Balança rodoviária: para que serve, tipos e como escolher

Equipe TOTVS | 09 junho, 2022

A balança rodoviária é um equipamento muito importante para evitar o sobrepeso de cargas nas rodovias brasileiras.

Com o dispositivo, é possível evitar o desgaste causado nas estradas pelo excesso de peso, assim como nos veículos, além de evitar acidentes e aumentar a segurança das rodovias. 

Dentro das empresas, a balança ainda contribui na otimização dos processos logísticos e assegura o cumprimento das normas de peso estabelecidas pela legislação brasileira.

Não há dúvidas da importância do equipamento, mas você já conhece os tipos de balança disponíveis no mercado e suas funções?

Para descobrir quais são os modelos, saber como escolher o ideal e ainda conferir as determinações da Lei da Balança, é só seguir a leitura deste artigo!

O que é uma balança rodoviária?

A balança rodoviária é um equipamento que tem como objetivo medir o peso das cargas transportadas por um determinado veículo.

Quando pensamos no termo, é comum que seja relacionado aos sistemas de pesagem existentes em rodovias, mas a balança também é um dispositivo muito importante dentro de diversas empresas.

Negócios que atuam no setor logístico, como as transportadoras, precisam do equipamento para garantir a regulamentação das regras de transporte de cargas estabelecidas pela legislação brasileira.

Os postos de pesagem presentes nas estradas existem exatamente para fiscalizar o cumprimento dessas normas.

Sendo assim, a balança tem um papel fundamental na operação logística dentro das empresas.

Nova call to action

Para que serve a balança rodoviária?

De maneira geral, o sistema de balança rodoviária serve para pesar os veículos e as cargas transportadas por eles, auxiliando assim na fiscalização e nos processos logísticos das empresas.

O equipamento, também conhecido como balança de caminhão, pode ser utilizado em diferentes situações dentro de uma organização, como:

  • identificação dos automóveis mais adequados para o transporte de cada tipo de mercadoria;
  • fiscalização do peso transportado;
  • otimização na gestão de frotas;
  • pesagem da carga.

Na prática, a balança não só ajuda no controle e na adequação do peso das cargas, mas também traz inúmeros benefícios para o gerenciamento das operações de transporte. 

Com esse monitoramento mais preciso de pesagem, é possível evitar diversos problemas que poderiam gerar prejuízos para a empresa, como multas ou veículos apreendidos, por exemplo.

Para aproveitar os benefícios do equipamento, é importante conhecer os tipos de balança de pesagem rodoviária disponíveis no mercado. 

Quais são os tipos de balança rodoviária?

Existem dois tipos de balanças utilizadas para pesagem de carga: o modelo mecânico e o eletrônico.

As duas têm o mesmo objetivo, mas apresentam características e vantagens distintas. 

É preciso considerar as especificações de cada um desses equipamentos para encontrar o mais adequado de acordo com a sua necessidade.

Pensando nisso, listamos os principais aspectos e qualidades dos dois modelos para que você conheça suas opções por completo. 

Confira a seguir as especificações da balança mecânica e da balança eletrônica.

Balança rodoviária mecânica

A balança de pesagem rodoviária mecânica é o equipamento indicado para medir a massa das mercadorias transportadas por caminhões. 

Normalmente, ela é instalada em pontos estratégicos (entrada e saída) nos postos de armazenagem e de carregamento da empresa. 

O modelo é muito conhecido pela sua praticidade, facilidade de instalação e por sua funcionalidade. 

Confira outras características e vantagens importantes da balança mecânica:

  • desmontagem prática e deslocamento fácil, pois possui piso de ferragem modulada;
  • estrutura altamente resistente e durável;
  • custo-benefício atrativo;
  • facilidade na limpeza;
  • manutenção simples.

A instalação do dispositivo pode ser feita sob o terreno, de maneira semi-embutida ou embutida.

Balança rodoviária eletrônica

Para a pesagem de veículos maiores e cargas mais volumosas, costuma-se utilizar o modelo eletrônico da balança rodoviária. 

Assim como a balança mecânica, essa variação do equipamento também conta com piso de ferragem modulada, por isso garante processos de montagem e desmontagem muito práticos.

Veja os principais aspectos e benefícios deste modelo para a pesagem da sua frota:

  • equipamento resistente com longa vida útil;
  • sistema altamente seguro e confiável;
  • suporta veículos mais pesados;
  • oferece logística simplificada;
  • instalação fácil e rápida.

