Ponto de equilíbrio contábil: o que é, importância e como calcular

O ponto de equilíbrio contábil é quando a receita total se iguala ao total de custos e despesas financeiras da empresa. Um faturamento inferior a esse valor indica que a empresa teve prejuízo e não terá recursos financeiros em caixa para pagar as suas contas mensais. Ou seja, é fundamental que as empresas busquem encontrar …

Equipe TOTVS | 16 novembro, 2021

O ponto de equilíbrio contábil é quando a receita total se iguala ao total de custos e despesas financeiras da empresa. Um faturamento inferior a esse valor indica que a empresa teve prejuízo e não terá recursos financeiros em caixa para pagar as suas contas mensais.

Ou seja, é fundamental que as empresas busquem encontrar o ponto de equilíbrio contábil para conseguir ter sucesso e manter a saúde financeira

Afinal, esse índice representa o mínimo necessário que deve ser realizado para o gestor pagar as contas mensais. Caso contrário, só haverá prejuízo

Ao realizar esse cálculo, é possível identificar se a melhor estratégia é reduzir os custos ou aumentar as vendas. 

Mas como fazer esses cálculos, na prática? Como descobrir a margem de segurança e de contribuição? 

No texto a seguir, respondemos essas perguntas e te mostramos como esse valor pode influenciar o sucesso do seu negócio com exemplos. Vamos lá?

O que é ponto de equilíbrio contábil?

O ponto de equilíbrio contábil é quando a receita total de uma empresa se iguala ao total de seus custos e despesas financeiras. 

Um faturamento inferior a esse valor indica que a empresa teve prejuízo e não terá todos os recursos financeiros em caixa para pagar as suas contas mensais, fazendo com que ela opere no famoso vermelho

Essa é uma variável importante que todo gestor precisa conhecer, pois ela indica o número de vendas mínimas necessárias a cada mês. 

Logo, o indicador pode ser utilizado para determinar as metas da organização conforme a sua capacidade produtiva.

Para que serve o ponto de equilíbrio contábil?

O ponto de equilíbrio contábil é um cálculo usado para que as empresas possam ter um indicativo de quanto é necessário ter em número de transações ou capital financeiro para conseguir arcar com todas as despesas e custos do negócio sem ter prejuízo.

Em resumo, representa um valor de referência para que as empresas não entrem no vermelho.

Ou seja, o ponto de equilíbrio contábil não é uma meta da empresa, mas sim um valor de base para que a empresa consiga avaliar se a operação está sustentável para o alcance do seu real objetivo: o lucro.

Para o caso de pequenas empresas ou organizações que estão começando no mercado, o ponto de equilíbrio contábil pode ser utilizado para ter uma projeção de quando a companhia começará a gerar lucro diante de suas operações.

A grande vantagem no uso é que trata-se de um cálculo simples, como veremos mais à frente.

Qual é a importância do ponto de equilíbrio contábil?

De maneira bem resumida, a importância do ponto de equilíbrio contábil está no fato de ele relevar se a empresa está gerando lucro ou prejuízo, uma informação decisiva para entender se a empresa está caminhando da melhor forma possível.

Assim, através de um cálculo rápido, os gestores conseguem ter um valor de referência para compreender como está o cenário econômico da empresa e cruzar com outros dados para avaliar o que pode estar gerando prejuízo ou lucro.

A fórmula pode ser usada para conseguir chegar no número de quanto uma empresa precisa vender de seus produtos ou serviços para não ter prejuízos.

Outro ponto importante é que o cálculo ajuda a mostrar ao empreendedor se há necessidade de redução de custos em determinadas áreas e processos, ou, ainda, se é necessário aplicar investimento em determinado setor para resolver possíveis gargalos na produtividade.

De modo geral, o ponto de equilíbrio contábil também ajuda a revelar o nível de risco da empresa.

Quanto menor o ponto de equilíbrio, menos arriscado o negócio. 

Esse tipo de estimativa pode ajudar a entender se a empresa conseguirá se manter competitiva no mercado e ter lucratividade.

Além de ser importante para gestores e empreendedores, o ponto de equilíbrio contábil também é um valor importante para os investidores.

Através dessa referência, os investidores podem levar em consideração se vale a pena aplicar capital financeiro na empresa ou não.

eBook Grátis - Guia Prático Para Uma Gestão Financeira Que Garanta o Lucro da Empresa

Diferença entre ponto de equilíbrio contábil, financeiro e econômico

Quando falamos sobre esses indicadores, existem algumas diferenças que devem ser observadas. 

O ponto de equilíbrio financeiro, se difere do contábil porque nele são excluídos dos custos fixos a depreciação dos ativos e também outras despesas não desembolsáveis.

Nesse caso, algumas empresas incluem em seus balanços anuais a depreciação como custo. 

