Rotas e pedágios: importância e dicas para a gestão da sua frota

Equipe TOTVS | 26 abril, 2022

Toda empresa que precisa fazer entregas em outras cidades ou estados precisa saber muito bem como calcular rotas e pedágios.

Isso porque esses dois fatores acabam influenciando no preço do frete cobrado, diminuindo as vantagens competitivas do negócio.

Logo, se você quer se manter sempre à frente dos seus concorrentes, é muito importante que você saiba criar trajetos otimizados.

Por isso, hoje vamos te mostrar como calcular rotas e pedágios e como o uso de um roteirizador pode te ajudar ainda mais nesse processo.

Por que é importante fazer um bom planejamento de rotas e pedágios para a frota?

Fazer um bom planejamento das rotas e pedágios da sua frota é fundamental para que a empresa possa calcular o custo do frete.

Independente de o seu negócio ser B2C ou B2B, para realizar entregas em outras cidades, é preciso fazer o cálculo do frete.

E, para isso, será necessário levar em consideração os gastos com gasolina, manutenção do veículo e o valor dos pedágios.

Somente levando todos esses fatores em conta é que será possível descobrir quanto custa para realizar uma entrega e o quanto desse valor pode ser repassado ao consumidor para que a empresa não tenha prejuízos.

Além do planejamento financeiro, calcular as rotas e os pedágios pelos quais o veículo de entregas vai passar também ajuda a economizar tempo.

Com uma rota otimizada, seus motoristas conseguem fazer mais entregas em menos tempo, aumentando a satisfação geral dos seus clientes.

Por fim, outra vantagem de planejar bem as rotas é que você também irá tornar a viagem dos seus colaboradores bem mais segura, já que pode escolher somente as estradas com a melhor condição possível. 

Dicas para traçar rota com pedágio e combustível

Quando você se depara com a tarefa de traçar uma rota levando em consideração os gastos com pedágio e combustível, é importante estar atento a alguns fatores.

Você deve, por exemplo, se atentar para escolher o melhor trecho, conhecer todos os pedágios existentes e levar em conta a autonomia do veículo e o preço do combustível.

Confira, a seguir, em detalhes algumas dicas para traçar a melhor rota de pedágio e combustível possível para suas entregas!

Escolha o melhor trecho

O primeiro passo para traçar uma rota de entregas infalível é escolher quais trechos se encaixam melhor no seu objetivo.

Se você quer entregas mais rápidas, passando pelo mínimo de pedágios, é possível evitar alguns por meio de rotas alternativas.

Contudo, tenha em mente que isso pode significar que o seu time de entregas terá de passar por estradas em condições piores.

Ou seja, terá de transportar a carga por estradas que podem estar esburacadas, com menor grau de sinalizações, curvas muito íngremes etc.

Portanto, se você precisa transportar uma carga muito delicada, por exemplo, vale mais a pena utilizar as rotas convencionais e pagar o pedágio do que correr o risco de danificar algum produto por conta de uma estrada mal cuidada.

Conheça os pedágios existentes no caminho

Uma vez que você definiu um trajeto, fica fácil descobrir quantos e quais pedágios o motorista irá encontrar no seu caminho.

Com essas informações, levante quanto é cobrado e cada uma das paradas para separar o valor necessário para concluir a rota.

Você pode levar o valor exato separado para cada uma das paradas, economizando tempo com a contagem do troco, por exemplo.

Considere a quantidade de eixos do veículo

Veículos com mais eixos pagam um valor de pedágio maior, pois um eixo a mais é como se fosse um veículo a mais andando nas estradas.

Por exemplo, se o pedágio custa R$10,00 e o seu caminhão tem 2 eixos, então o valor de pedágio cobrado será de R$20,00.

Outra coisa importante a se ter em mente é a lei da balança, que estabelece um limite de carga máxima que os caminhões e ônibus podem carregar.

Essa lei existe para garantir a integridade das estradas, uma vez que veículos muito pesados podem acabar desgastando o asfalto por conta do peso e o descumprimento dessas normas pode acarretar em multa e até mesmo apreensão da carga.

Leve em conta a autonomia do automóvel

Se você quer economizar com as suas entregas, é fundamental que sempre considere a autonomia do seu veículo, ou seja, quantos quilômetros ele faz por litro de combustível.

Com os números exatos em mãos, você vai conseguir fazer um cálculo de quanto combustível será necessário para concluir a viagem. 

Assim, fica mais fácil distribuir esse valor na gestão do frete cobrado dos clientes, diminuindo o impacto do preço do combustível no rendimento do seu negócio.

Para encontrar essas informações, basta uma rápida busca na internet pelo modelo e ano do seu veículo.

Caso não consiga saber a autonomia do veículo por meio desse método, você também pode consultar o manual do automóvel e verificar esse dado por conta própria, direto na fonte. 

Calcule quanto de combustível será necessário

Sabendo os dados da autonomia do seu veículo, fica fácil saber quanto combustível será gasto em uma viagem.

Para isso, basta saber quantos quilômetros o carro irá percorrer e fazer um simples cálculo matemático, uma regra de três básica.

Por exemplo, vamos supor que o seu veículo faça 5 quilômetros por litro de combustível. Se a sua viagem tem 200 quilômetros, então a conta será:

Quantidade de combustível necessária = distância a ser percorrida / autonomia do veículo

Quantidade de combustível necessária = 200 / 5

Quantidade de combustível necessária = 40 L

Vale lembrar que o consumo de combustível também sofre variações que fogem desse cálculo. 

Hábitos do motorista, uso excessivo de ar condicionado e condições da estrada , por exemplo, também podem fazer com que o caminhão acabe gastando mais combustível.

Considere o preço da gasolina na cidade de destino

Assim como o caminhão de entregas vai até o destino, ele também vai precisar voltar e, nesse meio tempo, terá de encher o tanque novamente na cidade destino.

Por isso, para evitar surpresas, cheque qual é o preço cobrado pelo combustível na cidade de destino, pois ele pode ser bem diferente do local de partida.

Dessa forma, será possível ter uma ideia mais clara de qual será o seu gasto em gasolina com a viagem de volta.

Rotas e pedágios: as principais dúvidas respondidas

Para ter as melhores decisões na gestão de frotas da sua empresa, é importante que você saiba as respostas para as principais dúvidas sobre cálculo de rotas e pedágios, assim como as melhores tecnologias disponíveis no mercado. Veja:

Como fazer o cálculo de rotas e pedágios para caminhão?

Para fazer o cálculo do pedágio para caminhão, é necessário considerar alguns fatores como a quantidade de eixos do veículo e o melhor trajeto para a entrega considerando ida e retorno.

Isso porque a quantidade de eixos determina o valor do pedágio e é necessário considerar se o trajeto terá essa tarifa tanto para entrega quanto para retorno da garagem. 

Se o caminhão contém dois eixos, é necessário multiplicar a tarifa base do pedágio por dois, se forem três eixos, a tarifa será o triplo do preço da tarifa fase e assim por diante.

Caso o caminhão da frota tenha dois eixos e no trecho planejado haja um pedágio com tarifa base de R$10,00, basta multiplicar o valor por dois. Nesse caso, o custo do pedágio seria de R$20,00 por veículo.

Já no cálculo do combustível, é necessário levar em conta o tipo de combustível, a distância percorrida e a autonomia do veículo (quantos quilômetros ele faz por litro).

Para essa conta, basta seguir a seguinte fórmula:

Consumo médio = distância percorrida / quantidade de litros usada

Além de encontrar o consumo médio para saber o valor necessário em combustível, também é importante saber quantos litros de combustível o tanque do veículo comporta.

Assim será possível saber quantas vezes será necessário reabastecê-lo durante uma entrega, se for uma viagem mais longa.

Como calcular rota e pedágio de ida e volta?

Para fazer o planejamento do custo das entregas considerando o retorno dos caminhões à garagem, basta levar em consideração na roteirização a quilometragem percorrida e pedágios no caminho.

Com soluções inteligentes, é possível traçar rota de ponto a ponto já levando em conta ida e volta. 

Uma estratégia bastante utilizada por empresas do setor logístico é o roteiro em formato de lágrima ou gota.

Como o nome mesmo diz, neste planejamento, os caminhões da frota nunca retornam pelo mesmo trajeto, prevenindo que todos os veículos passem sempre pelo mesmo caminho e que haja perda de tempo e dinheiro.

Como saber quantos pedágios tem em uma rota?

Para conferir quais são as praças de pedágios existentes na rota, uma alternativa é pesquisar na lista disponível no site da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

No entanto, essa é uma opção que acaba sendo interessante apenas para quem precisa fazer consultas pontuais. 

