Otimização de custos logísticos: 13 dicas para aplicar

Equipe TOTVS | 07 novembro, 2022

A busca pela otimização de custos logísticos é constante nas empresas preocupadas com sustentabilidade financeira. Em períodos de crise, isso se torna ainda mais relevante considerando a crescente competitividade do mercado.

Com clientes cada vez mais exigentes, gestores procuram formas de manter ou elevar a qualidade do serviço sem aumentar os custos de processos logísticos. Mas será que isso é possível? Como otimizar os custos?

É preciso aprimorar as operações na cadeia de suprimentos e elevar a eficiência dos processos para promover a redução de custo na logística. 

Por isso, apresentamos a seguir 13 dicas para otimizar esses custos. Mas antes disso, você sabe o que são custos logísticos? E quais são os custos logísticos? Confira!

O que são custos logísticos? 

Os custos logísticos são todos os investimentos associados à movimentação, à armazenagem e à manipulação de produtos para atender ao cliente.

Na definição do IMA (Institute of Managements Accountants ou, em tradução livre, Instituto dos Contadores Gerenciais), custos logísticos são os “custos de planejar, implementar e controlar todo o inventário de entrada (inbound), em processo e de saída (outbound) desde o ponto de origem até o ponto de consumo”. 

Ou seja, são custos presentes em todas as etapas do processo logístico, desde o transporte até a entrega do produto final. 

É importante destacar que eles representam uma parcela significativa dos custos totais de uma empresa e que sua redução impacta diretamente no resultado final.

Agora que você entendeu o que são custos logísticos, vamos conhecer quais são os principais gastos na logística empresarial.

Quais são os principais custos logísticos?

Os principais custos logísticos estão relacionados a transporte, armazenagem, manipulação e movimentação de mercadorias. 

Quer entender melhor quais são os custos logísticos? Veja a seguir:

  • Custos de embalagem: é o custo associado às embalagens utilizadas para proteger e transportar as mercadorias;
  • Custos de movimentação: está relacionado aos custos com a manipulação das mercadorias durante as diversas etapas do processo logístico;
  • Custos de inventário: é o custo decorrente da necessidade de manter um estoque de mercadorias para atender aos pedidos dos clientes;
  • Custos logísticos de transporte: envolve o custo com o modal utilizado para o transporte das mercadorias, bem como todos os custos adicionais, como pedágio e seguro;
  • Custos logísticos de armazenagem: refere-se aos custos com o aluguel do espaço físico para armazenar as mercadorias, bem como os custos de estrutura e equipamentos.

Além dos custos de movimentação e armazenagem, transporte, inventário e embalagem, podemos mencionar ainda custos associados, como o custo tributário, tecnológico e de pessoal.

Diante de tantos gastos, o gestor empresarial deve se perguntar: como podemos proceder para otimizar os custos logísticos?

Nova call to action

13 dicas para fazer a otimização de custos logísticos

Você sabe o que significa otimização de custos? Quando falamos em gestão de custos logísticos, devemos pensar que o objetivo final é maximizar os lucros da empresa. Para tanto, é preciso reduzir os custos, o capital e melhorar os serviços.

Ou seja, é preciso ter uma estratégia logística assertiva para reduzir os custos de movimentação e armazenagem, transporte e todos os outros que citamos.

Confira a seguir 13 dicas para fazer a redução de custo na logística!

1. Mapeie todas as operações

O primeiro passo para otimizar os custos logísticos é mapear todos os processos logísticos e as operações da empresa, identificando oportunidades de melhoria. Isso porque, sem o conhecimento das necessidades e demandas do negócio, é impossível otimizar o processo.

Ao conhecer as práticas adotadas, é possível entender os gargalos, as perdas e os desperdícios.

2. Monitore indicadores estratégicos

Após o mapeamento das operações, o gestor deve acompanhar os principais indicadores para fazer a otimização dos custos logísticos.

Dentre eles, podemos citar o número de entregas no prazo, o tempo médio da entrega, os custos de transporte, movimentação e armazenagem, o lead time e o nível médio de estoque.

