Logística 4.0 uma revolução tecnológica iminente

Equipe TOTVS | Biblioteca | Uncategorized | 01 outubro, 2018

O segmento logístico é um setor altamente competitivo com necessidades constantes de investimento, seja no âmbito de infraestrutura ou no âmbito tecnológico. E nesse ramo altamente competitivo, as novas soluções tecnológicas tem sido uma poderosa aliada das empresas para se destacarem frente aos seus concorrentes.

Sabemos que grande parte dos desafios no segmento logístico normalmente são os mesmos, mas as formas de suplantá-los mudam dia após dia, afinal não se pode alcançar resultados diferentes fazendo sempre a mesma coisa repetidamente!

Quando em 2013 a Amazon – maior empresa de comércio eletrônico do mundo – iniciou testes com “drones” para realizar entregas de encomendas meia hora após compra on-line, muitos pensaram que isso seria loucura!

É certo que o serviço ainda precisa ser regulamentado e aprovado pelo orgão Federal de Aviação Americana (FAA) e só deverá entrar em operação real daqui a 2 anos. Mas com o sucesso dos testes nessa operação, ela estará sabe-se lá quantos passos à frente de seus concorrentes e terá uma significativa redução do lead time de entrega, um fator cada vez mais valorizado pelos clientes em benefício do consumidor final.

Acompanhando o embalo da evolução tecnológica na indústria 4.0, a logística terá papel importante nessa revolução e terá que ser flexível, com inovações disruptivas afim de garantir que nenhum elo da cadeia seja quebrado, planejando, controlando, monitorando e rastreando todas as etapas da cadeia, com o conceito do IOT (internet of things).

A Internet das Coisas, mais conhecida como raio da internet das coisas é uma revolução tecnológica que conecta dispositivos eletrônicos utilizados no dia-a-dia (como aparelhos eletrodomésticos, eletroportáteis, máquinas industriais, meios de transporte etc.) à Internet, cujo desenvolvimento depende da inovação técnica dinâmica em campos tão importantes como os sensores wireless, a inteligência artificial e a nanotecnologia e está presente na Logística.

A tecnologia RFID, que usa frequências de rádio para identificar os produtos, é vista como a principal potenciadora da Internet das Coisas. Embora algumas vezes identificada como a sucessora dos códigos de barras, os sistemas RFID oferecem para além da identificação de objetos informações importantes sobre o seu estado e localização.

Estes sistemas foram primeiramente usados na indústria farmacêutica, em grandes armazéns e na saúde. As mais recentes aplicações vão dos desportos e atividades de tempos livres à segurança pessoal. Etiquetas (também chamadas de “tags”) RFID estão sendo implantados debaixo da pele humana para fins médicos e também em passaportes e cartas de condução. Leitores RFID estão também a ser incluídos em telemóveis.

Além do RFID, a capacidade de detectar mudanças no estado físico das coisas é também essencial para registar mudanças no meio ambiente. Por exemplo os sensores usados numa peça de vestuário inteligente podem registrar as mudanças de temperatura no exterior e ajustar-se de acordo com elas.

Estima-se que num futuro próximo, poderemos usar roupas inteligentes que se adaptam às características da temperatura ambiente, a passagem por um sensor irá indicar-nos qual a manutenção que o nosso carro necessita, poderemos usar os óculos de sol para receber uma chamada vídeo e os cuidados médicos poderão ser prestados antecipadamente, graças a diagnósticos mais eficientes e rápidos.

Com o intuito de garantir que a evolução de nossos sistemas de gestão ou ERPs (Enterprise Resource Planning) acompanhe as tendências tecnológicas e atenda às necessidades crescentes de nossos clientes, a TOTVS tem investido nos conceitos do sistema de identificação por radiofrequência (RFID).

O Centro de excelência e inovação, CEISupply, tem como inspiração principal as necessidades do Supply Chain, que tem sido a porta de entrada das tecnologias de RFID em diversos setores. Como os impactos positivos das soluções de RFID nos segmentos de logística e manufatura que são os principais estimuladores dos investimentos corporativos deste tipo, a tecnologia de identificação por radiofrequência está na base de todo o projeto.

Pesquisa e desenvolvimento são os principais objetivos da TOTVS com o CEISupply, no qual um ambiente real simula o fluxo da cadeia de suprimentos, permitindo estudar e aplicar ações inovadoras e integradas com o uso de RFID.

Além de RFID, o CEISupply conta com projetos de pesquisa e desenvolvimento que envolvem mobilidade, hands free (com uso do Google Glass) e aplicações para tags ativas de Bluetooth Low Energy (BLEs).

Acompanhe nosso calendário de webinars e fique por dentro das novidades do segmento, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.