erp-e-crm

ERP e CRM: Como diferenciar e integrar esses sistemas?

Equipe TOTVS | GESTÃO DE NEGÓCIOS | 15 julho, 2020

Não é de hoje que a tecnologia se coloca como um dos grandes aliados e parceiros necessários dentro das empresas, auxiliando em questões internas e externas e, principalmente, ajudando os gestores em suas tarefas. Exemplos de sistemas dessa natureza são o ERP e CRM.

Capazes de gerar relatórios, analisar dados, gerenciar documentos e fazer a automatização de processos, esses softwares proporcionam as melhores práticas voltadas ao crescimento das organizações. Se você quer saber mais sobre essas ferramentas, particularidades e diferenças, continue com a leitura deste artigo!

Definindo ERP e CRM

No cenário de negócios é possível classificar o sistema ERP como um sistema cujo foco é a gestão empresarial, relacionado às rotinas internas da organização, enquanto o CRM está especificamente ligado ao relacionamento com clientes e vendas. Vamos entender um pouco mais sobre cada um a seguir?

Características do ERP

O ERP (Entreprise Resourcing Planning) consiste em um software extremamente abrangente em suas aplicações, fazendo a integração de dados de diversos setores da empresa. Atuando como um dos pilares da gestão, é capaz de reduzir custos, aumentar a produtividade e possibilitar as melhores decisões estratégicas baseada em dados coletados a partir da padronização dos processos.

Sobre o ERP, suas características também o definem em alguns pontos, como:

  • É um sistema flexível e que se adapta às eventuais mudanças dentro da organização;
  • Utiliza informações reunidas em uma única base de dados, facilitando o acesso,
  • Por meio da automatização, possibilita a coleta de dados e seu tratamento em tempo real, dispensando a execução manual do processo.

Características do CRM

O CRM (Customer Relationship Management) é um software que tem sua atuação voltada à gestão de vendas e relacionamento com clientes. Esse sistema ajuda no acompanhamento de negociações, no contato a longo prazo, auxiliando em práticas de fidelização e retenção do consumidor.

Alguns dos pontos que mais chamam atenção no CRM são:

  • Construção de uma base de dados sobre os clientes, com dados de contato categorizados;
  • Histórico de interações com os consumidores, com a geração de relatórios sobre conclusão e abandono de compra, por exemplo,
  • Segurança da informação comercial e lembretes automáticos para contatos de pós-venda, entrega e visitas.

Nova call to action

Principais diferenças entre ERP e CRM

Provavelmente, a maior diferença entre ERP e CRM se dá pelo fato de que o ERP atua em tarefas mais administrativas e essenciais de uma empresa, como gestão financeira, controle de compras, contas a pagar e receber, emissão de notas, controle de estoque, gerenciamento fiscal e contábil, por aí em diante.

O objetivo maior do software é integrar diferentes áreas de uma organização e garantir uma comunicação eficiente e segura entre os departamentos, facilitando fluxos de informações e de rotinas operacionais e administrativas.

O CRM, por sua vez, se trata de um software voltado para a gestão de vendas e clientes da empresa, preocupado em oferecer o melhor atendimento possível, compreender as dores do público-alvo e diminuir o tempo do ciclo de compra, tornando os processos mais lucrativos e satisfatórios para os consumidores.

Uma vez que a experiência do cliente conta tanto quanto o produto ou serviço comercializado, é tarefa do CRM proporcionar o melhor relacionamento e uma jornada de compra excelente ao cliente, que deve ser constantemente alimentado e ter seu interesse renovado pela marca.

Por que os sistemas ERP e CRM devem trabalhar juntos?

Ambas as ferramentas, ERP e CRM, são fundamentais nas atividades diárias das empresas, e não só podem como devem trabalhar juntas. A integração entre sistemas têm impacto na organização como um todo.

Integrando-se com o departamento financeiro, o setor comercial pode concretizar negociações de vendas com mais agilidade e segurança. O contato com clientes estabelecidos e novos leads também só tem a ganhar, a partir da implementação de uma estrutura padronizada e otimizada das rotinas administrativas, como a gestão eletrônica de documentos.

Outros bons exemplos da integração entre ERP e CRM são os pedidos de compras feitos ao setor comercial, que caminham ao mesmo tempo para o estoque e permitem ganhar tempo na separação e entrega dos itens, em um fluxo de informações claro e objetivo.

Indicadores de desempenho de produtividade e de vendas permitem uma visão mais ampla ao gestor, que acompanha em detalhes os pontos positivos e processos que precisam ser melhorados dentro da empresa, com estratégias alinhadas à meta da organização.

O time de vendas se mantém atualizado sobre mudanças internas como novas formas de precificação, e os processos internos podem se adequar à melhor forma de atuação dos vendedores em uma troca rica e cuidadosa.

Conte com softwares de gestão na sua empresa

Neste conteúdo, falamos sobre os sistemas de gestão ERP e CRM. Passamos por seus conceitos, principais características e as diferenças entre as duas ferramentas, que, unidas, podem trazer inúmeros benefícios ao seu negócio.

A TOTVS é uma empresa 100% brasileira, referência em tecnologia e inovação voltada à gestão e automação de processos. Atuando em mais de 12 segmentos de mercado, nossas soluções atendem organizações de pequeno, médio e grande porte.

Se você gostou deste artigo, confira agora nosso post sobre a importância do backoffice nas empresas. E para não perder nenhuma novidade, continue acompanhando o blog da TOTVS e assine a newsletter para receber conteúdos diretamente em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *