Arrendamento de veículo: como ter uma frota eficiente com menos custos operacionais

Equipe TOTVS | 10 fevereiro, 2024

O arrendamento de veículo é uma opção cada vez mais utilizada por empresas que precisam de uma frota de caminhões diversificada para realizar suas operações logísticas. 

É uma alternativa acessível para financiamentos, pois permite aquisição de veículos de carga sem a necessidade de investir um alto capital.

Porém é importante entender os detalhes dessas operações para fazer contratações que sejam mais vantajosas para a sua operação.

Confira neste conteúdo como funciona, quais os tipos de contrato e os principais benefícios de usar essa opção para gestão de frota. Boa leitura.

O que é arrendamento de veículo? 

O arrendamento de veículo é um contrato em que uma empresa (arrendadora) cede a outra empresa (arrendatária) o uso de um ou mais veículos por um período determinado, mediante o pagamento de uma taxa mensal. 

Geralmente, esses contratos têm uma opção de compra ao final do período, já abatendo os “aluguéis” que foram pagos durante o uso do veículo.

Não é exatamente uma locação, pois se trata de um acordo entre empresas e instituição financeira com compromisso de longo prazo.

Além disso, no arrendamento, a arrendadora é responsável pela manutenção preventiva e corretiva dos veículos, enquanto na locação, essa responsabilidade fica a cargo da locatária.

Contudo é importante ressaltar que há modelos de arrendamento em que a manutenção pode ficar por conta do arrendatário.

Como funciona o processo de arrendamento de veículo? 

O processo de arrendamento de veículo envolve as seguintes etapas:

A arrendatária escolhe os veículos que deseja arrendar, de acordo com suas necessidades operacionais e orçamentárias.

Por sua vez, a instituição financeira arrendadora faz uma análise do perfil do pretendente, verificando sua capacidade financeira, sua reputação no mercado e seu histórico de pagamentos.

Depois é feita uma proposta comercial, com valores, taxas, condições e prazos especificados em contrato, bem como cláusulas de rescisão e de aquisição dos veículos ao final do contrato.

A arrendatária analisa a proposta e negocia os termos com a arrendadora, buscando as melhores condições possíveis, e assinam o contrato quando chegam a um acordo.

Cabe a arrendatária pagar as taxas mensais à arrendadora e utilizar os veículos em suas atividades logísticas, enquanto a arrendadora cumpre sua parte com as manutenções.

Ao final do contrato, a arrendatária pode optar por devolver os veículos, renovar o contrato ou comprar os veículos por um valor residual previamente estabelecido.

O que é um veículo com arrendamento mercantil? 

Um veículo com arrendamento mercantil é aquele que foi adquirido por uma empresa com o objetivo exclusivo de cedê-lo a outra empresa por meio de um contrato de arrendamento. 

São contratos conhecidos no mercado como leasing, que é uma modalidade de financiamento bastante utilizada por empresas de logística.

Pode ser classificado em duas categorias: 

  • Operacional;
  • Financeiro.

No modelo operacional, o prazo do contrato é menor que a vida útil do bem e a taxa mensal inclui os custos de manutenção e seguro. 

Já no leasing financeiro, o prazo do contrato é maior ou igual à vida útil do bem e a taxa mensal não inclui os custos adicionais. 

Em ambos os casos, a propriedade do bem permanece com a arrendadora até o final do contrato, mas só em uma delas o arrendatário arca com custos de manutenção.

Vantagens e desvantagens de um veículo arrendado 

O arrendamento de veículo apresenta vantagens e desvantagens para as empresas que optam por essa solução. 

Entenda quais os modos de contrato para entender qual o mais adequado para o tamanho e orçamento da sua operação:

Vantagens 

  • Redução dos custos iniciais ao optar pelo arrendamento, já que a empresa não precisa desembolsar um grande valor para comprar os veículos à vista ou financiados;
  • Flexibilidade podendo escolher os modelos, marcas e características dos veículos que melhor atendem às suas demandas logísticas, sem se prender a um estoque limitado ou obsoleto;
  • Atualização constante da frota com trocas periódicas de veículos, mantendo sua frota sempre moderna e adequada às normas técnicas e ambientais vigentes;
  • Redução dos custos operacionais, sem os gastos de manutenção, seguro, impostos e depreciação dos veículos, pois esses encargos ficam a cargo da arrendadora. A empresa também pode deduzir as taxas de arrendamento do imposto de renda, reduzindo sua carga tributária;
  • Opção de compra dos veículos ao final do contrato, por um valor residual inferior ao valor de mercado. Isso pode ser vantajoso se a empresa pretende continuar utilizando os mesmos veículos por um longo período.

