sendo assim, é necessário tentar prever se os lucros alcançados pela construção estarão em alta ou em baixa no momento em que o projeto for finalizado.

Isso só é possível ao tomar decisões guiadas por meio de dados concretos e confiáveis.

Deve ser realizado um cálculo com o período médio de duração da obra, incluindo possíveis atrasos e outros imprevistos, além de considerar a estabilidade da economia.

Tecnologia para orçamento de obras

Uma operação na área de construção civil não possui nenhuma tarefa simples. Pelo contrário, falamos de um setor de trabalho pesado e complexo, que envolve incontáveis elementos para garantir o sucesso de um projeto.

Ainda assim, é um setor um tanto avesso às tecnologias — não necessariamente no canteiro de obras, mas no backoffice.

A tecnologia, porém, pode servir como aliada na gestão dos processos da construção, especialmente nas etapas que precedem a mão na obra.

Um exemplo é o ERP para obras e projetos, que permite gestão do escopo dos seus projetos, inclusive com ferramentas que facilitam o controle do orçamento de obras.

A grande vantagem da tecnologia é seu potencial para integração de dados, o que facilita na construção de um documento que é detalhado por natureza.

Dessa forma, seu time não perde tempo e é capaz de entregar um orçamento assertivo, alinhado com as necessidades da empresa e objetivos do projeto!

Por que investir em tecnologia para orçar  obras na construção civil?

Em todas as etapas de um projeto de construção, é muito importante contar com as facilidades trazidas pela tecnologia — um sistema para construtoras.

Com o orçamento de obras não é diferente. Como ela pode ajudar a tornar esse processo mais eficiente?

Consideração de variáveis

A consideração de variáveis é responsável por identificar todas as informações referentes à obra que possam gerar algum custo.

Isso inclui desde a mão de obra necessária até os insumos, a documentação, etc.

Dessa maneira, é necessário organizar os dados, visando a fluidez das próximas fases.

Fazer o registro e acessar as informações de forma manual, através de planilhas, pode não ser o ideal, já que demanda tempo e é mais suscetível a erros de input.

Ao contar com um software para orçamento de obra, todo o processo é integrado e automatizado, com cada etapa construtiva descrita em detalhes, impactando diretamente a composição de custos.

Composição de custos

Os custos que compõem uma obra podem ser diretos ou indiretos.

Dessa forma, é necessário elaborar um cálculo dos quantitativos da obra, que deve ser feito a partir de especificações técnicas do projeto e seu memorial descritivo, incluindo fatores como produtividade de colaboradores, horas gastas nas tarefas e rejeitos, por exemplo.

Um erro nessa etapa pode custar muito caro para o projeto como um todo, pois uma falha nos cálculos pode trazer alterações muito discrepantes no orçamento final da obra, invalidando todo o trabalho desempenhado até então.

Mais uma vez, um programa de orçamento de obras é um aliado poderoso na validação de valores e somas.

Aumento da produtividade

Desenvolver um orçamento não é tarefa fácil, longe disso.

Através das funcionalidades de um software que auxilie nesse processo, seu time é capaz de eliminar boa parte do trabalho de pesquisa de dados e informações, o que resulta em uma melhor eficiência na produtividade empresarial

Graças às automações, os caminhos se tornam mais curtos e, em pouco tempo, é possível ter em mãos um relatório detalhado

Dessa forma, sua empresa não perde tempo precioso e pode começar o quanto antes o plano de ações.

Registro de informações com as etapas do projeto 

Com um programa, você é capaz de registrar todas as informações acerca do projeto.

Dessa forma, é possível controlar o andamento dos processos — seja no backoffice, como também no canteiro.

O registro de informações ajuda a entender como a obra está sendo conduzida (e se está de acordo com o orçamento), com uma leitura de toda sua linha do tempo.

Automatização de tarefas

Um software de gestão de obras deve permitir acompanhamento em tempo real do andamento da sua construção.

Dessa forma, vai alimentar o sistema com informações atualizadas sobre seu avanço, notificando stakeholders sobre, por exemplo, necessidade de alterações no orçamento, com apontamentos diretos da obra.

