dirf

Entenda a importância da DIRF para seu negócio

Equipe TOTVS | ADEQUAÇÃO À LEGISLAÇÃO | 03 abril, 2020

Entender o que é DIRF e qual seu prazo de entrega é essencial para fazer um bom gerenciamento das obrigações tributárias de qualquer negócio. Entretanto, a realidade é que nem todos estão totalmente familiarizados com essa obrigação acessória.

Veja no artigo a seguir como funciona a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte e a importância de fazer a da sua empresa.

O que é DIRF?

DIRF- Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte, é uma obrigação que deve ser entregue pelas empresas para a Receita Federal. Nela, devem constar as informações a respeito dos pagamentos para pessoa física e jurídica, que tiveram imposto de renda retido na fonte.

Essa obrigação tem como finalidade combater a sonegação fiscal. Além disso, a declaração deve ser feita tanto por pessoa física quanto jurídica. No caso de pessoas jurídicas, devem declarar as remunerações pagas às pessoas físicas e os impostos retidos sobre a renda durante o ano-calendário.

Para fazer essa fiscalização, a Receita Federal efetua o cruzamento das informações da DIRF – Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte com o Imposto sobre a Renda da Pessoa Física. Caso seja encontrada qualquer disparidade, será preciso prestar esclarecimentos à Receita Federal.

Qual sua importância?

Para estar sempre em regularidade com a Receita Federal, é muito importante cumprir com todas as obrigações acessórias e que todas as informações estejam de acordo com a realidade. No caso da falta de entrega da DIRF ou de omissões, a empresa pode sofrer penalidades.

A empresa que estiver irregular pode sofrer multa de 2% ao mês-calendário. Entretanto, os valores podem variar de acordo com a necessidade ou não de procedimento de ofício ou de entrega da declaração de prazo fixado em intimação.

Portanto, é essencial que as empresas se atentem ao prazo, e, se necessário, contratar uma assessoria contábil confiável para ajudar na entrega.

Infográfico Grátis - Como Economizar Tempo e Evitar Multas Com Softwares Fiscais

Quem deve declarar?

Outra dúvida comum quanto ao imposto de renda 2020 e sobre a DIRF é quem deve declarar. Por esse motivo, é importante ressaltar que todas as empresas que pagaram rendimentos em que houve a retenção do IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) no ano-calendário anterior devem declarar a DIRF.

Também são obrigadas a enviar a declaração todas as empresas, independentemente de sua tributação. Seja ela Simples Nacional, Lucro Real ou Presumido, devem entregar essa obrigação.

Qual o prazo de entrega da DIRF?

A DIRF deve ser entregue em fevereiro, entre o 15º e o último dia útil do mês. O prazo para a entrega sempre será regulamentado, via instruções normativas. Neste ano, o prazo se encerrou no dia 28 de fevereiro de 2020.

Como entregar a DIRF?

Muitas dúvidas surgem quando falamos sobre como fazer imposto de renda ou como enviar a declaração. Por isso, geralmente, quem cuida desse tipo de questão são profissionais especializados. Mesmo assim, é importante saber como o processo é feito.

A cada ano, a Receita Federal disponibiliza em seu site o PGD (Programa Gerador da Declaração). Esse programa deve ser baixado e preenchido manualmente, ou por meio de uma transferência de dados entre seu sistema de gestão contábil.

Em seguida, é preciso enviar esse arquivo para a página da Receita Federal: Receitanet. Após o programa identificar que não existem irregularidades, é emitido um recibo de entrega, que deve ser devidamente arquivado. Outro detalhe é que as pessoas jurídicas devem possuir certificação digital para fazer a declaração.

Assim como no caso dos documentos de imposto de renda, é preciso separar todas as informações para enviar a DIRF com antecedência. Organização é essencial quando se trata de assuntos como esse.

Conte com a tecnologia nesse processo

Seja para pedir a restituição do imposto de renda, ou para fazer a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte, entre outros assuntos, é sempre bom contar com a tecnologia.

O sistema de gestão contábil facilita muito o cumprimento de obrigações acessórias para as empresas. Além disso, essa solução auxilia também no planejamento tributário e outros assuntos relacionados. Entenda mais sobre o diferencial de um software contábil para o seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *