Planejamento de negócio: o que é, importância e como elaborar

Equipe TOTVS | 12 agosto, 2022

Todo empreendedor de sucesso sabe a importância de ter um bom planejamento de negócio. Afinal, trata-se da base para todas as decisões que serão tomadas durante o processo de abertura e gestão do negócio.

No entanto, muitos líderes de organizações não sabem por onde começar a elaborar esse plano, para que serve na prática e nem como planejar um negócio de sucesso.

Neste post, vamos dar uma forcinha para você!

Separamos um passo a passo simples para que você saiba como criar um planejamento estratégico e plano de negócios, desde o princípio da sua ideia até a sua consolidação no mercado.

Que tal seguir aprendendo? É só continuar a leitura. Confira!

O que é planejamento de negócio?

O planejamento de negócio é um mapa sobre a sua operação que contempla objetivos, bem como diretrizes, projeções e caminhos a seguir. O objetivo é facilitar que a empresa atinja suas metas, cresça e possa conquistar os melhores resultados.

Na prática, é possível vincular o plano de negócios a um mapa.

Sem um mapa, é impossível traçar o caminho correto para se chegar ao destino desejado. Você sabe o ponto de partida e o destino — mas como chegar lá?

É o planejamento que vai ajudar!

Essa é uma verdade que vale desde os tempos das Grandes Navegações até hoje, especialmente no caso dos líderes de empresas.

Assim, organizar seus passos, hierarquizar metas, planejar as finanças, projetar resultados e criar planos é essencial para que você tenha tudo sob controle.

Sem isso, partir de um ponto A para um ponto B pode ser uma experiência um tanto caótica, com resultados incertos — e que nem sempre saem de acordo com o que você, no papel de líder da operação, busca.

Para que serve o planejamento de negócio?

O planejamento de negócio serve para descrever os objetivos, metas e estratégias de um empreendimento. Ele também apresenta uma análise do mercado, dos concorrentes e do público-alvo.

Assim, serve como um guia para a tomada de decisões, bem como para organizar o empreendimento e planejar as ações a tomar, a depender do cenário enfrentado.

Além disso, o plano de negócios é essencial para conquistar investimentos e parceiros comerciais, já que mostra aos stakeholders interessados o caminho que sua empresa está traçando.

Na prática, ao entender para que serve um plano de negócios, é preciso saber que o documento não é “escrito na pedra”.

Pelo contrário, deve ser atualizado constantemente para acompanhar as mudanças do mercado e do ambiente interno da empresa.

Qual a importância de ter um planejamento de negócio?

O planejamento de negócio é importante para o sucesso de qualquer empreendimento. Ao planejar, você irá definir seus objetivos, planejar suas ações e monitorar os resultados.

Assim, é possível assegurar uma operação mais concisa, segura e eficiente, capaz de conquistar os resultados esperados.

De acordo com uma pesquisa acadêmica da área, realizada com 223 empreendimentos, descobriu-se que o planejamento ajudou os fundadores a tomar decisões, equilibrar a oferta e a demanda de recursos e transformar objetivos abstratos em etapas operacionais concretas.

Além disso, há o fator psicológico: de acordo com um artigo sobre a economia de pequenas empresas, empreendedores com um planejamento de negócio são seis vezes mais propensos a persistirem na execução de sua ideia.

E, claro, o plano é essencial para o controle financeiro da empresa.

Com um planejamento bem feito, você sabe exatamente quanto precisa investir em cada etapa do seu negócio e como planejar os gastos necessários na busca de suas metas.

Como elaborar um planejamento de negócio?

E, afinal, você já sabe como fazer um plano de negócios? Para elaborar um guia eficiente, é preciso seguir alguns passos determinantes.

