economia-do-brasil

Como a economia do Brasil se comporta atualmente?

Equipe TOTVS | GESTÃO DE NEGÓCIOS | 07 Maio, 2020

A economia do Brasil está entre as 10 maiores economias mundiais desde o ano de 1995, sendo a primeira da América Latina, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI).

De acordo com o IBGE, o PIB do Brasil em 2019 foi estimado em R$ 7,3 trilhões. Mas como chegamos até o status mais recente? Como a linha do tempo influenciou a economia atual e como os setores se comportam? Continue a leitura e descubra!

Economia do Brasil pela História

No Período Colonial, o Brasil deu seu primeiro passo na economia com a extração de recursos naturais, assim como a pecuária e a mineração. A indústria foi fortemente desencorajada e, por isso, demorou a se instalar no país.

No final do Império, a produção e exportação de commodities como café, cacau e borracha se destacou para, só em 1929, as indústrias começarem a tomar forma. Na atividade extrativista, o produto mais explorado foi o pau-brasil.

Pau-brasil

A madeira vinda dessa árvore foi amplamente comercializada para a produção de móveis e até em construções, sendo que sua coloração também era útil para a fabricação de tintas e corantes.

Quando o pau-brasil tornou-se praticamente extinto, a cana-de-açúcar virou o novo alvo de extração. A atividade durou mais de um século e teve grande impacto na economia, perdurando até hoje e se destacando na produção de etanol, combustível alternativo à gasolina.

Ouro e pedras preciosas

A mineração foi outro negócio bastante explorado. Com a presença de pedras preciosas na Região Sudeste, especialmente em Minas Gerais, teve grande influência na decisão de transferir a capital brasileira de Salvador, para o Rio de Janeiro, para que houvesse mais controle sobre as riquezas.

Café

A produção e exportação de café impulsionou a economia no Brasil em grande escala, no início do século 19. O desenvolvimento foi tão expressivo que ajudou na construção de ferrovias, na atração de imigrantes e no início da industrialização.

Presente no Brasil desde 1720, as plantações eram cultivadas principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, sendo que o café foi o produto líder de exportação entre os anos de 1930 e 1940.

Início da industrialização no Brasil

A partir do governo de Getúlio Vargas, o incentivo à indústria começa a ganhar força no Brasil, com empresas ligadas à siderurgia e à petroquímica. Dessa forma, a população começou a deixar o campo e ocupou as cidades, provocando um êxodo rural, seguindo os passos de inúmeros países industrializados.

Os benefícios e os incentivos à indústria acabaram ganhando fôlego com a Segunda Guerra Mundial. Em 1945, o conflito acaba, e, com a Europa sem condições de produzir e exportar, o Brasil precisava se autoabastecer e criar uma cadeia própria, investindo em um parque industrial de grande escala.

O que são os setores da economia?

Falamos mais especificamente sobre os setores da economia do Brasil em outro conteúdo, mas vamos relembrá-los brevemente. Esses setores se dividem em três: primário, secundário e terciário.

  • Setor primário: diz respeito à extração de recursos naturais, e está muito ligado ao agronegócio, com a agricultura, a pecuária e a mineração, abastecendo as indústrias com matéria-prima;
  • Setor secundário: consiste basicamente na indústria, ou seja, na transformação de matéria-prima em produtos destinados à comercialização, produção de máquinas, bens de consumo, construção civil, etc. Tudo isso pertence ao setor secundário,
  • Setor terciário: responsável pela comercialização de produtos, que podem ser materiais ou imateriais, ou seja, prestação de serviços. Pode ser incluído no setor terciário desde supermercados e outros pontos de venda varejistas até bens que não têm mensuração exata, como instituições bancárias e de ensino, etc.

Vale ressaltar que o terceiro setor tem obtido um crescimento exponencial recentemente, sendo grande responsável pelo crescimento da economia do Brasil atual.

Economia do Brasil nos dias de hoje

Por meio da transformação digital, a valorização da informação e da tecnologia tem ganhado muito destaque, que atinge os mais variados segmentos, desde a manufatura até o varejo e a distribuição.

Com os avanços tecnológicos, a economia atual do Brasil só tem a ganhar ao incorporar a cultura de dados, a Indústria 4.0, automação de processos e gestão de negócios, que busca migrar os profissionais de atividades mecânicas e repetitivas para tarefas que exigem maior poder de decisão e estratégia.

Gerando valor para os negócios e com colaboradores e mão de obra cada vez mais qualificada, as empresas brasileiras têm o potencial de criar um padrão de qualidade extremamente rico.

Sua empresa é essencial para a economia do Brasil

Ao longo deste conteúdo, abordamos a economia no Brasil hoje, através de uma linha do tempo, que nos permite enxergar melhor a maneira como setores e segmentos se organizam, gerando valor para o país.

A TOTVS é uma empresa 100% brasileira, referência em tecnologia e inovação na gestão de negócios, atendendo a mais de 12 segmentos de atuação. Nossas soluções se encaixam nos processos empresariais de pequeno, médio e grande porte.

Se você gostou deste texto, se interessou pelo tema e quer saber mais, confira agora nosso post sobre as previsões e tendências de mercado. Continue acompanhando nosso blog e não se esqueça de assinar a newsletter, para não perder nenhuma novidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *