Gestor de transporte: funções, características e salário

Equipe TOTVS | 20 setembro, 2022

O gestor de transporte, também conhecido como gerente de transportes, é um dos cargos mais importantes do setor logístico, já que é ele quem faz a coordenação das cadeias de entrega até o consumidor final, garantindo o cumprimento dos prazos.

Contudo, apesar de ser uma das funções mais cruciais dentro das transportadoras, muitas pessoas não sabem o que faz esse profissional e quais suas responsabilidades.

Por isso, hoje vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o cargo: a formação exigida, a faixa salarial para a posição, entre outros pontos. Você verá também algumas dicas-chave para desempenhar bem esse papel. Boa leitura!

Qual a função de um gestor de transporte?

O gestor de transporte desempenha a função de implantar e acompanhar a gestão de rotas, gerencia os custos de transporte e analisa os respectivos indicadores.

Também desenvolve alternativas de viabilidade econômica do negócio visando ao aumento da receita e à redução dos custos fixos. 

Outra função envolve efetuar a implantação e manutenção de ferramentas de rastreamento veicular, central de monitoramento e a gestão de qualidade no PCL (procedimentos, inteligência logística e sincronismo entre armazenagem e transportes).

Quais características um gestor de transporte deve ter?

Agora confira algumas das principais características essenciais de um gestor de transportes:

  1. Ser organizado e curioso;
  2. Ter visão analítica e estratégica;
  3. Saber lidar com crises e tomar decisões rápidas;
  4. Ser comunicativo;
  5. Ter habilidades de liderança;
  6. Atualizar-se constantemente sobre o mercado.

1. Ser organizado e curioso

Ser organizado e curioso pode até ser considerada uma habilidade essencial para qualquer profissão, contudo, a organização é fundamental para o trabalho de gestão de transportes.

Isso porque, na maior parte do tempo, esse profissional precisa gerenciar inúmeras atividades simultaneamente, como embarques, entregas, ocorrências, movimentações internas e a emissão de diversos documentos, como o CTe e o DACTE, por exemplo.

Se houver uma sobrecarga de informações sobre tantas atividades e o gestor não conseguir organizá-las de maneira eficiente, então seu trabalho se torna muito mais complicado, ineficiente e frustrante, o que pode aumentar as chances de falhas e tomada de decisões equivocadas.

E, por se tratar de uma atividade muito complexa, o trabalho do gestor de transporte pode ser facilitado com o uso de softwares especializados que vão ajudá-lo a poupar tempo.

Um claro exemplo de como a tecnologia pode ajudar é o TOTVS Planejamento de Rotas, que permite ao gestor fazer a roteirização das entregas de maneira automática e inteligente.

Nova call to action

2. Ter visão analítica e estratégica

Outra característica fundamental do gestor de transportes é que ele precisa ter uma visão analítica e estratégica muito aguçada, afinal, o maior objetivo do seu trabalho é garantir que as entregas cheguem a tempo até o seu destino.

Em outras palavras, ele terá de utilizar todas as ferramentas à sua disposição para organizar as entregas da maneira mais eficiente possível, e isso vai envolver fazer cálculos e levar vários fatores em consideração para que os prazos sejam cumpridos.

Além disso, no dia a dia da sua atuação, ele também vai precisar analisar os principais indicadores do setor para encontrar pontos de melhoria e prevenir problemas.

3. Saber lidar com crises e tomar decisões rápidas

Lembra daquele velho ditado “prevenir é melhor do que remediar”?  O gestor de transportes deve levar esse ensinamento muito a sério.

Ele precisa mapear todos os possíveis riscos de crises e gerenciá-los no seu decorrer, sempre visando a reduzir os impactos dos problemas sobre a companhia, mantendo o seu funcionamento e sustentando a vantagem competitiva da empresa no mercado.

Caso contrário, esse profissional pode acabar prejudicando o andamento dos processos e trazer consequências negativas para a empresa em que trabalha.

A habilidade de saber lidar com crises e tomar decisões rápidas é fundamental para lidar com os problemas, pois ela favorece a comunicação e garante a troca de informações precisas e confiáveis entre os colaboradores, reduzindo as falhas e evitando desperdícios de tempo e de recursos financeiros.

4. Ser comunicativo

Um dos problemas mais comuns nas operações logísticas das empresas é a dificuldade de comunicação entre os gestores e os demais funcionários da companhia.

Além de tornar o trabalho de todos mais difícil, a falta de comunicação também impede que os responsáveis por suas áreas descubram as falhas dos processos e repassem essas informações para os outros setores da empresa.

Isso pode acabar contribuindo para o desencadeamento de diversos problemas. As entregas podem atrasar, a empresa pode ter um custo adicional com o pagamento de horas extras e o valor gasto com combustível também pode aumentar. Para piorar, os produtos têm mais chances de chegarem com avarias até o consumidor.

Nesses casos, o gestor de transporte deve sempre buscar tornar os processos logísticos mais transparentes para todos os colaboradores, garantindo uma boa comunicação entre os membros da equipe, com incentivo à troca de ideias e opiniões.

Caso o gestor queira melhorar a produtividade de seus colaboradores, então ele deve trabalhar para melhorar a comunicação e a troca de informações entre os times.

5. Ter habilidades de liderança

O papel do gestor nas empresas é atuar como um agente de mudança, engajando e inspirando a equipe a ir junto com ele e fazer o trabalho funcionar da melhor maneira possível.

Para isso, é fundamental conseguir manter o equilíbrio diante de situações difíceis e, além disso, reorientar as equipes para que trabalhem melhor.

Também é preciso reconhecer o valor dos pedidos, reclamações e sugestões de seus colaboradores e como implementá-las para melhorar o ambiente de trabalho.

O objetivo, afinal, é garantir um ambiente de trabalho saudável, em que todos os colaboradores trabalhem bem motivados e felizes.

Nem todos nascem sabendo liderar, mas, com o passar do tempo e com treinamento, qualquer profissional consegue desenvolver as habilidades de liderança.

6. Atualizar-se constantemente sobre o mercado

Por fim, uma característica fundamental de um bom gestor de transportes é se atualizar constantemente sobre o mercado onde atua e as principais tecnologias do ramo.

Um exemplo: nos últimos anos, os softwares de gestão logística tem se tornado cada vez mais populares graças à revolução causada pela computação em nuvem e pelas evoluções recentes das ferramentas de gestão, que estão tornando o custo das operações logísticas cada vez mais baixas.

O gestor de transporte que não conhece essas tecnologias e não trabalha para implementá-las na sua empresa está cometendo um erro.

Isso porque, sem o uso da tecnologia, é muito difícil conseguir indicadores de desempenho confiáveis, o que aumenta as chances de cometer erros.

Por isso, é imprescindível que os gestores se tornem seguidores fiéis da tecnologia da sua área, pois ela pode ajudar a alinhar os processos logísticos para alcançar resultados melhores.

Qual a formação necessária para ser um gestor de transporte?

Por ser um cargo de gestão, grande parte das empresas irá apresentar como requisito que o profissional tenha feito um curso de graduação e, muitas vezes, uma especialização na área também. 

É bastante comum que os gestores tenham diploma em cursos como administração de empresas ou até mesmo engenharia, com especialização em logística e transportes.

Também existem cursos técnicos para capacitação de profissionais para atuar no setor, que possuem uma conclusão mais rápida.

Além do diploma, as empresas levam em consideração a experiência, que é indispensável.

Para ocupar esse cargo, que exige bastante conhecimento e responsabilidade, é comum ser exigido um período de quatro a seis anos de experiência no setor logístico, em média.

Existe algum curso sobre gestão de transportes?

Sim, na verdade, existem diversas opções gratuitas e pagas para quem deseja se especializar ainda mais na área de gestão de transportes. 

Algumas opções gratuitas podem ser encontradas no site do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST-SENAT), como: administração de frete; gestão financeira; empreendedorismo no setor do transporte; custos de serviço; gestão de marketing, tarifas e custos; entre outros.

Quanto ganha um gestor de transporte?

Considerando a média do site de emprego Vagas, o gerente de transporte pode começar no cargo com um salário de R$3.180,00 e vir a ganhar até R$8.047,00, aproximadamente, sendo a média brasileira o salário de R$5.157,00.

No site Glassdoor, a média salarial do cargo no Brasil fica na casa dos R$10.703, sendo possível filtrar os valores por região.

Contudo, os valores podem ser mais altos considerando fatores que variam, como a experiência, empresa e região em que o profissional trabalha.

Como ser um bom gestor de transporte?

Para construir uma carreira de sucesso no setor logístico, é necessário ter bastante dedicação e se manter sempre atualizado sobre novas metodologias de trabalho e tecnologias que facilitem a rotina de gestão.

Além da experiência e conhecimento técnico, um bom gestor no setor de transporte também busca desenvolver suas habilidades comportamentais e de liderança. Veja os principais pontos para ser um bom gestor e se destacar na área:

Saiba liderar sua equipe

Gestores são decisivos para que melhorias sejam feitas em qualquer empresa ou equipe. Por isso, se você deseja gerir uma equipe engajada e motivada, para colher o sucesso e produtividade dos profissionais que estão ao seu lado, seja a liderança inspiradora.

Além de ser capaz de contornar momentos de crise e situações difíceis, um bom líder precisa saber orientar os colaboradores para manter um bom trabalho em equipe e um ambiente de trabalho saudável.

Defina metas claras

Outra dica para ser um bom gestor é manter a organização e definir objetivos de curto, médio e longo prazo. É fundamental elaborar um planejamento de suas operações, delegar as funções e acompanhar o desenvolvimento das etapas de perto.

Após a realização das operações, revise quais metas foram alcançadas e quais ficaram sem conclusão para analisar o que está funcionando e o que precisa ser ajustado.

Mantenha uma boa comunicação

Uma dica de ouro para qualquer tipo de profissional é ter uma boa comunicação e, no caso do gestor de transportes, essa dica é ainda mais importante.

Isso porque se comunicar com outros membros da empresa é simplesmente parte do dia a dia do trabalho e você precisa desenvolver bem essa habilidade se deseja se destacar.

Você vai precisar entrar em contato com motoristas e outros colaboradores constantemente para garantir que as entregas cheguem a tempo e sem avarias nos produtos.

Portanto, se você não tem boas habilidades de comunicação, busque desenvolvê-las, pois, sem elas, você não será capaz de desempenhar um bom serviço.

Tenha uma estratégia de entrega eficiente

Outra dica fundamental para os gestores de transporte é saber elaborar estratégias de entrega que sejam eficientes e que garantam as entregas a tempo.

Um exemplo claro disso é a segmentação das entregas por região da cidade.

Ao segmentar as entregas por região, você consegue fazer com que os motoristas façam as viagens sempre nos mesmos bairros, diminuindo o tempo entre as entregas e garantindo um gasto menor de combustível.

Um bom gestor de transportes precisa conhecer as principais estratégias da sua área e saber quando e como implementar cada uma delas.

Conte com a tecnologia

Para sobrar tempo para agir estrategicamente e gerir as pessoas da equipe de maneira adequada, o gestor de transportes não pode ficar refém de processos manuais e burocracias.

Por isso, como dica final, destacamos que um bom gestor é aquele que também prioriza o investimento em tecnologia, pois com ela será muito mais fácil resolver e prevenir problemas na rotina da empresa. 

TOTVS Planejamento de Rotas

O TOTVS Planejamento de Rotas é uma das ferramentas que mais podem ajudar o gestor de transporte no seu dia a dia.

Trata-se de um software desenvolvido para auxiliar as empresas a traçarem as rotas mais eficientes para as suas entregas.

Nossa solução usa geolocalização para ajudar o seu negócio a escolher as melhores rotas, que gastam menos combustível e pedágio, reduzindo o custo do frete para o seu cliente.

Tudo isso de maneira integrada a outros softwares de gestão e com um painel de pedidos para que você possa manter a sua operação organizada e eficiente.

Teste grátis o TOTVS Planejamento de Rotas!

Conclusão

Como vimos, o gestor de transporte é um dos profissionais mais importantes da operação logística, pois, sem ele, as entregas não saem do lugar nem conseguem chegar no destino a tempo.

É o gestor de transporte o responsável por fazer a organização dos pedidos, escolher os melhores veículos para cada entrega e por fazer todo o processo de roteirização das entregas.

O gestor de transportes precisa, então, estar atento às principais soluções tecnológicas do universo da logística para garantir a vantagem competitiva da empresa.

E um dos melhores lugares para se informar sobre o mercado da logística é com quem entende do assunto. Quer saber mais sobre logística? Então leia mais no blog da TOTVS!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.