Integração de dados 

Por fim, a integração de dados, que torna todo esse potencial de controle possível.

A solução escolhida deve integrar os setores da empresa e o canteiro de obras, sendo moderna o suficiente para se adaptar a ambos os ambientes, coletar e compartilhar informações.

O que avaliar ao investir em um software para orçamento e obras?

Agora que você sabe a importância do orçamento de obras e como um software que auxilie nesse processo faz a diferença, sabe como escolher o melhor fornecedor?

Separamos algumas dicas para ajudar a guiar seu processo de escolha, confira:

Confiabilidade do fornecedor

De nada adianta investir em um software, se o fornecedor não é de confiança, certo?

Busque pelo histórico da empresa, bem como o leque de soluções que oferece às empresas que são suas clientes.

O mais adequado é escolher pela opção que tem maior confiança do mercado — o que vai se traduzir em qualidade e suporte para sua empresa.

Tempo de implementação 

Sua empresa precisa de uma solução imediata. Portanto, um dos critérios deve ser a rapidez de implementação e a facilidade no uso da ferramenta.

Procure responder, junto com a possível fornecedora, se é necessário treinamento para os colaboradores e ainda se há documentação suficiente disponível.

Integração de setores

Pense bem:

Você busca uma ferramenta exclusiva para auxiliar no orçamento de obras, ou uma plataforma de soluções que integre os setores e contribua igualmente para todos os processos da sua empresa, agilizando cada aspecto dos projetos de construção?

A opção mais completa muitas vezes é a mais adequada para sua empresa, pois dá maior poder de controle sobre os processos.

Segurança de dados

Não caia em pegadinhas: fornecedores comprometidos com a segurança dos dados da sua empresa estabelecem altos níveis de proteção, com soluções certificadas e apoio técnico para evitar vazamentos.

Além disso, a infraestrutura da solução tecnológica deve admitir inovações que favoreçam a proteção das informações, das mais básicas às mais sigilosas, estabelecendo níveis de acesso para melhor controle do fluxo de dados.

Suporte eficiente

Por fim, o suporte técnico deve ser de primeira linha.

Dúvidas e problemas vão surgir, é algo natural, especialmente para soluções que recebem atualizações constantes.

É missão do suporte, com um satisfatório nível de serviço, atender às suas necessidades, agilizando a solução de problemas.

TOTVS Construção Obras e Projetos

Você conhece o TOTVS Construção Obras e Projetos? O ERP para construção civil da TOTVS é a solução ideal para otimizar a gestão dos seus projetos.

O TOTVS Construção Obras e Projetos proporciona controle completo da operação, permitindo melhor gestão de prazos, custos, contratos e toda documentação feita de maneira ágil e sem burocracia.

Dessa forma, etapas como orçamento de obras são realizadas assim, em um piscar de olhos e com poucos cliques.

Cotações e análise de custos podem ser desenvolvidos com uso de recursos dedicados, integrados e altamente tecnológicos.

Não é por menos que a solução é utilizada em 8 das 20 maiores construtoras do Brasil.

Conheça mais sobre o potencial e as possibilidades do TOTVS Construção, Obras e Projetos!

Nova call to action

Conclusão

Ao longo deste conteúdo, mostramos a importância de um bom orçamento de obras, além de falar sobre as ações que colaboram para sua eficiência, e como a tecnologia é fundamental na otimização desses processos, tornando-os mais seguros e, consequentemente, rentáveis.

A TOTVS é uma empresa 100% brasileira, sinônimo de produtividade, com softwares especializados que atendem a negócios de pequeno, médio e grande porte.

No segmento de Construção não é diferente.

Agora que você já sabe por que e como fazer o orçamento de obras, que tal conhecer o nosso sistema para construção, que pode trazer uma renovação na sua rotina e no sucesso da sua organização?

E para não perder nenhuma novidade, continue acompanhando nosso blog e assine a newsletter!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários deste post

  1. Andre diz:

    Muito bom o artigo, precisamos de mais conteúdos assim.

  2. Alan Amorim diz:

    Poxa, André Agradeço este belo comentário. Você irá encontrar mais conteúdos assim por aqui, então te convido a acompanhar o nosso blog ;)

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.