Tipos de criptografia: os principais e quando usá-los

Equipe TOTVS | 07 dezembro, 2023

A criptografia é um campo fundamental da segurança da informação: ela transforma dados em um formato ilegível chamado de texto cifrado, tornando-as inacessíveis sem a chave. 

Mas existem diferentes tipos de criptografia, ou seja, várias formas de fazer com que as informações legíveis virem um formato ilegível e ininteligível.

Isso quer dizer que cada um tem as suas características e aplicabilidades específicas. Mas quais são elas?

Neste artigo, exploraremos os principais tipos e entenderemos em quais situações cada um deles é mais adequado!

Quais são os principais tipos de criptografia?

Há uma imensidão de formas de criptografia utilizados na segurança da informação.

No entanto, embora não seja possível apresentar todos os tipos de criptografia, há algumas que merecem mais destaques e que iremos falar a seguir. 

Acompanhe!

Chave simétrica

Também conhecida como chave secreta, é um tipo de criptografia simples no qual a mesma chave é usada tanto para criptografar quanto para descriptografar a informação. 

Esse é um processo mais rápido e eficiente em termos de recursos computacionais.

Por essa razão, é amplamente utilizado em situações em que a comunicação ocorre entre entidades confiáveis e a chave secreta pode ser compartilhada previamente.

Chave assimétrica

A chave assimétrica é o oposto da simétrica. Ela também leva o nome de chave pública. O objetivo é usar um par de chaves diferentes: uma chave pública para criptografar os dados e uma chave privada correspondente para descriptografá-los. 

A chave pública pode ser compartilhada amplamente, enquanto a chave privada deve ser mantida em segredo pelo destinatário. 

A solução assimétrica é usada principalmente para autenticação, garantindo a confidencialidade e integridade dos dados.

Criptografia de hash

criptografia de hash

Um algoritmo de hashing transforma uma quantidade de dados em um valor fixo, geralmente uma sequência de caracteres, chamada de hash. 

É uma operação unidirecional, o que significa que é difícil (teoricamente, impossível) reverter o processo e obter os dados originais a partir do hash. 

Os hashes são usados para verificar a integridade dos dados, garantindo que não tenham sido modificados.

O SHA-256 (Secure Hash Algorithm 256 bits), por exemplo,  é um algoritmo de hashing criptográfico amplamente utilizado para garantir a integridade dos dados. 

Ele pertence à família de algoritmos SHA-2, desenvolvida pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) dos Estados Unidos.

DES (Data Encryption Standard)

O DES é um algoritmo simétrico amplamente utilizado nas décadas de 1970 e 1980. Embora não seja mais considerado seguro o suficiente para muitas aplicações, ainda é usado em alguns sistemas legados. 

Seu uso principal hoje em dia é como um bloco de construção para algoritmos mais recentes, como o 3DES.

3DES (Triple DES)

O 3DES, como você deve imaginar, é uma melhoria do DES original. Ele aplica o algoritmo DES três vezes com diferentes chaves, o que aumenta significativamente a segurança. 

As chaves simétricas são de 56 bits cada, gerando uma chave total de 168 bits.

Embora tenha sido amplamente utilizado no passado, hoje em dia sua utilização é principalmente para interoperabilidade com sistemas mais antigos.

DESX

O DESX é um dos tipos de criptografia que funciona como uma variação do DES que adiciona um passo de “XOR” antes e depois da aplicação do algoritmo. 

Ele adiciona 64 bits antes de criptografar, aumentando a resistência contra força bruta. A técnica visa aumentar a segurança do DES original, tornando-o menos vulnerável a ataques conhecidos.

No entanto, ainda não é imune a criptoanálises.

Blowfish

O Blowfish é um algoritmo simétrico de chave variável e usa blocos de 64 bits e chaves variáveis de até 448 bits.

Ele é conhecido por sua rapidez e flexibilidade, sendo amplamente usado em diversas aplicações. É uma opção popular para criptografia de arquivos e proteção de senhas.

Twofish

O Twofish é um tipo de criptografia simétrica desenvolvido como uma alternativa ao DES. E como o nome sugere, é também o sucessor do Blowfish.

Ele usa blocos de 128 bits e chaves variáveis de até 256 bits. É conhecido por sua segurança de dados e eficiência, e é usado em aplicativos que exigem uma criptografia forte.

SAFER

O SAFER (Secure And Fast Encryption Routine) é uma família de algoritmos simétricos. Esse é um dos tipos de criptografia que usa blocos de 64 ou 128 bits e chaves de 64, 128 ou 256 bits. 

