Entenda o crescimento do e-commerce no Brasil nos últimos anos

O mercado de e-commerce no Brasil tem mudado o comportamento do consumidor enquanto cresce nos últimos anos, com a sua expansão chegando várias vezes aos dois dígitos percentuais. Isso vai de encontro à recente crise brasileira, em que muitos negócios passam por momentos delicados. Para entender melhor o aumento desse mercado, continue lendo e confira …

Equipe TOTVS | 21 outubro, 2019

O mercado de e-commerce no Brasil tem mudado o comportamento do consumidor enquanto cresce nos últimos anos, com a sua expansão chegando várias vezes aos dois dígitos percentuais. Isso vai de encontro à recente crise brasileira, em que muitos negócios passam por momentos delicados.

Para entender melhor o aumento desse mercado, continue lendo e confira os dados que separamos, que mostram a evolução do e-commerce brasileiro.

Como está o cenário do e-commerce no Brasil?

De acordo com a pesquisa divulgada pela Ebit Nielsen, o comércio eletrônico teve um crescimento de 12% em vendas online no primeiro semestre de 2019. Nos últimos seis meses, esse crescimento representa um faturamento de R$ 26,4 bilhões.

Sobre o volume de pedidos,o primeiro semestre de 2019 para o e-commerce teve um crescimento de 20%, o que representa R$ 65, 2 milhões em volume de pedidos. No mesmo período em 2018, esse percentual de crescimento foi de 8%.

New call-to-action

Quais são os principais segmentos de e-commerce no Brasil?

Existem segmentos do comércio eletrônico que tiveram desempenho superior, tendo conquistado excelentes resultados nos últimos anos. A seguir, separamos os principais segmentos de e-commerce destacados pelo estudo mencionado, organizados por faturamento:

  • Telefonia e celulares: esse segmento representou, em volume financeiro, 21,2% do faturamento do comércio eletrônico brasileiro, em 2017;
  • Eletrodomésticos: foi responsável por 19,3% da fatia das receitas;
  • Eletrônicos: o terceiro lugar da lista respondeu por 10% do faturamento;
  • Informática: 8,9% das vendas, em termos monetários, foram desse segmento,
  • Casa e decoração: essa área fechou o top 5 com 8,4% do volume de receitas.

O que é preciso para criar um e-commerce no Brasil?

Para investir em e-commerce é preciso prestar atenção a fatores tecnológicos, mercadológicos e organizacionais. Veja adiante alguns dos principais.

Encontre um nicho de mercado

Atualmente, grandes players dominam os e-commerces mais amplos, mas lojas virtuais segmentadas podem prosperar. Essa é uma estratégia útil para se diferenciar e cativar um público específico, que poderá ajudar o negócio a crescer. Futuramente, você poderá expandir as suas operações para outras áreas.

Entenda o seu cliente

Não basta encontrar um segmento, é preciso entender bem o perfil do cliente desse segmento para conseguir vender. Ao compreender seus hábitos de consumo e suas necessidades, você terá maiores chances de atraí–lo para os modelos de comércio eletrônico, além de fidelizá-lo.

Nesse caso, não se esqueça de estabelecer as personas do seu negócio, isto é, aqueles perfis de clientes que deseja atender preferencialmente, de modo a direcionar as suas ações de divulgação e prospecção a eles.

Invista em divulgação

Também é importante definir campanhas de marketing impactantes no meio virtual. Isso consegue atrair consumidores para o seu negócio e deve ser planejado o mais rápido possível, para que você consiga realizar vendas já no começo da loja virtual.

Crie uma estrutura logística

Modelos de e-commerce pedem uma boa estrutura logística, pois o sucesso deles dependerá da eficiência na separação de mercadorias, na entrega e distribuição, no sistema de devolução de produtos, entre outros processos.

Além disso, você poderá definir um método para a sua cadeia de suprimentos funcionar, especialmente para estocagem e distribuição. Veja alguns exemplos:

  • Estoque próprio/dedicado: o primeiro é o modelo convencional, em que você monta um estoque e, a partir dele, envia os produtos adquiridos por meio do seu e-commerce aos seus consumidores;
  • Cross docking: é um sistema de distribuição em que o item comprado é mandado para um armazém ou centro de distribuição (CD). Nesse local, o produto é conferido e encaminhado para o cliente final quase que imediatamente, ou seja, não fica estocado,
  • Dropshipping: para aplicar dropshipping é preciso ter uma parceria baseada em grande confiança com cada fornecedor. Isso porque a empresa cataloga produtos desses parceiros em sua loja virtual, comercializando-os para os consumidores finais.

New call-to-action

Como a TOTVS pode te ajudar a se destacar no e-commerce?

O mercado de e-commerce no Brasil ainda comporta muitas lojas virtuais, tendo em vista a sua perspectiva positiva de crescimento. No entanto, para conseguir sobreviver e prosperar nesse meio, é importante aplicar as dicas acima e se especializar em gerenciamento de comércio eletrônico.

É importante escolher uma boa plataforma de e-commerce para montar e gerenciar sua loja virtual. Além disso, existem sistemas de gestão que podem ser integrados a esse tipo de ferramenta, facilitando a troca de dados necessários para a administração do negócio entre ambos. Em especial, dos processos envolvidos na operação do comércio eletrônico.

Quer ter acesso gratuito a mais conteúdos como este? Continue acompanhando nosso blog e assine a newsletter para receber avisos de nossos próximos artigos em seu e-mail!

e-commerce

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Comentários deste post

  1. Roberto Dias Santos diz:

    Perfeito, Perfeito seu conteudo, apenas para complementar, tem um programa chamado: Programa PCG, esse programa é um agregador de sites de classificados, ele tem mais de 340 sites de classificados grátis onde você pode anunciar, usando esse programa você pode divulgar de forma automática nesses sites, vale muito a pena usar ele deixa seu trabalho bem mais rápido além de te dar uma lista que sempre é atualizada com sites atuais, com esse programa você consegue ter mais trafego orgânico e assim receber visitas dos buscadores como o Google e outros, eu sempre usei esse programa para divulgar e faço vendas praticamente usando apenas ele. Fica ai a sugestão... Seu texto me ajudou muito. Muito sucesso pessoal

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.