A estrutura da balança de pesagem rodoviária eletrônica é desenvolvida para resistir a grandes pesos, assim como arrancadas e frenagens bruscas. Por isso, é ideal para cargas mais pesadas.

Instalada nas entradas e saídas dos centros de carregamento e armazenagem, também pode ser colocada sobre o piso, de maneira semi-embutida ou embutida. 

Quantos metros tem uma balança rodoviária?

O tamanho das balanças rodoviárias varia de acordo com a sua finalidade e local de instalação, mas a metragem da plataforma costuma ficar entre 10 a 60 metros.

Além disso, os equipamentos suportam pesos entre 40 mil a 200 mil quilos, dependendo do modelo. 

Como são utilizadas para medir os veículos mais pesados, como caminhões de vários eixos e carregados de mercadorias, as balanças precisam ser produzidas em material resistente.

Dessa forma, é possível garantir a segurança de todos e fazer a pesagem precisa dos automóveis, evitando qualquer tipo de acidente ou erro que possa prejudicar o motorista.

O que diz a lei da balança rodoviária?

A pesagem de veículos tem a função de fiscalizar as normas definidas pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) na Lei da Balança.

Essa é a legislação que prevê o peso da carga permitida para o transporte nas rodovias brasileiras, com o objetivo de evitar a sobrecarga e reduzir os riscos de acidentes nas estradas.

Com base nas resoluções 210 e 211 do CONTRAN, essa lei determina que todos os automóveis pesados devem, obrigatoriamente, passar pelo sistema de pesagem. 

Veja os principais exemplos de veículos considerados pesados pela legislação:

  • reboque e semi-reboque;
  • ônibus e microônibus;
  • chassi-plataforma;
  • caminhão trator;
  • trator de rodas.

Vale destacar que as regras de peso são válidas apenas para as cargas divisíveis, aquelas que podem ser fracionadas em mais de um veículo.

Para esses transportes, a Lei da Balança indica condições específicas de peso, como veremos a seguir. 

Qual a tolerância de peso na balança rodoviária?

A tolerância de peso na balança rodoviária varia conforme o tamanho do veículo, seguindo determinações da legislação, que sofreu alterações em 2021.

Com a aprovação da lei 14.229/2021, a tolerância passou de 10% para 12,5% sobre os limites do peso bruto por eixo. 

Para os veículos ou combinações com peso bruto total de até 50 toneladas, a tolerância é de 5%. 

Nesse tipo de transporte, a fiscalização é válida para os limites de peso bruto total ou peso bruto total combinado. Caso o peso ultrapasse a tolerância, deve-se fiscalizar o excesso de peso por eixo também.

Aqui vale destacar que veículos responsáveis pelo transporte de biodiesel, mas que não são adaptados para esse serviço, têm tolerância de 7,5%.

Qual a margem de erro da balança rodoviária?

Para as balanças não automáticas, como as balanças rodoviárias estáticas, existem alguns critérios de fabricação, uso e manutenção para evitar fraudes e problemas na pesagem.

Essas normas são estabelecidas pela portaria 236/1994 do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), que prevê um erro máximo admissível para o equipamento.

Os valores são determinados de acordo com a classe de exatidão das balanças, que são quatro, segundo a portaria:

  • I (fina);
  • II (especial);
  • III (média);
  • IIII (ordinária).

Normalmente, os dados sobre a margem de erro são facilmente encontrados na placa de identificação do equipamento. 

Quais aspectos devem ser observados ao adquirir uma balança de pesagem rodoviária para sua empresa?

Neste ponto do texto, já conseguimos entender bem a importância das balanças rodoviárias, não é mesmo? 

Seja para fiscalizar ou auxiliar no monitoramento da pesagem de cargas, o equipamento é indispensável para as empresas, principalmente aquelas do setor logístico.

Contudo, é necessário ficar atento a alguns fatores na hora de escolher a melhor balança para o seu negócio. 

Os modelos apresentam características diversas, cada um com suas particularidades e vantagens específicas para finalidades diferentes. 

Pensando nisso, listamos os principais aspectos técnicos a serem observados neste momento de aquisição da balança de pesagem rodoviária.

Confira quais são eles a seguir.

Eficiência

Um dos principais pontos a serem avaliados na balança é o seu nível de eficiência. O sistema precisa ser resistente, prático e ágil para garantir a otimização dos processos.

Antes de começar a sua busca, analise as necessidades da sua empresa e identifique as características necessárias para atender à demanda atual.

