O que é reshoring e qual seu impacto nas indústrias?

Equipe TOTVS | GESTÃO INDUSTRIAL | 18 setembro, 2020

Você sabe o que é reshoring? Esse conceito diz respeito ao retorno das indústrias para o seu país de origem. A transferência da base de uma empresa para outro país tem sofrido um revés, e muitas companhias têm optado por voltar à sua terra natal.

Seja por taxas de fretes maiores, fornecedores inflexíveis, fuso horário ou problemas de linguagem, o fato é que o retorno das organizações para seus territórios iniciais causa um impacto no segmento como um todo. Para entender mais sobre esse assunto, continue com a leitura deste artigo!

O que é reshoring?

O termo conhecido como reshoring consiste na retomada dos processos industriais em caráter nacional. Segue a linha contrária do offshoring, onde a supply chain, ou cadeia de suprimentos, é movida para outro país, em que são oferecidas condições mais favoráveis, sobretudo no âmbito financeiro.

O reshoring manufacturing, como também é conhecido, começou a tomar força a partir da virada do século, no ano 2000, com uma crise econômica de nível global, que introduziu um controle de custos extremamente rígido às organizações.

Os Estados Unidos e a Itália trataram de encabeçar o retorno de suas cadeias produtivas para o território nacional, muitas delas fixadas na China, Índia e no Leste Europeu.

Por que fazer o reshoring?

É inegável que o baixo custo de mão de obra estrangeira foi responsável pela migração das empresas, mas, com a equiparação salarial aumentando cada vez mais, somada às despesas com logística e taxas alfandegárias, o custo-benefício passou a ser menos atrativo. 

Outro fator de grande influência foi a transformação digital, diretamente responsável pelo maior nível de exigência dos consumidores, bem como sua conscientização sobre a valorização de produtores e comerciantes locais. Quesitos como controle de qualidade e rastreabilidade dos produtos consumidos também têm grande importância no processo.

Impactos do reshoring na indústria

O reshoring da cadeia produtiva certamente provoca um impacto positivo aos países que “repatriam” suas indústrias. Começando pela retomada do contato da organização com sua cultura de origem, o movimento também possibilita o crescimento do PIB nacional.

A geração de novos empregos também é outro ponto de destaque. Entre as principais vantagens observadas pelo retorno da gestão de cadeia de suprimentos aos seus países de origem, estão:

  • Maior segurança da informação;
  • Garantia de capital intelectual;
  • Redução do tempo de produção e lançamento de novos produtos;
  • Gestão da qualidade potencializada, por meio do contato direto e dados consolidados;
  • Redução do índice de turnover,
  • Fluxo de dados e comunicação otimizados, sem gargalos impostos por fusos horários.

Nova call to action

O que considerar para adotar o reshoring?

Colocar uma cadeia de suprimentos global em prática foi uma tendência consideravelmente expressiva na virada do século. No entanto, o retorno das matrizes industriais às suas localizações originais tem sido observado em larga escala.

É importante ressaltar que esse movimento exige um planejamento estruturado e um cálculo de custos preciso, uma vez que o processo como um todo pode causar o efeito contrário ao esperado.

Para um reshoring seguro e bem-sucedido, é fundamental considerar detalhes como adequação à legislação e toda a infraestrutura envolvida. Nesse sentido, ter decisões guiadas por dados é ideal para entender e pesar os prós e contras de retornar ao território nacional.

A robotização e a automação de processos também contribuem para a repatriação das indústrias e o crescimento de uma economia sustentável. Com atividades mecânicas e repetitivas automatizadas, o capital humano da indústria pode brilhar, gerando valor em funções que exigem estratégia e raciocínio.

É fundamental, portanto, tratar a inovação como um dos pilares para uma nova forma de se estabelecer no mercado nacional e proporcionar um diferencial competitivo.

Conte com a tecnologia na sua cadeia produtiva

Ao longo deste conteúdo, discutimos sobre o reshoring. Apresentamos seu conceito, falamos sobre seu significado e como se deu seu surgimento. Abordamos também os benefícios apresentados por essa prática, e quais os impactos provocados para as indústrias e para as pessoas envolvidas no processo.

A TOTVS, mais do que nunca, acredita no Brasil que faz. Posicionando-se como a maior empresa de tecnologia do país, estamos ao lado de organizações de pequeno, médio e grande porte, com sistemas e softwares que se encaixam nas necessidades de cada negócio.

Se você gostou deste artigo e deseja saber mais sobre o tema, saiba por que considerar a implementação do robotic process automation na sua indústria. Continue acompanhando o nosso blog e não deixe de assinar a newsletter, para receber todas as novidades diretamente em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.