IFRS S1 e S2: uma nova maneira de adequar as empresas a sustentabilidade

Equipe TOTVS | 27 maio, 2024

As IFRS S1 e S2 são normas desenvolvidas por entidades internacionais para monitorar a conformidade das empresas com a sustentabilidade.

Gestores corporativos comprometidos com a sustentabilidade e práticas de ESG (Environmental, Social, and Governance) precisam integrar essas normas a suas operações com eficiência.

Especialmente no Brasil, a aplicação dessas normas indica uma direção onde transparência e responsabilidade ambiental se tornam aspectos essenciais da gestão corporativa sustentável.

Para que as empresas possam se adaptar a essas práticas, é preciso planejamento e recursos para uma estruturação adequada da operação.

Entenda qual o papel da tecnologia nesse gestão e veja os principais aspectos dessas normas antes de aplicar na sua empresa. 

O que são as normas IFRS S1 e S2?

As normas IFRS S1 e S2, desenvolvidas pela International Financial Reporting Standards Foundation, representam uma evolução significativa no campo da contabilidade e reporte financeiro, com foco em sustentabilidade. 

A norma IFRS S1 diz respeito à divulgação de informações de sustentabilidade geral, abordando tópicos como governança, estratégias, riscos e oportunidades relacionadas ao desempenho sustentável da empresa. 

Por sua vez, a IFRS S2 se concentra em divulgar detalhes específicos sobre impactos climáticos, incluindo as emissões de gases de efeito estufa e riscos relacionados ao clima, que possam afetar a saúde financeira da organização. 

Em conjunto, essas diretrizes buscam padronizar e aprimorar a transparência das informações relacionadas à sustentabilidade nas práticas corporativas globais.

Por que essas regulamentações foram criadas?

As normas IFRS S1 e S2 surgiram como uma resposta à crescente demanda por transparência e responsabilidade corporativa em questões ambientais, sociais e de governança (ESG). 

Diante de desafios globais como as mudanças climáticas e a sustentabilidade, essas regulamentações foram criadas para estabelecer padrões de relatórios financeiros.

Os documentos devem incluir os impactos não financeiros relevantes para a tomada de decisão dos stakeholders. 

Ao padronizar a divulgação de informações relacionadas à sustentabilidade, as IFRS S1 e S2 visam melhorar a comparabilidade e a relevância das informações, incentivando assim as empresas a adotarem práticas mais sustentáveis.

Entenda melhor o que diz cada uma dessas normas

Entenda os detalhes das normas IFRS S1 e S2, as quais estruturam a governança corporativa em questões de sustentabilidade e impacto climático:

IFRS S1

A norma IFRS S1 é voltada para a divulgação de informações de sustentabilidade geral das empresas. 

Estabelece uma estrutura padronizada para reportar aspectos essenciais sobre governança, estratégias, políticas e práticas relacionadas à sustentabilidade.

Considera também as metas, riscos e oportunidades que a prática sustentável acrescenta às corporações. 

Isso inclui a forma como essas questões integradas à sustentabilidade são geridas e influenciam a tomada de decisões

Seu objetivo é assegurar que os investidores e outras partes interessadas recebam dados consistentes e comparáveis para avaliar o desempenho ESG das organizações.

IFRS S2

A norma IFRS S2 zela por uma divulgação transparente e detalhada do impacto climático das operações de uma empresa. 

É uma ferramenta-chave para a adaptação às demandas crescentes por responsabilidade ambiental, exigindo das entidades o reporte de emissões de gases de efeito estufa, exposição a riscos climáticos e as respectivas estratégias de mitigação. 

No Brasil, a conformidade com a norma reforça o compromisso empresarial com a sustentabilidade, além de se alinhar com expectativas globais, promovendo resiliência e competitividade no mercado. 

Impactos e aplicações da IFRS S1 e S2 no Brasil

No Brasil, as normas IFRS S1 e S2 estão redefinindo a maneira como as empresas reportam questões de sustentabilidade e impactos climáticos. 

Isso implica uma evolução significativa na governança corporativa, aumentando a credibilidade e a confiança dos investidores. 

Ao se comprometer com esses padrões internacionais, o país se destaca no cenário global para negócios sustentáveis e investimentos responsáveis. 

Porém, a transição exige que as companhias ajustem seus sistemas contábeis e de gestão — um desafio técnico, estratégico e tecnológico. 

As empresas devem se preparar para as mudanças, utilizando tanto a expertise interna quanto soluções especializadas para garantir conformidade e excelência no novo paradigma de reportes financeiros e de sustentabilidade.

Quais serão os impactos nas empresas?

A implementação das normas IFRS S1 e S2 no Brasil trará mudanças significativas nas empresas, principalmente ao enfatizar a transparência na divulgação de informações de sustentabilidade e impactos climáticos. 

As organizações serão compelidas a integrar práticas sustentáveis e critérios de ESG mais rigorosos em seus modelos de negócios, estratégias de crescimento e relatórios financeiros. 

Este movimento não só ressalta a carteira de responsabilidade social das empresas, como impulsiona a atratividade para investimentos conscientes. 

Os impactos incluem a reavaliação de riscos operacionais e financeiros, implementação de medidas sustentáveis e o fortalecimento do compromisso corporativo com as questões ambientais, sociais e de governança.

TOTVS Consulting

Com o avanço das discussões sobre sustentabilidade e a importância crescente dos conceitos de ESG nas estratégias corporativas, a TOTVS Consulting se torna um parceiro estratégico fundamental. 

Essa solução TOTVS traz recursos avançados para auxiliar as empresas na gestão eficiente de documentos e na implementação de práticas de ESG, assegurando conformidade com normativas atuais e fomentando uma cultura organizacional responsável.

Possuindo uma profunda compreensão das tendências de mercado e as necessidades específicas de cada negócio, a TOTVS Consulting viabiliza o alinhamento entre os objetivos empresariais e os critérios de sustentabilidade.

Se sua empresa quer se posicionar na vanguarda da responsabilidade socioambiental, a TOTVS Consulting é a escolha acertada para uma transição harmoniosa e benéfica. 

Saiba mais sobre mais essa solução TOTVS.

Conclusão

O universo das normas IFRS S1 e S2 implica em um novo paradigma para as empresas quando o assunto é sustentabilidade.

Compreender suas funções, importância de sua criação e como adequar as operações às demandas de ESG é fundamental para responsabilidade corporativa 

Vimos também os impactos significativos que essas diretrizes trarão para as empresas no Brasil, ressaltando a necessidade de gestores estarem preparados para integrá-las em suas práticas de negócios.

O caminho para uma conformidade bem-sucedida e uma gestão de documentos eficiente passa por parceiros como a TOTVS Consulting.

A ferramenta fornece os recursos necessários para as empresas não somente atenderem às exigências das normas, mas também elevarem seus critérios de ESG.

Além disso, a integração com outras soluções TOTVS pode potencializar a eficiência na gestão da sua empresa.

E para não perder sempre que sair alguma novidade no blog da TOTVS, assine nossa newsletter e receba em primeira mão no seu e-mail.

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.