Depois, faça a sua pesquisa de mercado com calma, prezando por equipamentos de qualidade e sempre considerando o custo-benefício, a resistência e a durabilidade de cada modelo.

Certifique-se de que a balança é capaz de entregar resultados eficientes e que o dispositivo realmente vai contribuir para aprimorar a gestão de frotas na sua empresa.

Resistência estrutural

A função de uma balança rodoviária é pesar veículos maiores, com cargas volumosas, por isso uma das principais características do equipamento deve ser a alta resistência.

É importante que a estrutura suporte pesos elevados e seja capaz de absorver os impactos causados pelas manobras dos veículos, como frenagens, arrancadas bruscas ou simplesmente o fluxo elevado no dia a dia.

Um aparelho de qualidade passa por tudo isso sem prejudicar o funcionamento ou danificar a estrutura. 

Dessa forma, você pode contar com a durabilidade do produto, que traz economia a longo prazo para o seu negócio e também evita grandes gastos com manutenção, como veremos no próximo tópico.

Fácil instalação e manutenção

Como vimos, tanto a balança mecânica quanto a eletrônica apresentam processos de instalação e desmontagem bem simples e rápidos, o que contribui também para a manutenção.

A balança precisa ser desmontada sempre que a manutenção é realizada, por isso contar com essa praticidade faz toda a diferença.

Com isso, é possível evitar atrasos nos processos logísticos e a produtividade da empresa não é prejudicada. 

Por que é importante fazer a manutenção da balança rodoviária?

A manutenção preventiva da balança de pesagem rodoviária tem a função de garantir a durabilidade e o bom funcionamento do equipamento, evitando assim danos e falhas a longo prazo.

Esse tipo de manutenção tem como objetivo identificar possíveis problemas que possam interferir na produtividade do aparelho de alguma maneira. 

Como já contamos neste artigo, esses dispositivos costumam ser bem resistentes, mas a falta de cuidado pode reduzir a vida útil das balanças. 

O produto está exposto a pesos extremos, por isso as manutenções preventivas devem ocorrer regularmente. 

Dessa forma, você reduz as possibilidades de comprar uma nova balança em pouco tempo, reduzindo gastos. Além disso, a manutenção traz outros benefícios, como:

  • mantém a calibração, evitando erros de precisão na pesagem;
  • traz economia com danos e manutenções corretivas;
  • garante a confiabilidade no equipamento;
  • assegura o cumprimento da legislação;
  • garante a segurança de todos.

A importância da tecnologia para otimizar suas operações logísticas

O processo logístico envolve muitas etapas, por isso contar com ferramentas que auxiliem na otimização dessas ações de alguma maneira se tornou uma necessidade.

Neste cenário, a tecnologia é uma grande aliada e já trouxe inovações importantes para o gerenciamento do setor. 

Desde ferramentas para calcular viagem com pedágios e combustível até softwares mais completos, que ajudam a planejar a rota de maneira detalhada, sem dúvidas a tecnologia se tornou essencial nas operações.

TOTVS Planejamento de Rotas

Já imaginou contar com um software especializado que ajuda a planejar suas entregas com eficiência, segurança e economia? 

Essas são apenas algumas das muitas vantagens do TOTVS Planejamento de Rotas, ferramenta que traz diversas funcionalidades para ajudar a sua empresa a reduzir até 30% dos custos de entrega.

O sistema permite que você otimize a gestão logística ao oferecer uma análise dos pontos de entrega, veículos disponíveis e até mesmo capacidade de carga.

Veja alguns recursos disponíveis no planejador de rotas:

  • tecnologia de geolocalização para criar uma base com os locais mais frequentes de entrega;
  • visualização das viagens;
  • sugestão de trajetos;
  • controle de pedidos.

Otimize as suas operações logísticas com o planejador de rotas da TOTVS! 

Conclusão

A balança é um equipamento importante para as rodovias brasileiras, assim como para as empresas do setor logístico.

Como vimos ao longo do texto, ela serve para evitar os problemas com sobrecarga nos transportes, seguindo as determinações da Lei da Balança.

Para garantir a adequação às normas, as organizações instalam as balanças nos centros de armazenagem e distribuição para fazer o controle de pesagem antes mesmo das entregas.

Ao escolher a sua balança, lembre-se de avaliar as características elencadas neste artigo e aproveite todo o potencial do equipamento para aprimorar suas operações de transporte!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.