Mas, melhor do que saber a quantidade, é conhecer o custo total do pedágio de forma rápida, certo? Isso pode ser feito com o roteirizador (ou planejador de rotas). Essa é uma ferramenta mais robusta e segura que automatiza o cálculo de rotas da sua frota.

O Google Maps é uma boa alternativa para gerenciar rotas e pedágios da minha frota?

O Google Maps é uma solução bastante utilizada por pessoas que precisam traçar rotas simples no dia a dia, mas quando falamos das demandas de uma empresa com um setor logístico mais robusto, o aplicativo apresenta algumas limitações.

Por conta disso, acaba não sendo a opção mais vantajosa para gestão de rotas e pedágios para frotas.

Um dos motivos, por exemplo, é que o aplicativo só divulgou recentemente que terá a opção de calcular o valor de pedágios. No momento, essa opção não está disponível.

Para quem quiser usar o app mesmo assim, hoje terá a disponibilidade apenas de visualizar rotas e quais pontos da rodovia contém pedágio e qual é a altura de retorno para desvio da tarifa, sem indicação do valor.

Outra limitação é que, diferente de soluções desenvolvidas para gestão de frotas, o Google Maps não oferece integração com ERPs do mercado, não sendo a opção mais inteligente para quem busca uma logística integrada.

Qual o melhor roteirizador?

O melhor roteirizador para gestão de rotas e pedágios é aquele que consegue identificar os melhores trajetos para aproveitar todo o potencial da frota, gerando economia de tempo e recursos.

Para isso, é necessário que a tecnologia seja capaz de dar suporte ao cálculo do custo com pedágios e combustível, além de identificar os caminhos mais rápidos e seguros.

O roteirizador ideal também deve ser capaz de contribuir para uma gestão mais eficiente, ajudando a aumentar a produtividade e a margem de lucro das empresas.

Com o TOTVS Planejamento de Rotas, sua empresa encontrará todas essas vantagens com a possibilidade de reduzir até 30% dos custos de entrega.

A importância de contar com uma solução especializada para sua empresa

Embora seja comum falar sobre logística de maneira generalizada, como um conceito amplo, quando nos aproximamos do assunto entendemos que existem múltiplas formas de gerenciamento do setor e demandas específicas.

Afinal, existem empresas dos mais variados segmentos e portes que precisam realizar entregas. E é justamente por isso que contar com uma solução especializada faz toda a diferença. 

Com tecnologias desenvolvidas especialmente para atender às demandas da sua empresa, é mais fácil corrigir problemas e acelerar os resultados.

Além de ser mais fácil organizar estoques, armazenagem e distribuição, sistemas de gestão logística e roteirização ajudam a empresa a ter um melhor relacionamento com fornecedores e clientes.

TOTVS Planejamento de Rotas

O TOTVS Planejamento de Rotas é um sistema de roteirização desenvolvido para ajudar todos os empresários que buscam mais agilidade nas entregas, com a otimização de rotas e pedágios.

Essa tecnologia foi desenvolvida pela maior empresa de tecnologia do Brasil. Por isso, é uma das soluções com o maior custo-benefício para gestores de frota.

Com ela, é possível realizar o cálculo de rotas da maneira mais eficiente para otimizar a gestão de operações logísticas e reduzir os custos.

Com o TOTVS Planejamento de Rotas, você pode ter os seguintes recursos em mãos:

  • geolocalização;
  • dashboard com pedidos e roteirização;
  • visualização de viagens;
  • rotas planejadas;
  • mapa digital com ordens de paradas e trajetos sugeridos.

Quer conhecer mais sobre as vantagens do TOTVS Planejamento de Rotas? 

Experimente grátis por 30 dias a ferramenta!

Nova call to action

Conclusão

Traçar as melhores rotas e pedágios é uma tarefa essencial na rotina da gestão de frotas.

Se a sua empresa precisa otimizar esse processo para ter mais agilidade e economia, o melhor caminho é contar com tecnologias desenvolvidas para ajudar o setor, como ferramentas de roteirização com integração a outros softwares.

Essa é a melhor forma de implementar a logística integrada e obter diversos resultados, como aumento da produtividade e maior vida útil dos veículos da frota.

Para saber ainda mais sobre gestão logística, continue acompanhando o blog da TOTVS. Aproveite para se inscrever em nossa newsletter e receber todos os conteúdos em seu e-mail!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.