Com os indicadores, é possível enxergar as possibilidades de melhorias na gestão de custos logísticos devido ao maior controle das atividades.

3. Acompanhe as finanças do negócio

Se estamos falando em otimizar os custos de processos logísticos, é fundamental acompanhar as finanças do negócio, certo?

O gestor é capaz, por exemplo, de apontar com exatidão quais são os custos fixos e variáveis? E quando o custo é fixo, mas tem componentes variáveis, como o gasto com eletricidade? 

Entender o que compõem as finanças empresariais e os custos relacionados é o que permite o controle do orçamento e o planejamento das atividades, evitando o desperdício de recursos e otimizando seu uso.

4. Faça o devido controle do estoque e armazenagem

A otimização de custos logísticos também passa pelo controle do estoque e armazenagem. Ou seja, é preciso garantir o armazenamento adequado das mercadorias para reduzir o custo com inventário e aumentar a produtividade da empresa.

Um bom exemplo deste controle é lidar com a sazonalidade das datas comemorativas. Imagine que você possui uma loja de eletrodomésticos e sabe que, no Natal, a venda de air fryer é mais alta.

Você deve ter um nível de estoque maior para esta mercadoria para equilibrar a oferta e a demanda. Ainda assim, este nível deve ser ideal para que os produtos não fiquem parados, o que acarreta perda financeira, ou faltem, o que resulta em vendas perdidas.

5. Avalie a performance dos equipamentos logísticos

Outra maneira de promover a redução de custo na logística é avaliar a performance dos equipamentos utilizados na cadeia de suprimentos.

Paletes, empilhadeiras e transportadores contínuos, por exemplo, são muito utilizados em etapas de deslocamento e armazenamento dos produtos em galpões

Monitorar a performance desses equipamentos é ter em mãos informações importantes sobre gargalos e sobrecargas que encarecem os processos.

Portanto, para evitar essas falhas e garantir a eficiência da sua operação, faça a análise de custos logísticos associados a esses equipamentos, tais como manutenção e substituição.

6. Tenha uma boa relação com fornecedores

Como podemos proceder para otimizar os custos logísticos? Com uma boa relação com os fornecedores.

Uma parceria bem sucedida possibilita a negociação de descontos e condições especiais, como o envio de mercadorias com rapidez. Tudo isso se traduz na redução de custo na logística.

Você sabe quais são os fornecedores que prestam os melhores serviços e monitora o desempenho deles? Faz cotações de preços? A comunicação entre as partes é transparente? 

Essas são práticas que contribuem para melhorar a gestão de custos logísticos.

7. Conte com equipes versáteis e capacitadas

Para otimizar os custos logísticos, é importante contar com equipes versáteis e capacitadas, ou seja, que sejam capazes de lidar com diversas tarefas. 

Profissionais com determinadas habilidades comportamentais, como autonomia e proatividade, são aliados na hora de identificar gargalos nas operações ou propor melhorias para os processos.

Isso permite a otimização do uso dos recursos e a redução de custo na logística

8. Invista na melhoria contínua

A otimização dos custos logísticos não é um processo estático, motivo pelo qual é preciso investir constantemente na melhoria dos processos. 

Isso significa que o gestor deve monitorar os indicadores definidos para avaliar potenciais falhas na gestão de custos logísticos com o fim de corrigi-las.

Além disso, deve buscar soluções inovadoras para aprimorar o uso dos recursos, como o uso de tecnologias de roteirização.

9. Defina o modal de transporte adequado

Um ponto importante da análise de custos logísticos é o modal de transporte. Para reduzir custos, é preciso escolher o modal mais adequado e que melhor atende às necessidades da empresa. 

Pense que o tipo de transporte de cargas deve cumprir o seu propósito, que é entregar as mercadorias íntegras ao cliente. Por isso, sua escolha deve se basear no custo-benefício, não somente no preço.

Para tanto, avalie as características da mercadoria, o volume da entrega, a distância a ser percorrida, o prazo desejado e outros fatores que podem interferir na escolha.