Ele oferece diferentes níveis de segurança e velocidade, permitindo que se escolha o mais adequado para a aplicação específica.

AES (Advanced Encryption Standard)

O AES é um algoritmo de criptografia simétrica amplamente adotado em todo o mundo. Por exemplo, substituiu o DES como o padrão do governo dos Estados Unidos 

O AES usa um algoritmo de chave simétrica que pode ter 128, 192 ou 256 bits. Ele é conhecido por sua segurança e eficiência. 

Também tem várias aplicações, desde a proteção de dados em trânsito até o armazenamento seguro de informações sensíveis.

IDEA (International Data Encryption Algorithm)

O IDEA é um algoritmo de criptografia simétrica amplamente utilizado em várias aplicações de segurança. Ele é conhecido por sua simplicidade e desempenho eficiente em plataformas com recursos limitados.

RSA

O RSA é um algoritmo assimétrico que utiliza um par de chaves: uma chave pública para criptografar os dados e uma chave privada correspondente para descriptografá-los. 

Ele é amplamente utilizado para autenticação, troca de chaves e assinaturas digitais. O RSA é especialmente útil quando há necessidade de comunicação segura entre duas partes sem compartilhamento prévio de chaves.

SSL (Secure Sockets Layer)

O SSL é um protocolo de segurança que utiliza criptografia assimétrica e simétrica para proteger as comunicações na Internet. 

É bastante usado em transações online, como compras e acesso a páginas seguras. Cham atenção porque garante a confidencialidade, autenticidade e integridade das informações transmitidas.

Camellia

Finalmente, o Camellia é um algoritmo simétrico que oferece um alto nível de segurança e desempenho. 

Ele foi desenvolvido conjuntamente por pesquisadores do Japão e da França e é usado em várias aplicações, incluindo segurança de redes e criptografia de dados.

Cada um desses algoritmos tem suas características e pontos fortes específicos, tornando-os adequados para diferentes cenários e requisitos de segurança. 

A escolha do algoritmo depende do contexto da aplicação, das necessidades de segurança e das limitações dos recursos disponíveis.

Quais as criptografias mais usadas?

tipos de criptografia mais usados

Depois de conhecer tantos tipos de criptografias, você deve estar se perguntando quais são as mais utilizadas, certo?

A verdade é que não há uma resposta definitiva para quais são os tipos de criptografias mais usadas, pois isso depende do contexto, da finalidade e da preferência de cada usuário ou organização. 

No entanto, alguns que são bastante populares e reconhecidos pela sua segurança e eficiência são:

  • AES, que é usado pelo governo dos EUA e por várias outras organizações;
  • RSA, que serve para assinaturas digitais, autenticação e troca de chaves12.
  • SSL, que é usado em transações online, como compras e acesso a páginas seguras;
  • Camellia, que é um dos algoritmos recomendados pela Agência Europeia para a Segurança das Redes e da Informação (ENISA);
  • SHA256, que é usado em várias aplicações na internet, como na rede blockchain do Bitcoin.

TOTVS Assinatura Eletrônica

A criptografia desempenha um papel crucial na segurança da informação e na proteção de dados sensíveis em um mundo digital interconectado. 

Pensando nisso, a maior empresa de tecnologia do Brasil desenvolveu o TOTVS Assinatura Eletrônica. 

Esse sistema centralizado garante máxima segurança e eficiência no gerenciamento de processos, seja utilizando assinaturas eletrônicas ou assinaturas digitais com certificados do tipo A1 e A3. 

Com recursos mobile, ele agiliza o processo de assinatura e validação de documentos. Além disso, o sistema está em total conformidade com a LGPD, permitindo que sua empresa atenda aos requisitos legais na proteção de dados sensíveis. 

Ao utilizar nosso padrão SHA256, reconhecido como um dos mais robustos do mercado, nosso software também garante total segurança em suas assinaturas eletrônicas ou digitais.

Aproveite para conhecer ainda mais sobre a nossa solução em assinatura eletrônica!

Conclusão

Por meio dessa prática, é possível garantir a confidencialidade dos dados, impedindo o acesso não autorizado a informações sensíveis. E isso pode ser feito de várias formas.

Os tipos de criptografia como AES, RSA, SSL, Camellia e SDHA256 são amplamente utilizados para proteger dados em trânsito e armazenamento seguro. 

Eles são alguns exemplos eficientes e adequados para aplicações que exigem uma segurança forte.

Gostou de aprender mais sobre o assunto em nosso guia completo? 

Esperamos que esse material tenha sido útil para você;

Entender mais sobre segurança das informações é essencial. Portanto, leia também sobre política de segurança da informação!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.