Aqui, essa diferença é ignorada, pois a organização se importa apenas com os gastos que representam um desembolso de dinheiro do caixa da empresa.

Já no ponto de equilíbrio econômico, o custo de oportunidade é acrescentado à soma, tratando-se de uma correção monetária junto com as despesas fixas. Essa é a principal diferença entre ponto de equilíbrio contábil econômico e financeiro.

Quais as vantagens de acompanhar esse indicador?

O ponto de equilíbrio contábil é um indicador que auxilia o gestor a adotar as estratégias para que a organização obtenha, ao menos, o valor mínimo necessário para pagar as contas fixas e variáveis

Também é um indicativo que contribui para a identificação dos pontos que geram maiores despesas no negócio. 

Veja a seguir os principais benefícios de acompanhar o ponto de equilíbrio:

Custo do serviço

O ponto de equilíbrio na contabilidade auxilia o gestor a examinar o impacto de uma mudança no custo de um produto que reflete diretamente no seu trabalho. 

Um exemplo disso é o caso de uma empresa de limpeza que precisa comprar os materiais necessários para desempenhar o serviço, como vassouras, panos, alvejantes e outros.

Se três itens apresentarem uma mudança no valor unitário de R$ 5,00 para R$ 8,00, qual será o impacto geral em seu serviço? 

Provavelmente, será necessário ajustar o preço ou buscar um produto similar para compensar esse custo extra

Uma possibilidade é verificar se é possível aumentar as vendas e ganhar em quantidade de trabalho, por exemplo.

Planejamento de compras

Outra vantagem importante a ser considerada é a capacidade de atendimentos por mês. 

Considerando ainda o exemplo acima: digamos que a empresa  realiza 60 atendimentos mensais. Isso resulta na utilização de cinco alvejantes nesse período.

Esse conhecimento permite que o gestor saiba, em média, quantos produtos precisa ter em estoque para que sua equipe realize as atividades. 

Assim, ele consegue ter a quantidade necessária de produtos para executar as tarefas, evitando a compra excessiva de mercadorias ou a falta delas, realizando uma gestão de estoque eficiente.

Campanhas de marketing

Caso seja necessário aumentar o valor dos serviços para conseguir alcançar o ponto de equilíbrio, o gestor precisará investir em ações de marketing

Desse modo, é possível evitar atritos e perdas de contratos.

Outro benefício de saber calcular o ponto de equilíbrio contábil é a identificação do número de vendas ideal para conseguir arcar com os custos do negócio. 

Nem sempre ampliar as negociações representa uma vantagem, pois isso demanda um acréscimo na produtividade.

Em alguns casos, essa mudança também pode indicar um aumento de custos para uma empresa. 

Logo, o gestor precisa conhecer a capacidade máxima produtiva da equipe e atuar com base nesse critério. 

Aumentando a demanda, pode haver mais investimentos e alteração nos valores fixos e variáveis, com a contratação de pessoas ou locação de um espaço maior.

Controle de gastos

O gestor pode encontrar maneiras de controlar os gastos para conseguir chegar ao ponto de equilíbrio da companhia. 

Em alguns casos, o gestor poderá identificar que a redução do seu próprio salário pode gerar uma economia.

Assim, é possível evitar a necessidade de aumentar o preço do serviço. 

Em contrapartida, se ele trocar a qualidade dos materiais e optar por modelos mais baratos, isso não representará, necessariamente, um equilíbrio financeiro.

Cálculo do ponto de equilíbrio

A fórmula do ponto de equilíbrio contábil é simples, basta utilizar os seguintes valores:

Ponto de equilíbrio = custos e despesas fixas/índice da margem de contribuição

Logo, o gestor precisa conhecer os valores dos seus custos fixos e variáveis mensais, assim como a margem de contribuição antes de iniciar o cálculo. Veja o exemplo:

A empresa de limpeza planeja realizar 80 atividades no mês. O valor cobrado pelo serviço é de R$ 100,00. Para atender a essa demanda, há um custo e uma despesa fixa de R$ 3.000,00 por mês. 

A porcentagem de margem de contribuição é de 30%. O cálculo fica assim:

Margem de contribuição = 30/100 = 0,3

Ponto de equilíbrio = 3.000/0,3 = 10.000

Dessa forma, a empresa precisa faturar R$ 10.000,00 por mês para alcançar o equilíbrio financeiro. Ou seja, ela precisa realizar pelo menos 100 serviços de limpeza mensais.

Saiba como analisar o resultado do cálculo

Fazer cálculos, encontrar porcentagens e números, mas não saber analisar e aplicar os resultados acaba sendo irrelevante, não é mesmo? 

Por isso, para conseguir usar de forma inteligente o ponto de equilíbrio contábil é necessário contar com bons profissionais e ferramentas de gestão financeira.

