Operação logística: como funciona, benefícios e dicas de gestão

Equipe TOTVS | 08 abril, 2022

O que seria uma operação logística? O que faz um operador logístico? Qual a importância da movimentação e armazenagem nas operações logísticas? 

Essas perguntas são muito comuns entre pessoas que, apesar de estarem em ambiente corporativo, não conhecem bem esse setor.

Fundamental para o sucesso das atividades empresariais, este departamento envolve muita mão-de-obra, transporte, estoque e outros aspectos.

Se você quer aumentar a lucratividade da sua empresa e minimizar os desperdícios de combustíveis, deve conhecer mais sobre a operação logística.

Pensando nisso, falaremos sobre as operações logísticas, o que são e como funcionam. Na sequência, apontaremos suas vantagens, os cinco componentes da operação logística e dicas para realizar na sua empresa.

Vamos lá?

O que é e como funciona uma operação logística?

A operação logística é todo o processo de movimentação de produtos, desde o fabricante até o consumidor final. Ela envolve a produção de bens, o transporte, o controle de estoque, o armazenamento, o atendimento e o envio de pedidos. 

É, assim, parte essencial da cadeia de suprimentos, pois contribui para manter a eficiência e a rapidez das operações envolvendo a carga.

E como funciona a operação logística em uma empresa? 

De maneira simples, ela envolve planejamento, implantação e controle do fluxo físico na cadeia de suprimentos.

Isso significa abranger todos os serviços e informações relacionados ao produto, da fabricação do bem até o consumo pelo cliente.

Entendeu o que é gestão de operações e logística? Quando alguém te perguntar sobre operações logísticas, o que é e como funciona, pense em etapas.

Vamos, então, falar dos cinco componentes da operação logística?

Quais são os cinco componentes da operação logística?

Os cinco componentes da operação logística são considerados as etapas específicas deste processo. São eles:

  1. Recebimento da mercadoria: chegada da mercadoria ao estabelecimento da empresa, momento em que há conferência e identificação dos produtos destinados ao estoque.
  2. Movimentação de cargas: momento de transporte das mercadorias. Elas devem ser manuseadas corretamente, o que depende de maquinário adequado e profissionais capacitados. 
  3. Armazenagem: as mercadorias em estoque devem estar em local seguro e qualificado. Devem ser organizadas de maneira coerente, considerando aspectos como data de validade, maior ou menor circulação.
  4. Separação (picking): momento de preparar os itens para a entrega. Se as demais etapas da operação logística são bem feitas, a separação será fácil e eficiente. 
  5. Expedição: envio dos produtos. É fundamental utilizar equipamentos adequados, ter a documentação correta e controlar o volume de material que será expedido. 

Apenas com o conceito breve dos cinco componentes da operação logística você consegue imaginar a importância da movimentação e armazenagem nas operações logísticas, certo?

Utilizar a tecnologia nessas etapas pode garantir diversos benefícios, que apontaremos adiante.

Mas sempre recomendamos o uso de soluções tecnológicas inteligentes em todos os passos apontados, como forma de melhorar toda a administração de operações logísticas, ok?

Quais os benefícios de uma operação logística bem executada?

Após compreender o que é gestão de operações e logística e os cinco componentes da operação logística, é hora de conhecer seus benefícios.

Imagine que você tem um e-commerce e recebeu um pedido de um cliente de outro Estado. Rapidamente, em seu ERP, conseguiu identificá-lo no estoque e já acionou o setor de logística para separar os itens para entrega.

Como você possui um sistema de roteirização, conseguiu traçar uma rota otimizada para a entrega. Após 3 dias, o cliente já estava com o pedido em mãos. O prazo de entrega inicial era de 7 dias.

Você não só evitou o atraso, como entregou mais valor ao seu consumidor. Ele ficou satisfeito com o serviço e com a rapidez e avaliou sua empresa com 5 estrelas. 

Este exemplo trouxe alguns benefícios da operação logística, que listamos a seguir:

  • Redução de custos: uma boa gestão de operações logísticas traz ganhos de produtividade, menos erros e retrabalhos, causando redução de custos.
  • Grande controle dos processos: quem possui operações logísticas integradas, por meio de tecnologia, consegue monitorar cada fase da cadeia logística e ter controle sobre os processos envolvidos.
  • Fidelização do cliente: quem possui uma operação logística eficaz entrega valor ao cliente e garante a satisfação dele. Isso faz com que ele confie em sua empresa e se fidelize. É o caso do nosso exemplo.
  • Centralização de informações: a operação logística de uma empresa, quando feita com auxílio de sistemas automatizados, proporcionam centralização de informações. Isso contribui diretamente para as operações em logística e para a tomada de decisões.

