Por que a análise de riscos em projetos é essencial?

Equipe TOTVS | GESTÃO DE NEGÓCIOS | 13 outubro, 2020

A análise de riscos em projetos é essencial para tomar decisões e traçar estratégias nas empresas, ajudando a prever possíveis consequências e mensurando impactos nos negócios, tanto positivos quanto negativos.

Quando a organização não está ciente dos riscos envolvidos em seus projetos ou não está preparada para eles, sérios prejuízos podem afetar sua saúde financeira. Para entender melhor como fazer a análise de riscos, continue com a  leitura deste artigo.

O que é a análise de riscos em projetos?

O gerenciamento de riscos em projetos ajuda a descobrir e controlar possíveis problemas na operação da empresa. Para que a análise seja segura, é necessário contar com informações de diversos setores da empresa.

Dados sobre a área financeira, o planejamento do projeto, as observações fiscais, de estoque e o marketing, por exemplo, são fundamentais para minimizar as chances de eventuais problemas no processo.

Tipos de riscos nos negócios

Quando falamos em um plano de gerenciamento de riscos, devemos considerar os diferentes tipos existentes. A seguir, separamos alguns deles, que podemos dividir em:

  • Riscos conhecidos: gestor e equipe têm ciência de sua existência. Sendo assim, é possível se antecipar aos desdobramentos que uma possível ameaça pode provocar;
  • Riscos desconhecidos: não constam nas previsões de uma operação e podem surpreender seus responsáveis com consequências negativas ou positivas;
  • Riscos negativos: ameaçam o equilíbrio e a saúde financeira da empresa, atrasando projetos, ultrapassando tetos de orçamento e quebrando a confiança de parceiros e da imagem com o público;
  • Riscos positivos: riscos em projetos podem ser também uma boa oportunidade de negócio, que ajudam a minimizar tempo de execução, reduzir custos e potencializar as atividades;
  • Riscos individuais: riscos individuais não se aplicam necessariamente à empresa em sua totalidade, mas a um setor específico da organização. Se mal gerenciado, pode afetar o restante do negócio,
  • Riscos gerais: diz respeito às dúvidas em relação a um determinado projeto como um todo e combina diversas probabilidades de diferentes fontes.

New call-to-action

Como fazer a análise de riscos em projetos?

Agora que você já sabe melhor o que é a análise de riscos em projetos, sua importância e os tipos de riscos que envolvem a gestão de projetos, é hora de saber como montar uma boa estratégia e fugir de possíveis efeitos negativos no seu negócio.

Planejamento

Na etapa do planejamento, é preciso analisar o projeto de ponta a ponta, definindo possíveis ameaças e oportunidades. Dessa maneira, toda a equipe pode ficar ciente sobre os momentos que podem trazer riscos e quando um cuidado dobrado será exigido.

Identificação

A identificação dos riscos envolve uma lista com todos os detalhes e as situações que a equipe acredita que podem assolar o projeto e todos os seus desdobramentos em um cenário positivo ou negativo.

Assim, é muito importante contar com informações concretas, para tomar decisões baseadas em dados, evitando prejuízos e acertando o maior número de previsões realizadas na fase inicial. 

A análise SWOT é um bom exemplo disso, reunindo forças (Strenght), fraquezas (Weakness), oportunidades (Opportunities) e ameaças (Threats), para basear o prosseguimento das atividades na empresa.

Análise qualitativa e quantitativa

A análise qualitativa prioriza riscos individuais e identificados. Níveis de urgência e de controle também são fatores considerados em tal quesito. Nessa etapa, cada risco recebe um responsável por assumi-lo e gerenciá-lo. A matriz de risco também é uma ferramenta que pode ser colocada em prática nessa fase.

A análise quantitativa, por sua vez, avalia em métricas e números os impactos causados pelos riscos individuais, e como eles podem afetar a organização por completo. A análise permite descobrir, por exemplo, novos prazos de entrega, se um risco se confirmar.

Resposta e monitoramento

A resposta aos riscos é, de fato, colocar em prática ações que combatam as consequências previstas pela análise até então. O uso de um sistema de gestão é um forte aliado para obter dados atualizados em tempo real, integrando todos os setores e centralizando a comunicação e a gestão da empresa.

É importante lembrar que, mesmo que tudo saia conforme planejado, é fundamental contar com um monitoramento contínuo, reavaliando situações, melhorando estratégias e possíveis respostas e acompanhando a evolução da operação e das tecnologias e metodologias aplicadas no processo.

Análise de riscos em projetos: parte fundamental da gestão

Ao longo deste conteúdo, abordamos o conceito da análise de riscos em projetos, comentando sobre os tipos de riscos presentes em uma operação e oferecendo dicas para realizar uma estratégia eficiente.

A TOTVS acredita no Brasil que faz. Como a maior empresa de tecnologia do país, nossos sistemas atendem a mais de 12 segmentos de mercado, em negócios de pequeno, médio e grande porte.
Se você gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre o tema, conheça as sete alavancas da produtividade apresentadas no mapeamento de processos. Para não perder nenhuma novidade, continue acompanhando o blog da TOTVS e assine a newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.