10. Aproveite a capacidade dos veículos

Para ter redução de custo na logística, não basta escolher o modal de transporte mais adequado. É preciso aproveitar a capacidade dos veículos, quando for escolhido o transporte rodoviário. 

Em outras palavras, é fundamental utilizar o transporte para o número de mercadorias que o veículo pode carregar, o que promove a redução do custo do frete e otimiza o uso dos recursos.

11. Conte com a tecnologia para automatizar tarefas

A tecnologia é uma grande aliada para o setor logístico em geral, mas quando pensamos na análise de custos logísticos e nas práticas para sua otimização, ela se torna imprescindível. 

Isso porque ela permite um melhor uso dos recursos ao automatizar tarefas. Emitir documentos e notas fiscais se torna mais simples, assim como traçar rotas, obter dados estatísticos e calcular custos operacionais gerais.

Portanto, busque por soluções que facilitem a realização de tarefas e confiram eficiência aos seus profissionais.

12. Invista em sistemas integrados

Os sistemas integrados também são uma ótima solução para a otimização de custos logísticos, pois permitem o gerenciamento e o controle das atividades de forma mais eficaz.

Na prática, ele evita o desencontro de informações e a perda de dados, contribuindo para a visibilidade e precisão das tarefas, como monitoramento de desempenho e controle de estoques.

13. Faça o planejamento das rotas

Por fim, nossa última dica para aprimorar a gestão de custos logísticos é fazer o planejamento das rotas, ou seja, escolher o melhor caminho para o transporte das mercadorias. 

O ponto positivo é que isso não precisa ser feito manualmente, o que seria algo muito ineficiente e demorado.

É possível utilizar um roteirizador, software que faz todo o planejamento das operações logísticas e contribui para que o negócio reduza custos e atinja mais eficiência.

Você sabia que essa tecnologia pode contribuir para melhorar o consumo de combustível? Dados da OptimoRoute apontam que é possível economizar até 20% da quilometragem de cada rota.

Com o roteirizador, portanto, o gestor poderá reduzir custos de entrega e eventuais prejuízos relativos à satisfação do cliente, pois evita a perda de prazo e qualidade.

Com essas dicas, você pode otimizar os custos logísticos da sua empresa e garantir o melhor funcionamento da cadeia de suprimentos.

E, como você viu, uma das formas é utilizar tecnologias inteligentes na gestão logística, como é o caso do TOTVS Planejamento de Rotas.

TOTVS Planejamento de Rotas

O TOTVS Planejamento de Rotas é uma ferramenta interessante para aprimorar sua gestão de custos logísticos.

A solução da maior empresa de tecnologia do Brasil contribui para que as empresas façam mais entregas em menos tempo com o menor custo possível.

Isso porque o software conta com um módulo de otimização de rotas que permite o planejamento das atividades. 

Por meio da geolocalização, ele é capaz de traçar rotas inteligentes para que os veículos da sua frota rodem mais rápido e consumam menos combustível. 

Já pensou em traçar rotas que evitam os postos de pedágio? Com a TOTVS Planejamento de Rotas é possível!

Além disso, o sistema é integrado com outros módulos, o que facilita o gerenciamento das operações.

Portanto, se você precisa de mais eficiência em seus processos de transporte para potencializar seu ROI, faça o planejamento de rotas com a TOTVS!

Conheça e teste a melhor ferramenta para planejamento de rotas!

Conclusão

A otimização de custos logísticos é fundamental para maximizar os lucros da empresa e alcançar mais eficiência nas operações. 

Em todas as etapas do processo logístico, do transporte à entrega do produto ao consumidor final, o gestor deve se atentar às práticas adotadas para encontrar pontos de melhoria.

Além de mapear as operações e monitorar os indicadores, é fundamental fazer um bom controle de estoque e acompanhar as finanças do negócio.

Essas são apenas algumas dicas que podem contribuir para a redução de custos na logística, como demonstramos.

A tecnologia será uma grande aliada em todas as etapas dessa gestão, seja para planejar rotas, seja para automatizar processos administrativos. Entenda como fazer otimização logística na sua empresa!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.