evolucao-do-sistema-de-saude-no-brasil

A evolução do sistema de saúde no Brasil

Equipe TOTVS | GESTÃO PARA INSTITUIÇÕES DE SAÚDE | 30 abril, 2020

A saúde brasileira passou por diversas mudanças ao longo dos anos e se modificou. O surgimento do Sistema Único de Saúde (SUS), por exemplo, foi um grande marco para os brasileiros. Neste artigo, visamos analisar a evolução do sistema de saúde no Brasil, suas características e vantagens.

Implementação da saúde no Brasil

Para apontarmos a evolução do sistema de saúde no Brasil, é preciso primeiramente saber como sua história começou. A colonização do país trouxe também doenças que nunca haviam sido vistas pelos povos indígenas. Portanto, eles não possuíam anticorpos capazes de eliminá-las e muitos acabaram morrendo.

Durante o período do império português, não havia nenhum tipo de sistema de saúde no Brasil. Apenas com a chegada da família real, em 1808, é que cursos universitários passaram a ser instituídos, entre eles, a medicina. Deste modo, os médicos estrangeiros foram substituídos por médicos brasileiros.

Outro ponto marcante do surgimento de um sistema de saúde no país é o aparecimento das Santas Casas de Misericórdia. Essas instituições foram por um longo período a única opção de acolhimento e tratamento de saúde para os menos favorecidos.

Surgimento do seguro social

Com diversos problemas sanitários, a saúde no Brasil estava em condições ruins. Por isso, entre os anos de 1900 e 1920, o governo passou a realizar reformas urbanas e sanitárias nas cidades. Isso aconteceu também para que fosse possível receber os imigrantes europeus. Por esse motivo, as áreas portuárias do Rio de Janeiro ganharam mais atenção.

Já em 1923 surgiu o seguro social, implementado pelo então presidente Artur Bernardes, a partir da Lei nº 4.682. A partir daí, o governo passou a ampliar as CAPs (Caixas de Aposentadoria e Pensão), criadas inicialmente pelos próprios trabalhadores.

A iniciativa foi ampliada, até que, ao final de 1932, existiam 140 CAPs, com quase 19 mil segurados ativos, mais de 10 mil aposentados e, aproximadamente, 8.800 pensionistas. Já na gestão de Getúlio Vargas as CAPs contemplaram outras categorias profissionais, tornando-se o IAPS: Instituto de Aposentadorias e Pensões.

Nova call to action

Conferência Nacional de Saúde

A partir dos anos 1980, quando o movimento sanitarista se fortalecia, o entendimento da importância de um sistema público de saúde no Brasil ganhou força. A 8ª Conferência Nacional da Saúde, realizada em 1986, foi a primeira que teve participação da sociedade civil.

Essa conferência permitiu a organização da construção do que seria o novo modelo de saúde pública brasileiro. Ela também propagou os conceitos de saúde pública no Brasil, além de propor mudanças baseadas no direito universal à saúde.

Foi o início da descentralização dos serviços e da inclusão da população nas decisões. Muitas das resoluções obtidas nessa conferência foram implementadas à Constituição Federal de 1988 para a criação de um sistema de saúde pública no Brasil.

Implementação do Sistema Único de Saúde

Com a criação da Constituição Federal de 1988, a saúde passou a ser um direito do cidadão e um dever do Estado. Portanto, a saúde no Brasil, deve ser, por lei, gratuita, de qualidade e universal.

Isso foi um marco para que todos os cidadãos brasileiros tivessem o direito a ter acesso a um sistema de saúde. Além disso, políticas passaram a ser criadas e implementadas nos equipamentos de saúde.

O Ministério da Saúde é o órgão responsável pela estratégia nacional do SUS. É ele que faz o planejamento, o controle, a avaliação e a auditoria, bem como a promoção da sua descentralização. Até hoje há mecanismos que possibilitam a participação da população nas questões que envolvem a saúde pública.

Por que o SUS se destaca dentre os sistemas de saúde do mundo?

Como vimos, a criação do SUS foi um ato histórico não só no Brasil, mas também no mundo. Atualmente, nosso modelo público de atendimento é referência em diversos países. É claro que ainda há muito o que ser aprimorado, mas existem muitas vantagens no sistema de saúde do Brasil.

Vacinas

Um dos maiores programas de vacinação gratuitos do mundo pertence ao Brasil. Nosso sistema de saúde pública oferece um Programa Nacional de Imunização que visa vacinar todas as crianças menores de 5 anos contra a poliomielite. São feitas também campanhas para imunização contra a gripe, o sarampo e outras doenças, contendo surtos com eficácia.

O governo disponibiliza um aplicativo que gerencia as cadernetas de vacinação. Ele também informa sobre as vacinas oferecidas pelo SUS e notifica a respeito das campanhas de vacinação.

Tratamento contra HIV

No Sistema Único de Saúde é possível fazer um tratamento com antirretrovirais para pessoas soropositivas. Desde 1996, esses medicamentos são oferecidos de forma gratuita, o que contribuiu muito para a diminuição de casos no Brasil.

Esse tratamento é garantido para todos, independentemente da carga viral de cada um. Além disso, pode ser eficaz também na prevenção da transmissão do HIV por via sexual. Baseado nesse programa, passou-se a ser estudado a instituição do combate ao vírus na África do Sul.

Transplante de órgãos

Segundo uma reportagem do portal de notícias R7, 96% dos transplantes de órgãos do Brasil são custeados pelo Sistema Único de Saúde. Segundo a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), o país é o segundo do mundo em número absoluto de transplantes.

Seja qual for o poder aquisitivo de um cidadão brasileiro, ele poderá entrar na fila de transplante do SUS. Apesar disso, ainda faltam doadores e também recursos públicos para que o país se torne o líder do mundo nessa categoria.

Estratégia Saúde da Família

Outro benefício do SUS é a Estratégia Saúde da Família (ESF), que tem como objetivo promover a qualidade de vida e de saúde para os cidadãos. Isso é feito por meio de estratégias de prevenção de doenças e o incentivo a práticas mais saudáveis. Por isso, em algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS), são feitas atividades como danças circulares e grupos de apoio.

As equipes de saúde buscam a aproximação aos pacientes para seja possível conhecer a comunidade que vive ao redor da UBS. Essa iniciativa se chama PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde). Esta é uma forma de manter a população mais saudável e o atendimento mais humanizado.

Tecnologia a favor da saúde

O SUS é estudado e admirado por profissionais de saúde do mundo todo, exatamente por ser uma iniciativa de saúde pública diferenciada e pioneira. Atualmente, apenas o Brasil oferece esse tipo de serviço, onde pessoas de todas as classes sociais podem ter acesso a tratamentos, procedimentos cirúrgicos e outros tipos de atendimento médico totalmente de graça.

Agora que você sabe mais sobre a evolução do sistema de saúde no Brasil e os benefícios do SUS, continue se mantendo informado sobre temas que envolvem saúde. Leia outros artigos que discutem temas relacionados, como a gestão de leitos nos hospitais e outros assuntos do tipo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.