Em geral, com 5 etapas, é possível se aprofundar o suficiente na criação do seu plano. Seriam elas:

  • Definir os objetivos da empresa: O que você quer alcançar com seu negócio? Qual é o seu público-alvo? Quais são as suas metas?
  • Fazer uma análise do mercado: Quem são os seus concorrentes? Qual seu market share atual e desejado? Quais as tendências do mercado?
  • Elaborar um plano financeiro: Como você vai captar recursos para investir no negócio? Qual o retorno esperado sobre o investimento?
  • Definir suas estratégias: Como você vai alcançar os seus objetivos? Qual a sua proposta de valor? Quais canais de comunicação e marketing você vai utilizar para chegar até o seu público-alvo?
  • Montar sua equipe de confiança: Quem vai trabalhar com você para colocar o seu plano em prática? Qual o perfil desses profissionais?

Porém, esses acima são apenas uma parte dos passos que podem compor esse processo.

Neste conteúdo, a nossa missão é aprofundar seu conhecimento sobre o tema. Por isso, expandimos a jornada de criação do plano de negócios. Que tal conferir?

  1. Crie um sumário executivo;
  2. Analise o mercado de atuação da empresa;
  3. Defina seu público-alvo;
  4. Descreva o produto/serviço oferecido e sua proposta de valor;
  5. Defina quais serão os recursos necessários;
  6. Faça um planejamento de marketing;
  7. Estabeleça quais serão os canais de aquisição de clientes;
  8. Não se esqueça das parcerias e fornecedores;
  9. Crie um plano operacional e logístico;
  10. Desenvolva o plano financeiro;
  11. Faça simulações considerando diversos cenários;
  12. Conte com uma ferramenta de análise estratégica.

1. Crie um sumário executivo

O primeiro item do documento é o sumário executivo. No plano de negócios, é comumente citado como a sua parte mais importante.

Trata-se de um resumo do seu planejamento, de forma objetiva, mas que ainda oferece uma visão geral do plano e de seus principais pontos.

Ele deve ser breve, claro e conciso.

O primeiro passo é identificar os principais aspectos do seu plano de negócios.

Isso inclui identificar o problema que você quer resolver, sua solução, as estratégias envolvidas (de marketing, produto, logística, financeira, entre outros) e seus objetivos. Uma dica é dividi-lo em quatro seções: introdução, problema, solução e estratégia.

A introdução deve fornecer uma visão geral do plano de negócios e apresentar os principais pontos.

O problema deve, claro, destacar o gap de mercado que você quer resolver — ou seja, quais as dores que seu negócio e as soluções propostas visam sanar?

A solução inclui seus produtos ou serviços.

Por fim, a estratégia deve destacar como você planeja alcançar seus objetivos e metas.

2. Analise o mercado de atuação da empresa

Já mencionado, esse item é de extrema importância. O planejamento de negócio é, como falamos, um mapa para a sua empresa. Por isso, situá-la em meio ao seu mercado é essencial.

No documento, junte todas as informações possíveis sobre sua concorrência, bem como o mercado em si. 

Aqui, criar um estudo SWOT pode ajudar a contextualizar o cenário da sua empresa logo no início da operação.

Esse tipo de inteligência é importante para entender o nível de demanda da sua solução, bem como estipular a política de preços da sua empresa.

3. Defina seu público-alvo 

Outro ponto da análise de mercado é a compreensão e definição do público-alvo do seu negócio.

Trata-se de um mergulho necessário no perfil do seu cliente ideal, já que assim é possível destrinchar seus hábitos e comportamentos.

No fim das contas, falamos de insights valiosos em várias áreas, desde design de produtos até seu marketing.

4. Descreva o produto/serviço oferecido e sua proposta de valor

O plano de negócios deve incluir uma descrição da sua solução (ou soluções, caso produza mais de uma) e sua proposta de valor.

Nesse caso, falamos de uma descrição do que torna seu negócio único e porque as pessoas deveriam investir no que ele oferece.

A proposta de valor também estabelece a base para todas as suas decisões de marketing posteriores, desde o posicionamento até as campanhas publicitárias.

5. Defina quais serão os recursos necessários

Afinal, quais os recursos necessários para que sua operação obtenha os resultados esperados? E como você vai obtê-los?

São informações que devem constar no seu plano empresarial.

Primeiro, você precisa considerar o que você precisa para começar sua operação.

Será preciso de um local, caso haja alguma estrutura física envolvida (como de estoque ou chão de fábrica?), bem como alguns equipamentos básicos, e talvez alguns funcionários.

Além disso, você vai precisar de dinheiro para cobrir as suas despesas iniciais.

Uma vez que você tem um plano para o seu negócio, você pode começar a procurar por recursos, sejam eles próprios do seu patrimônio ou mesmo de investidores, sócios ou a partir de empréstimos.

6. Faça um planejamento de marketing

A estratégia de marketing é importante para o planejamento de negócio.

Afinal, falamos do conjunto de ações que vão ajudar seu negócio a se expandir, o que facilita alcançar suas metas.

Esse tipo de estratégia precisa ser bem planejada, de modo que siga o método que melhor se encaixar na realidade da organização.

Uma dica é considerar o modelo de 4Ps, que leva em conta os principais elementos do marketing: produto, preço, praça e promoção.

Cada um desses elementos deve ser planejado cuidadosamente antes de implementar qualquer campanha.

Assim, é mais fácil projetar resultados e controlar as ações posteriores.

7. Estabeleça quais serão os canais de aquisição de clientes

Ao planejar seu negócio, é importante identificar os diferentes canais de aquisição de clientes que você pode usar para atrair e converter potenciais consumidores.

Alguns exemplos de canais de aquisição incluem marketing de conteúdo, mídias sociais, SEO, anúncios offline e parcerias comerciais.

Determinar os canais de aquisição de clientes que funcionam melhor para o seu negócio dependerá do seu público-alvo, orçamento e objetivos de marketing.

8. Não se esqueça das parcerias e fornecedores

Afinal, quais redes sua empresa pode e deve estabelecer de modo a potencializar seu alcance e maximizar receitas.

Para muitos negócios, é possível buscar parcerias estratégicas, capazes de beneficiar mutuamente os envolvidos e agregar valor aos seus clientes em potencial.

9. Crie um plano operacional e logístico

Além disso, é essencial descrever como sua empresa vai agir em relação ao esquema logístico de recebimentos e entregas de mercadorias.

Com um bom plano operacional logístico, é possível otimizar processos, reduzir custos, maximizar sua pontualidade e melhorar a maneira que a organização lida com os níveis de demanda.

Um plano eficaz deve considerar todas as etapas do processo de entrega, desde o armazenamento até o transporte.

Além disso, é importante ter um plano de contingência para lidar com imprevistos, como atrasos no transporte ou problemas com fornecedores.

10. Desenvolva o plano financeiro

É importante planejar as finanças de um negócio desde o início, para evitar problemas no futuro.

Um plano de negócios deve incluir informações sobre os custos iniciais, os gastos mensais e anuais, bem como suas fontes de receita.

Além disso, deve-se ter um plano de contingência para imprevistos. Na prática, esse esforço pode ajudar a garantir o sucesso da organização e garantir a saúde financeira da empresa.

11. Faça simulações considerando diversos cenários

Não é a primeira vez que citamos que um planejamento de negócio serve para ajudar você a tomar decisões em diferentes cenários corporativos.

Afinal, a realidade (na maioria das vezes) é muito diferente do que o papel nos diz.

Para empreendedores que atualizaram o seu planejamento para o ano seguinte, ainda em dezembro de 2019, quem poderia imaginar a pandemia e toda desestabilização ocasionada mundo afora?

Simulações de cenários são ferramentas valiosas para o planejamento do futuro de um negócio.

Elas melhoram a visualização de diferentes possibilidades, o que simplifica a escolha da melhor opção para a empresa.

Além disso, são exercícios que ajudam os líderes a analisar riscos e oportunidades, bem como a tomar decisões estratégicas.

No entanto, é importante lembrar que as simulações só funcionam se forem baseadas em dados reais e atualizados. 

12. Conte com uma ferramenta de análise estratégica

Por fim, não apenas na elaboração do plano de negócios, mas para sua manutenção, é essencial investir em uma ferramenta de análise.