Entendeu os benefícios? Percebeu a importância da tecnologia para o planejamento de operações logísticas?

Para trazer a situação para perto da sua realidade, confira exemplos de operações logísticas!

Exemplos de operações logísticas em uma empresa

Quer se inspirar com cases de sucesso de operações logísticas? Exemplos não faltam!

Amazon

A Amazon ocupa um lugar de inovação em logística. Jeff Bezos, seu fundador, percebeu que era preciso um alto investimento em logística para dar conta do grande volume de pedidos e clientes.

Uma de suas prioridades era reduzir o prazo de entrega. Você provavelmente já comprou um livro por lá e ele chegou no dia seguinte, certo? 

Pois é! A Amazon é pioneira em diversas formas de remessas. Meios alternativos (drones, táxis e bicicletas) se unem à frota própria e, juntos, conseguem realizar entregas expressas até no mesmo dia.

Além disso, eles utilizam a análise de dados para a compreensão e a antecipação das demandas do mercado consumidor.

É ou não um exemplo de operações logísticas integradas? 

Natura

A maior empresa brasileira de cosméticos merece destaque entre os exemplos de operações logísticas. 

A Natura adota o conceito de armazém vertical nos centros de distribuição. Esse sistema de gestão de estoques realiza a localização das mercadorias conforme data de validade, frequência de vendas e disponibilidade.

Ele é integrado com o ERP da empresa e representa um modelo de inovação na gestão de operações e logística.

Transportadora Pituta

Saindo do ramo do varejo em operações logística, a Transportadora Pituta atingiu um alto patamar de eficiência em seu transporte.

Com uma frota própria de 450 veículos que atende o Brasil todo, eles trabalhavam com 3 sistemas tecnológicos diferentes. 

Porém, para ter operações logísticas integradas, optou por um único sistema com diversos módulos que abordaram várias etapas deste processo.

Com isso, teve ganhos com segurança da informação, follow-up de mercadorias e outros aspectos da gestão de operações e logística.

Seja você do varejo ou do ramo específico de logística, a tecnologia será fundamental para a administração de operações e logística.

E o que seria uma boa gestão de operação logística?

Dicas para fazer uma boa gestão das operações logísticas

Uma operação logística otimizada é aquela que utiliza métodos para aprimorar as atividades, tornando-as mais eficientes, com menos custos e falhas.

Para desenvolver melhores processos nas operações em logística, o primeiro passo é fazer um mapeamento deles.

Faça o mapeamento e padronização dos processos

A análise dos processos é o ponto de partida para identificar possíveis melhorias. Tenha em mente que seu foco na otimização da operação logística é atender melhor aos clientes. 

Por isso, faça o mapeamento dos processos para entender sua cadeia de suprimentos e como eles estão interligados. Na sequência, basta identificar as divergências nas atividades e padronizar os processos. 

Realize uma boa gestão do estoque

O controle de estoque inclui gerenciar entradas e saídas, dar vazão ao fluxo de produção e garantir a satisfação do cliente.

Se ele é bem feito, o gestor terá uma visão estratégica e conseguirá entender melhor suas demandas. Isso proporcionará um planejamento de produção mais eficiente.

Conte com bons fornecedores

Boas parcerias na operação logística são essenciais para garantir a satisfação do cliente. Portanto, conte com fornecedores de confiança que vão ao encontro do melhor custo-benefício em suas compras. 

É muito importante alinhar estratégias com eles para que sua operação logística seja eficiente, ok? Assim, você consegue controlar melhor eventuais imprevistos.

Preveja as demandas do consumidor

Com o uso da análise de dados, faça como a Amazon. Pesquise e interprete as informações que chegam até você para prever o comportamento do mercado.

Você sabia que é possível prever as demandas de seus clientes atuais (e potenciais clientes) no Dia das Mães? Olhe os dados!

Desenvolva um bom relacionamento com os clientes

Lembra-se do nosso exemplo em que a entrega foi feita antes do prazo previsto? Ali está o início de um bom relacionamento com o cliente.

Esse é um pilar da boa gestão de operações e logística. Você deve prezar por essa relação, pois a satisfação do cliente é o foco. 

Invista em treinamento e capacitação das equipes

A mão de obra é outro pilar do seu setor. Fazer uma boa gestão de pessoas em operações logísticas garante a eficiência de todo o processo.

Portanto, invista em treinamento e capacitação de suas equipes para que elas executem suas atividades com motivação e excelência.

Faça checklists

Checklists são ferramentas aliadas da produtividade. Eles podem ser personalizados conforme a necessidade e garantir uma operação logística organizada e padronizada.  

Podem ser utilizados para liberar uma carga, conferir documentos, dentre outras atividades das operações em logística.

Faça o monitoramento de cargas

Monitorar as cargas é o que permite ao gestor conhecer o status de determinada carga. Com isso, ele poderá tomar decisões em tempo hábil e propor ações mais eficazes.

O foco dessa atividade é garantir a entrega no prazo e, claro, a satisfação do cliente. Você pode, inclusive, oferecer a ele uma maneira de fazer o acompanhamento pelo rastreamento.   

Faça o planejamento de rotas

Imagine que você é uma distribuidora que deseja crescer no negócio com entregas eficientes para redes varejistas. 

Uma das ações necessárias é o planejamento de rotas. Também chamado de roteirização de entregas, é a melhor maneira de otimizar o transporte de uma carga.

Nele, você considera o trajeto mais adequado, o custo com combustível e pedágio, o caminho mais rápido, e outros fatores.

Assim, poderá traçar a melhor rota para garantir uma entrega eficiente.

Use sistemas automatizados

Você provavelmente utiliza um ERP para organizar seu negócio e torná-lo mais produtivo. Esse é um ótimo passo para uma operação logística eficiente. 

Porém, existem outros sistemas automatizados que podem auxiliar nas diversas etapas da administração de operações logísticas.

O sistema de roteirização pode traçar o melhor itinerário, considerando as necessidades e as demandas do negócio.

Você sabia, por exemplo, que essa tecnologia contribui para “economia de quilometragem” e maior capacidade de entrega? Os dados da não nos deixam mentir!

Por isso, conheça os sistemas automatizados à sua disposição. Eles podem também ser incorporados aos sistemas de seus parceiros.

Conheça os principais desafios da operação logística

Fazer uma boa operação logística não é fácil. Ao mencionarmos as dicas, você percebe que há alguns desafios a serem superados, tais como:

  • Análise de dados;
  • Custos de combustível;
  • Oferta de serviços personalizados e segmentados;
  • Melhoria do processo de negócios, mesmo com tecnologias disponíveis.

Os sistemas tecnológicos terão enorme relevância na hora de vencer estes obstáculos. Afinal, trazem funcionalidades que abordam todas as etapas da operação logística.

Os principais indicadores de desempenho em operações logísticas

Sua operação logística está operando conforme seu planejamento? A resposta para essa pergunta está nos indicadores de desempenho logístico

Eles permitem ao gestor mapear, organizar e otimizar todos os processos. Cada empresa deve definir seus indicadores considerando suas especificidades.

No entanto, apontamos a seguir os principais KPIs de uma operação logística:

  • Custo de armazenagem;
  • Tempo médio de entrega;
  • Entregas feitas dentro do prazo;
  • Incidentes durante o transporte;
  • Índice de atendimento de pedidos;
  • Índices de reclamações dos clientes;
  • Índice de devoluções e avarias no transporte;
  • Percentuais de entregas e coletas realizadas em determinado período.

TOTVS Planejamento de Rotas

O sistema TOTVS Planejamento de Rotas é uma forma de o empresário ter mais agilidade nas entregas, com redução de custos e integração.

Disponível para todos os ERPs de mercado, o valor de sua contratação varia conforme o volume de viagens. Ou seja, é adequado para qualquer empresa!

Contar com um sistema para planejamento de rotas é fundamental para otimizar a gestão de operações e logística, certo? 

Mas contar com um sistema da maior empresa de tecnologia do Brasil é ir além para garantir a melhor experiência de entrega!

Com o TOTVS Planejamento de Rotas, você pode:

  • Deixar a ferramenta analisar os pontos de entrega conforme sua seleção de pedidos e criar uma roteirização eficaz.
  • Contar com a tecnologia de geolocalização, identificando endereços e marcando pontos no mapa, de modo a otimizar o planejamento.
  • Ter uma visão clara das rotas planejadas, com possibilidade de visualizar todas as viagens marcadas em um mapa digital.

Se você compreendeu a importância da movimentação e armazenagem nas operações logísticas, saiba como o planejador de rotas da TOTVS pode ajudá-lo.

Experimente grátis por 30 dias o TOTVS Planejamento de Rotas!

Nova call to action

Conclusão

A operação logística envolve desde a produção do bem até sua entrega ao consumidor final. Um bom gestor deve se preocupar em otimizar suas operações em todas as etapas.

Para tanto, precisa mapear processos, ter bons parceiros, planejar rotas, utilizar sistemas automatizados e muito mais. Com isso, conseguirá vencer os desafios desse processo.

Aproveite para conferir a importância da cadeia de suprimentos na era 4.0!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.