Ao entender como funciona e para que serve o ponto de equilíbrio contábil, como gestor, você terá mais segurança para traçar um panorama sobre o verdadeiro cenário da empresa e ter uma visão estratégica para tomada de decisões.

Ao fazer o cálculo, é importante ter em mente o seguinte: se o valor faturado não é o suficiente para cobrir suas dívidas fixas, reveja os processos.

Para contornar essa situação, algumas saídas práticas seriam reduzir os custos fixos, aumentar a margem de contribuição, rever a precificação de venda dos produtos, ou até mesmo dar um passo para trás e rever número mínimo de vendas.

Dessa forma, será mais fácil ajustar o planejamento financeiro ou estratégico da empresa.

O que é margem de segurança?

A margem de segurança é uma métrica referente a receita média da empresa acima do ponto de equilíbrio.

Representa a porcentagem do quão acima seu empreendimento está em relação ao cálculo do ponto de equilíbrio contábil. A conta também é simples.

Veja o seguinte exemplo: se sua empresa apresenta ponto de equilíbrio de R$70.000,00 e faturamento médio de R$ 100.000,00 no último mês, a margem de segurança será equivalente a 30%.

Esse saldo é uma garantia de conseguir passar por momentos de crise ileso, assim como permite um maior investimento para crescimento do negócio, se houver um bom planejamento.

E a margem de contribuição?

A margem de contribuição é um indicativo do quanto o lucro de um produto, serviço ou da empresa como um todo contribui para o pagamento das despesas fixas, após subtrair o valor dos gastos variáveis.

Em outras palavras, mostra se o faturamento da empresa será o suficiente para arcar com os custos e despesas.

Essa margem é o valor de referência que garante a cobertura tanto dos custos fixos quanto do lucro.

Deseja encontrar o ponto de equilíbrio da sua empresa? Confira algumas dicas

Agora que você já sabe como calcular o ponto de equilíbrio da sua empresa, confira algumas dicas para conseguir ter uma gestão financeira saudável:

Contabilize seus custos

Uma dica muito importante para fazer o cálculo correto do ponto de equilíbrio contábil e fazer uma gestão financeira eficiente é descobrindo quais são todos os custos e despesas fixas e variáveis da empresa.

Com uma boa contabilidade e ferramentas de gestão financeira, é muito mais fácil conseguir ter informações precisas sobre quais os gastos e despesas e quando é necessário fazer cortes ou mais investimentos.

Para o cálculo em si, é necessário considerar também os custos que não foram deduzidos da sua receita e que não possuem vínculo com volume de produção.

Deve-se considerar também as despesas não desembolsáveis, como amortização ou depreciação de máquinas.

Com um software de gestão financeira, é possível reunir essas informações com mais agilidade e precisão.

Entre os custos fixos, considere aluguel, IPTU, impostos, folha de pagamento dos funcionários, materiais de limpeza, materiais de escritório, contratação de serviços de segurança, advogado, contador etc.

Entre gastos variáveis, alguns exemplos são custos de matéria-prima, comissões, incidentes ou acidentes de trabalho, multas e outros gastos.

Projete suas vendas

Com a projeção de vendas, é possível analisar se a previsão de produtividade e demanda serão suficientes para cobrir todas as receitas para o ponto de equilíbrio contábil. 

Se na projeção de vendas as contas já não estiverem batendo, é necessário rever alguns pontos, como precificação do produto final, fabricação e outros valores.

Faça o cálculo da sua margem de contribuição

Outra dica fundamental é realizar o cálculo de margem de contribuição. Afinal, será necessário ter esse valor para realizar o cálculo de ponto de equilíbrio.

Com a margem de contribuição e a projeção de vendas, você tem as informações principais para avaliar se a receita da empresa está sendo suficiente para colocar o seu negócio em uma situação financeira de sucesso.

Para as empresas que trabalham com venda de produtos, também é importante considerar o estoque para tomadas de decisão.

Sistema de gestão para controle financeiro

O gestor precisa conhecer a projeção de receitas e despesas para compreender se a companhia consegue pagar as suas dívidas ou ter lucro.

Portanto, é fundamental realizar um acompanhamento minucioso das finanças e controlar todos os valores gastos. 

Utilizar um sistema de gestão é uma das formas de garantir a veracidade das informações.

Nossa tecnologia permite a criação de parâmetros para alertar quando o ponto de equilíbrio foi alcançado ou quanto falta para chegar ao valor necessário.

Isso ajuda a gestão financeira da empresa, já que o gestor consegue adotar as melhores estratégias para evitar prejuízos.

Sistema de Gestão da TOTVS

O ponto de equilíbrio contábil é fundamental para análise de cenário, mas ele não é necessariamente uma solução prática para reverter uma situação de prejuízo.

Por isso, é importante destacar a necessidade de contar com sistema de gestão financeira que facilite o controle dos gastos e despesas no dia a dia, para evitar que a empresa entre no vermelho.

Por meio das tecnologias da TOTVS, é possível fazer a gestão financeira completa da sua empresa, tornando todos os processos mais eficientes e ágeis.

Com a nossa tecnologia, é possível ter mais eficiência e produtividade em várias etapas de gestão financeira e administrativa, como controle de faturamento, compras, estoque, custos, contabilidade e obrigações fiscais.

Conheça todas as funcionalidades do sistema de gestão financeira mais robusto para sua empresa. 

Conclusão

Neste conteúdo, vimos a importância do ponto de equilíbrio contábil para uma boa gestão do negócio.

Afinal, o ponto de equilíbrio contábil é uma métrica muito importante para avaliar se a empresa está em um cenário econômico satisfatório.

Essa referência é fundamental para entender se o negócio está operando com capital financeiro suficiente para suprir todos seus custos fixos e despesas.

Em poucas palavras, através do cálculo é possível entender se a empresa está conseguindo ter lucro ou prejuízo.

Existem várias formas de reverter um cenário de prejuízo, mas é importante que as empresas se previnam desse tipo de situação mantendo uma boa gestão financeira, usando os recursos tecnológicos como aliados.

Agora que você já sabe como calcular o ponto de equilíbrio contábil, que tal aprender mais sobre gestão de negócios? Temos uma categoria de artigos repleta de dicas de como manter a saúde financeira da sua empresa em dia!

Perguntas frequentes sobre Ponto de Equilíbrio Contábil

O que é ponto de equilíbrio contábil?

O ponto de equilíbrio contábil é o momento em que as receitas totais de uma empresa estão equivalentes ao total de custos e despesas.

Como calcular o ponto de equilíbrio?

A fórmula para fazer o cálculo do ponto de equilíbrio é:

Despesas fixas/Margem de contribuição = Ponto de Equilíbrio Contábil.

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Comentários deste post

  1. Grasi diz:

    Olá parabens, estou gostando muito de seu conteudo, continue postando assuntos interessantes.

  2. Alan Amorim diz:

    Obrigado, Grasi. Agradecemos o reconhecimento, mas fica o convite, continue acompanhando o nosso blog para mais artigos como esse. :)

  3. JOÃO CARLOS JANUÁRIO diz:

    A explicação foi boa. A ideia e essa, mas, sabemos que na prática é diferente, como por exemplo: faturar $X do que, de quais produtos, mixes x volumes x margens? Atualmente com as ferramentas que temos é possível diversas soluções para isso, principalmente para os ERP's, totalmente automatizados, com controle de suas variáveis e níveis de Demandas Fixas. Tenho essa ferramenta desenvolvida para ERP's.

  4. Alan Amorim - Relacionamento TOTVS diz:

    Olá João Carlos! Exatamente essa é a ideia, pensar em como ERP pode ser uma solução disponível para monitorar esse indicador. Como as realidades e cenários das empresas podem ser diversos e complexos, é importante saber como aproveitar os benefícios e a importância do ponto de equilíbrio. :)

  5. Jackson R. Barbosa diz:

    Gostei muito da explicação, inclusive poderia apresentar planilhas do Excel para cálculos dos custos, muito bom.

  6. Alan Amorim - Relacionamento TOTVS diz:

    Olá Jackson, ficamos felizes que tenha gostado! Não deixe de acompanhar nosso blog, tem sempre coisa boa por aqui!! ;)

  7. KLICIA SAKAMOTO ALVES DINIZ diz:

    Olá, boa noite! Foi de muito valia as dicas sobe o indicador de ponto de equilíbrio, fica minha plena satisfação e interesse de obter a assinatura da revista.

  8. Alan Amorim - Relacionamento TOTVS diz:

    Olá Klicia, que bom, ficamos felizes com seu comentário. Se inscreva em nosso blog para receber conteúdos gratuitos e exclusivos com dicas para alavancar seu negócio. :)

  9. Iranilton Batista de Albuquerque diz:

    Gostei, uma fórmula simples que pode ajudar muitas pessoas.

  10. Alan Amorim - Relacionamento TOTVS diz:

    Olá Iranilton, que bom que gostou! Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro dos nossos conteúdos. ;)

  11. Rita Lopes diz:

    Olá, Excelente as explicações sobre pontos de equilíbrio. Obrigada Rita Lopes

  12. Alan Amorim - Relacionamento TOTVS diz:

    Olá Rita, ficamos felizes que tenha gostado. Não deixe de acompanhar nosso blog para estar por dentro dos assuntos mais comentados em tecnologia. ;)

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.