Assim, é possível monitorar dados e métricas enquanto eles se desenvolvem em tempo real, aprimorando o processo de tomada de decisão.

Saiba como fazer um plano de negócios Canvas

Quando se trata de planejamento de negócio, um Canvas pode ser uma ferramenta útil para líderes e empreendedores.

Ele fornece uma maneira visual de planejar sua operação, considerando vários aspectos-chave.

O Canvas pode ajudá-lo a pensar em seu modelo de negócio, estrutura de custos, receitas e canais de marketing, com uma infraestrutura visual que simplifica o entendimento dos principais elementos da organização.

Além disso, essa ferramenta pode ajudar você a identificar oportunidades e ameaças potenciais para o seu negócio.

Ao planejar seu negócio com um canvas, você terá uma visão mais clara do que precisa fazer para alcançar o sucesso.

Como fazer um Canvas?

Bom, o primeiro ponto é entender que o Canvas não é o mesmo que um plano de negócios.

O segundo é o documento que serve de mapa para o empreendedor e seus stakeholders. O primeiro, porém, é uma ferramenta complementar, que traduz o planejamento em uma forma simples e visual.

Para criar um Canvas, é necessário utilizar um quadro e destrinchar as principais áreas do negócio.

O lado direito do quadro foca no seu cliente (no aspecto externo da operação), enquanto o lado esquerdo foca no negócio em si (no aspecto interno).

Confira um modelo, com os nove tópicos inclusos:

Como a tecnologia pode ajudar no gerenciamento da sua empresa?

Qualquer empreendedor sabe que uma gestão eficaz é essencial para o sucesso. Mas o que é preciso para ser um bom gestor?

Além de um bom planejamento estratégico que leve a uma melhor tomada de decisões, os bons líderes também precisam ser capazes de se comunicar de forma eficaz, motivar os funcionários e acompanhar o progresso.

Felizmente, a tecnologia pode ajudar com todas essas coisas.

Por exemplo, existem muitos softwares que podem ajudar no gerenciamento de projetos, na produtividade em relação às tarefas e na comunicação interna e externa, bem como na avaliação de desempenho.

E, graças à computação em nuvem, todas essas informações podem ser acessadas de qualquer lugar e a qualquer momento.

Colocar seu planejamento de negócio em ação é algo complexo na prática. Porém, com o auxílio da tecnologia, é possível simplificar e automatizar esses processos, o que permite que os gestores concentrem seus esforços na execução das estratégias.

Conte com os sistemas de gestão da TOTVS

Agora, qual a escolha certa para melhor gerenciar sua operação e assegurar que sua empresa atinja os objetivos? Conte com os sistemas de gestão da TOTVS!

Os ERPs da TOTVS são os sistemas de gestão mais completos do mercado, com todos os recursos necessários para automatizar e padronizar sua gestão administrativa.

O melhor? Tratam-se de plataformas robustas, altamente configuráveis e frequentemente atualizadas conforme a legislação fiscal.

Que tal aumentar sua eficiência operacional, melhorar seus índices de produtividade e automatizar processos de gestão, assegurando o sucesso do seu plano de negócios?

Conheça mais sobre os sistemas de gestão da TOTVS!

Nova call to action

Conclusão

O planejamento de negócio é uma ferramenta indispensável para iniciar, estabelecer e crescer sua operação.

Por meio dele, é possível traçar um mapa rumo à melhor tomada de decisão, o que facilita na hora de atingir os objetivos predefinidos.

Para isso, lembre-se que a tecnologia tem um papel fundamental a cumprir, especialmente nos dias de hoje, com tamanha competitividade presente no mercado.

Com os sistemas de gestão da TOTVS, sua empresa evolui na direção do seu planejamento, de modo a alcançar todas as metas.

Para seguir aprendendo, que tal ler outro de nossos guias completos? Confira o que é e como elaborar uma proposta comercial!

E se preferir, assine a nossa newsletter para receber as novidades diretamente em seu e-mail!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.