Desvantagens 

  • Comprometimento financeiro de longo prazo que pode afetar seu fluxo de caixa e sua capacidade de endividamento. Além disso, a empresa fica sujeita às variações das taxas de juros e de câmbio, que podem encarecer o valor das parcelas;
  • Limitação na utilização dos veículos pois no contrato de arrendamento podem haver limitações de quilometragem, tipo de carga, local de circulação e o tempo de uso dos veículos. Caso contrário, a empresa pode ser penalizada com multas ou rescisão do contrato;
  • Dependência da arrendadora para garantir o bom funcionamento e a disponibilidade dos veículos. Em caso de problemas com os veículos ou com o serviço prestado pela arrendadora, a empresa pode ter sua operação logística prejudicada.

Para quem esse tipo de arrendamento é recomendado? 

O arrendamento de veículo é recomendado para empresas que:

  • Precisam de uma frota de caminhões para realizar suas operações logísticas, mas não dispõem de capital suficiente para comprar os veículos à vista ou financiados;
  • Buscam flexibilidade na escolha dos veículos, podendo trocá-los conforme as mudanças nas demandas do mercado e nas normas regulatórias;
  • Querem reduzir seus custos operacionais e tributários, transferindo os encargos relacionados aos veículos para a arrendadora;
  • Desejam ter a opção de comprar os veículos ao final do contrato, por um valor residual mais vantajoso.

Tipos de caminhão passíveis de arrendamento 

São vários os tipos de caminhões que podem ser adquiridos via contrato de arrendamento, e podem se encaixar nas necessidades da sua operação.

A seguir uma lista com os principais tipos de veículos disponíveis para arrendamento:

  • Caminhão leve com capacidade de carga entre 3 e 6 toneladas. Indicado para o transporte urbano e interurbano de cargas leves e fracionadas, como alimentos, bebidas, medicamentos e produtos eletrônicos;
  • Caminhão médio com capacidade de carga entre 6 e 14 toneladas, ideal para  transporte rodoviário e intermunicipal de cargas médias e diversificadas, como móveis, materiais de construção e produtos químicos;
  • Caminhão semipesado com capacidade de carga entre 14 e 23 toneladas, para transporte de cargas pesadas e volumosas, como grãos, madeira e minério entre municípios e estados;
  • Caminhão pesado para transporte de cargas acima de 23 toneladas ou especiais, como máquinas, equipamentos e contêineres.

Pontos importantes a considerar ao fazer o arrendamento de veículo

Antes do arrendamento, é importante que a empresa considere alguns pontos essenciais para garantir uma boa escolha e evitar problemas futuros. 

Alguns desses pontos são:

Reputação da arrendadora 

É fundamental que a empresa verifique a reputação da arrendadora no mercado, consultando sua situação financeira, sua experiência no segmento, sua qualidade no atendimento e sua avaliação dos clientes.

Isso pode evitar problemas como atrasos na entrega dos veículos, falhas na manutenção, cobranças indevidas e rescisões unilaterais.

Tipo de arrendamento 

A empresa deve escolher o tipo de arrendamento que melhor se adapta às suas necessidades e expectativas. 

Pode ser operacional ou financeiro, com ou sem opção de compra, com ou sem seguro incluso, com ou sem limite de quilometragem, entre outras variáveis. 

Cada tipo de arrendamento tem suas vantagens e desvantagens, que devem ser analisadas com cuidado, a depender do que sua operação precisa e do orçamento disponível.

Valor das taxas mensais 

Compare as taxas mensais das arrendadoras com o de financiamentos para entender qual se mostra mais vantajoso no longo prazo.

Além disso, a empresa deve considerar os custos adicionais que podem incidir sobre o arrendamento, como juros, multas, impostos e depreciação. 

Faça uma projeção do seu fluxo de caixa e verifique se o arrendamento cabe no seu orçamento.

Qualidade dos veículos 

Por fim, é imprescindível que sua empresa verifique a qualidade dos veículos que pretende arrendar.

Observe as características técnicas, estado de conservação, adequação às normas ambientais e sua compatibilidade com a carga que será transportada. 

A empresa deve exigir da arrendadora um laudo técnico dos veículos e um cronograma de manutenção preventiva e corretiva. 

Evite arrendar veículos muito antigos ou defeituosos, que podem comprometer sua eficiência logística e sua imagem perante os clientes e o mercado.

Quais cláusulas devem compor um contrato de arrendamento de veículo? 

O contrato de arrendamento de veículo é um documento jurídico que formaliza o acordo entre a arrendadora e a arrendatária.

Nele fica estabelecido os direitos e deveres de cada parte, portanto deve ser claro, completo e detalhado, evitando ambiguidades e conflitos. 

Algumas das cláusulas que devem compor um contrato de arrendamento de veículo são:

  • Identificação das partes;
  • Objeto do contrato;
  • Prazos;
  • Valor das taxas mensais;
  • Opção de compra dos veículos;
  • Responsabilidade pela manutenção dos veículos;
  • Responsabilidade pelo seguro dos veículos;
  • Limitação na utilização dos veículos;
  • Transferência dos veículos;
  • Devolução dos veículos.

A importância da tecnologia para transportadoras 

A tecnologia é um fator essencial para o sucesso das transportadoras no mercado atual. 

Com o aumento da concorrência, da exigência dos clientes e da complexidade das operações logísticas a competitividade fica ainda mais acirrada.

As transportadoras cada vez mais precisam investir em soluções tecnológicas que possam otimizar seus processos, reduzir seus custos, aumentar sua produtividade e melhorar sua qualidade.

Mesmo para o arrendamento de veículos, é necessário uma gestão de frota muito eficiente, e para isso algumas soluções tecnológicas são essenciais.

Algumas das principais soluções tecnológicas que podem beneficiar as transportadoras são:

Sistema de gestão integrada 

Este tipo de software permite gerenciar todas as atividades da transportadora, desde o planejamento até a execução, passando pelo controle e pela análise. 

Com um sistema de gestão integrada, a transportadora pode automatizar suas rotinas, integrar seus departamentos, centralizar suas informações, monitorar seus indicadores e tomar decisões mais assertivas.

Sistema de rastreamento 

Permite acompanhar a localização e o status dos veículos e das cargas em tempo real. 

Com um sistema de rastreamento, a transportadora pode garantir a segurança dos seus ativos, prevenir roubos e acidentes, otimizar suas rotas, cumprir seus prazos e informar seus clientes sobre o andamento das entregas.

Sistema de telemetria 

São sensores que coletam e transmitem dados sobre o desempenho e o comportamento dos veículos e dos motoristas. 

A transportadora pode reduzir o consumo de combustível, evitar multas e infrações, prevenir falhas mecânicas, aumentar a vida útil dos veículos e melhorar a qualidade do serviço prestado.

Sistema de roteirização 

O algoritmo dessa solução facilita e agiliza a definição das melhores rotas para os veículos, considerando fatores como distância, tempo, tráfego, pedágio e restrições de circulação. 

Assim, o gestor consegue economizar tempo e dinheiro, evitando congestionamentos e imprevistos, além de aumentar a capacidade de carga.

Todos esses sistemas podem ser potencializados funcionando de forma integrada cobrindo todas as pontas da cadeia de suprimentos da empresa.

Suíte Logística da TOTVS 

A solução completa e integrada para gerenciar sua transportadora com eficiência e competitividade, é a Suíte Logística da TOTVS.

Nossa plataforma digital oferece todas as funcionalidades que você precisa para planejar, executar, controlar e analisar suas operações logísticas.

 Com a Suíte Logística da TOTVS, você pode:

  • Gerenciar sua frota própria ou terceirizada com facilidade e segurança;
  • Rastrear seus veículos e suas cargas em tempo real;
  • Coletar e transmitir dados sobre o desempenho e o comportamento dos seus veículos e dos seus motoristas;
  • Definir as melhores rotas para os seus veículos;
  • Emitir documentos fiscais eletrônicos com agilidade e conformidade;
  • Controlar seus custos operacionais e financeiros com precisão;
  • Monitorar seus indicadores de qualidade e produtividade com inteligência;
  • Integrar seus processos com seus clientes, fornecedores e parceiros com facilidade;
  • Acessar suas informações em qualquer lugar e a qualquer hora com mobilidade.

A Suíte Logística da TOTVS é uma solução flexível e escalável, que se adapta às necessidades do seu negócio. 

Além disso, conta com o suporte de uma equipe especializada em logística, que está sempre pronta para atender você.

Saiba mais sobre a Suíte Logística da TOTVS e otimize sua operação logística de ponta a ponta.

Conclusão 

O arrendamento de veículo é uma alternativa interessante para as empresas que precisam de uma frota de caminhões para suas operações logísticas. 

Essa modalidade de contrato oferece vantagens como a redução dos custos iniciais, a flexibilidade na escolha dos veículos, a atualização constante da frota, a redução dos custos operacionais e a opção de compra dos veículos.

Porém, demanda uma gestão logística eficiente e precisa além de organização financeira para que o contrato seja de fato vantajoso.

A Suíte Logística da TOTVS é uma solução flexível e escalável que reúne tudo que sua empresa precisa para gerenciar a logística de ponta a ponta, incluindo a gestão de frotas.

Unindo isso a conceitos de logística integrada, o gestor tem ainda mais controle dos processos da cadeia de suprimentos e pode otimizar etapa a etapa.

Para dicas e conteúdos valiosos para sua gestão assine nossa newsletter e não perca nenhuma novidade TOTVS.

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.