Dicionário Protheus: os detalhes da migração para o banco de dados

Paradas bruscas no ambiente do Protheus que são causadas, por exemplo, por uma queda de energia são um motivo de preocupação de todas as equipes de TI que utilizam o sistema de gestão. Afinal, há o risco de os metadados terem se corrompido, o que compromete todo o fluxo de informações válidas — e pode ser bem difícil voltar ao estado anterior sem prejuízos.

 

Para que esse problema não aconteça, a equipe de desenvolvimento do Framework Protheus da TOTVS lançou uma novidade: a migração do Dicionário de Dados para o Banco de Dados. Ficou interessado em saber como funciona? Então continue a leitura deste artigo, pois conversamos com o Gerente de Engenharia de Software do Protheus, Ivan Cabral, que explicou mais detalhes dessa melhoria no Dicionário do Protheus.

O que é o Dicionário de Dados do Protheus?

Toda a solução Protheus é baseada em Dicionários de Dados, ou seja, uma série de informações reunidas em metadados. É neles que são criadas as regras de negócios a partir da combinação de referências que você tem.

 

Todos os atributos e definições de estrutura de dados necessários estão armazenados nesse Dicionário. Com eles, é possível criar as tabelas que ficam no Banco de Dados”, explica Ivan Cabral. Por exemplo: se você deseja fazer um formulário de cadastro de cliente, o Dicionário de Dados terá todos os campos que são necessários para isso, como nome, código, endereço, regras de validação, máscara de dados, entre outros.

 

Contar com um Dicionário de Dados em um sistema de gestão como o Protheus facilita o dia a dia de desenvolvedores, pois reduz a quantidade de códigos necessários para realizar uma personalização no seu ERP.

 

Caso precise de uma tabela para persistir as informações de um determinado dado, por exemplo, você pode ir nesse Dicionário de Dados e cadastrar os atributos. Quando chegar no sistema e fizer uma referência a eles, o ERP já cria essa tabela no Banco de Dados e você consegue também criar os relatórios e serviços baseados neles”, detalha o Gerente de Engenharia de Software da TOTVS.

Quais são as novidades no Dicionário do Protheus?

Junto ao lançamento do binário Lobo-Guará, a TOTVS trouxe uma série de novidades para os clientes que utilizam o ERP Protheus. Uma delas foi a possibilidade de migração do Dicionário de Dados e os arquivos transacionados pelo Framework Protheus tais como, usuários, menus, help e profile que antes ficavam na pasta \Protheus_data\System no File System, para o Banco de Dados. Grande parte dos arquivos temporários foram transferidos para a área temporária do Banco de Dados.

 

Com isso, você não precisa mais se preocupar caso aconteça qualquer interrupção no ambiente do sistema de gestão. É muito mais simples e fácil voltar ao ponto em que estava anteriormente. A migração proporciona ainda uma melhor gestão da configuração e centraliza todos os seus metadados e dados em apenas um só lugar. Ivan Cabral destaca que “isso também simplifica a instalação para o cliente, porque você deixa de ter um componente a mais para configurar e para preocupar com os logs”.

O que é necessário para fazer a migração?

Os clientes que já utilizam o Protheus na versão 12.1.23, lançada em fevereiro de 2019, podem começar a fazer a migração do Dicionário de Dados para o Banco de Dados. O primeiro passo é utilizar a nova ferramenta disponibilizada para você, o TOTVS CodeAnalysis.

 

A ideia desse serviço é avaliar o código-fonte para ver se não tem algum code smell, bugs ou detalhes que precisam ser corrigidos nos códigos que foram personalizados por você. A partir dessa análise feita pelo TOTVS CodeAnalysis, você faz as correções necessárias e submete para a reavaliação da equipe TOTVS.

 

Essa etapa é importante tanto para a padronização de desenvolvimento de códigos quanto para o ganho em velocidade de até dez vezes em relação à performance do produto. “Uma vez que a ferramenta avalia que os códigos estão em conformidade com as regras para ir para o Dicionário no Banco de Dados, o cliente recebe uma chave de acesso para prosseguir com a migração”, explica Ivan Cabral.

 

Após passar por esse processo, basta consultar quais são os demais pré-requisitos para a mudança. Assim como no lançamento de qualquer novidade referente aos produtos TOTVS, as instruções para migração do Dicionário de Dados para o Banco de Dados estão disponíveis no TOTVS Developer Network (TDN). Além disso, você pode, a qualquer momento, solicitar o suporte da equipe para entender melhor o processo.

 

Quer ficar sempre por dentro das novidades e tirar todas as suas dúvidas sobre os nossos produtos? Acompanhe a nossa central de relacionamento com os desenvolvedores!

ERP por assinatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *